Pérolas TI Governamentais: Direcção-Geral do Orçamento fomenta uso de software microsoft

Se já não chegasse a fantochada da apresentação do OE, ainda temos de aturar no sitio da Direcção-Geral do Orçamento, pertencente ao Ministério das Finanças e da Administração Pública, um dos que assinaram memorandos com a microsoft, à propaganda e promoção de software proprietário e especialmente da microsoft.

Interoperabilidade, uso de Software Livre, uso de software similar e que permita realizar as mesmas tarefas em diferentes plataformas e sistemas, formatos abertos que permitam a todos usar o software e os sistemas que mais gostam?
Esqueçam, lá não vão encontrar nada disso, só se safa mesmo o formato padrão PDF, por incrível que pareça o OE está disponível nele.

Na DGO, Direcção-Geral do Orçamento somos aconselhados a usar winzip e formatos proprietários da microsoft, “DOC/RTF, XLS e PPT, ou seja, somos todos obrigados a pagar o imposto microsoft, apenas se salva o já mencionado PDF.

Alternativas, plataformas e sistemas que não os da microsoft e apple, formatos abertos e que permitam a Interoperabilidade, o Ministério das Finanças e da Administração Pública não sabe o que isso é, e muito menos o que é respeitar os cidadãos deste país que legitimamente optam por outros sistemas e software que cumpre padrões internacionais como o cada vez mais usado, ODF.

Mas fazendo um pouco de trabalho civíco vou ajudar a nossa APública e este ministério, enviando-lhes um mail com diversas alternativas.

Aqui ficam elas:

ODF adoption map

No que a formatos concerne, podem e devem manter o PDF para documentos finais, quanto ao
s outros documentos, aos que necessitam de alterações, o ODF é o formato a escolher, usando e abusando, tal como já fazem o Brasil, Dinamarca, Japão, França, Holanda, etc.

Relativamente aos Sistemas Operativos, basta que sigam padrões, quer de formatos quer de Web, como os definidos pela W3C.


Quanto a aplicações, o excelente e recentemente lançado OpenOffice 3.0, resolve todos os problemas de uma só vez, é livre, multiplataforma, abre todos os formatos mencionados e usa por omissão o formato padrão ODF.

Como suplemento posso ainda aconselhar a AP e o Ministério das Finanças a usarem e recomendarem o uso do 7Zip para compressão, o Sumatra ou mesmo o Foxit para PDF.

Como se pode verificar, existe muito e óptimo software que permite à AP e governo, comunicarem com os seus cidadãos, deixando-lhes a si a decisão do que gostam ou querem usar.

À AP e ao governo apenas se pede que usem software e tecnologias que cumpram formatos e padrões definidos internacionalmente e que fomente a Interoperabilidade entre as diversas plataformas disponíveis, especialmente as que não colocam os cidadãos dependentes de uma única empresa.

«Nenhum cidadão ou companhia deveria ser forçado ou encorajado a escolher uma tecnologia fechada contra uma aberta, graças a um governo ter feito essa escolha primeiro», diz Neelie Kroes, bem como «Escolher formatos tecnológicos que podem ser utilizados por fornecedores diferentes — frequentemente sem pagar taxas — é uma decisão de negócio muito esperta».

Powered by ScribeFire.

Pérolas Governamentais: Orçamento de Estado e o problema informático

A apresentação do OE pelo governo, o governo de Sócrates, como tudo o que estes senhores já nos habituaram, não passou de um flop, mais uma encenação de propaganda, o filme e o final são os mesmos de sempre, acaba-se por saber que tudo não passava de fantochada, só que este foi uma ejaculação precoce.

Segundo o Presidente da AR, Jaime Gama, a culpa do atraso deve-se única e exclusivamente ao governo.

A crítica de Bernardino Soares do PCP, assenta que nem uma luva a mais uma situação criada pelos mestres da propaganda deste (des)governo, afirmou ele que «foi uma encenação, utilizando a AR como cenário e os deputados como figurantes».

O interessante na explicação oficial é que se terá tratado de um problema informático, pelo que li e ouvi na rádio, o único problema foi mesmo a incompetência do executivo.

De qualquer forma, aguardam-se sempre mais desenvolvimentos.

Mas não necessitamos de mais explicações para perceber como é péssima a política de TI dos passados e actual governo.

Já todos sabemos da fantochada do classmate assemblado em Portugal e “vendido” como se tivesse cá sido desenvolvido, já sabemos dos gastos supérfluos da Administração Pública, desde o governo às Câmaras Municipais, e já conhecemos, infelizmente, o caminho errado que este governo traçou quando assinou os memorandos com a microsoft e que nos colocam dependentes de uma empresa condenada e sem escrúpulos, a qual vai colocar este país no passado do desenvolvimento e utilização de Tecnologias de Informação.

Este país está transformado num país das bananas, num país de brincadeira.

Powered by ScribeFire.

Divas do Metal Sinfónico – Wallpapers – Simone Simons dos Epica


A bela ruiva dos Epica, Simone Simons. {via devianart}

Epica (band) – Wikipedia, the free encyclopedia

Epica is a Dutch symphonic metal band founded by guitarist and vocalist Mark Jansen subsequent to his departure from After Forever.

Epica performing at The White Rabbit (Texas, USA) in 2007.

{via wikipedia}

Powered by ScribeFire.

Resmas de jogos para GNU/Linux

Neste site encontram toneladas de jogos para o nosso sistema operativo favorito :)

 

Powered by ScribeFire.

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 67 outros seguidores