KDE 4.1 em todo o seu esplendor…. e sem .not ;)

Eis um artigo da linuxmagazine, Lançado o KDE 4.1: uma análise do ambiente desktop, que nos mostra as potencialidades do novo KDE4.1, fabuloso.

Sem dúvida o novo KDE4.1 mostra a inovação que o Software Livre é capaz de produzir.

Todas as tecnologias que estão por detrás desta magnifica release, tais como Plasmoids, Plasma, phonon Nepomuk etc etc, fazem do KDE4.1 um marco no desenvolvimento de Desktop managers.

O Software Livre sem dúvida está de parabéns, mais uma vez fica provado que não precisamos de ideias tristes como as manifestadas por alguns, como Miguel de Icaza, para fazer evoluir e dominar a arena da evolução, qualidade e estética.

Parlamento Alemão defende padrões abertos

O comité de petições do parlamento alemão (Bundestag) em resposta a uma petição a favor de padrões abertos proposta por A. Spengler e assinada por cerca de 5000 pessoas, declarou explicitamente que apoia o uso de padrões abertos de documentos.

Indicam ainda que o uso deste tipo de padrões que usam licenças livres e são públicos para toda a gente, podem e devem ser a solução para os problemas de interoperabilidade entre diversos formatos de documentos.

Segundo esse comité, formatos abertos e padronizados de documentos possuem duas características essenciais:

* custo de licença nulo
* especificação aberta e acessível a toda a gente

O que de acordo com o Bundestag, ajuda a preencher as lacunas de interoperabilidade.
O comité de petições afirma ainda que essa visão é partilhada pelo ministro do interior.

E nós por cá?
Vamos ver mais uma vez as propostas do PCP relativamente a Normas Abertas serem chumbadas ou totalmente deturpads apenas e só porque são do PCP, ou desta vez os senhores do PSD, PS e CDS vão usar o cérebro colocando os interesses do país e dos seus cidadãos à frente dos seus?

Cá estaremos para ver, infelizmente não acredito muito nisso, até pelo passado e presente.

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 68 outros seguidores