CM Odivelas indica que usa e abusa de Software Livre

Em virtude da entrada que coloquei neste blog há semanas atrás, Presidente da CM Odivelas envia-me as boas festas e eu retribúo com Software Livre, recebo hoje para meu espanto e surpresa, diga-se positiva, uma reposta por parte da Sra Fernanda Fragoso «Chefe do Gabinete da Presidência» na qual ela me corrige indicando que a CMOdivelas usa e muito Software Livre.

Espero que a Sra não fique chateada comigo, mas vou deixar aqui alguma da informação que ela me prestou sobre o tal uso de FLOSS por parte da CMOdivelas.

Neste âmbito, estamos obviamente sensíveis para a utilização de software livre, encontrando-se o nosso Gabinete de Informática e Sistemas de Comunicação a trabalhar activamente nesse sentido, sempre numa óptica de salvaguarda do “coração” da nossa rede informática, por forma a que não seja minimamente beliscada a integridade e a estabilidade do Sistema, visto existirem experiências negativas em outras Autarquias, que têm de ser devidamente analisadas.

É de salientar que todos os computadores que a Câmara Municipal de Odivelas colocou nas Escolas foram instalados,  prioritariamente, com Software Livre, o nosso site na internet assenta, sobretudo, em Software Livre e as plataformas de desenvolvimento de sites, como por exemplo a do PDM, também foi elaborada neste tipo de software, as aplicações que usamos em alguns serviços municipais para controlo de inventário, de intervenções técnicas, etc, são de Software Livre, ao nível do SIG (informação geográfica) está-se a trabalhar no desenvolvimento de módulos aplicacionais suportados em Software Livre e ao nível de programas de utilização técnica, como o AutoCAD, cujo custo é muitíssimo elevado, há muito que temos vindo a utilizar software livre ou alternativo.

Em acréscimo, encontram-se em testes prévios outros programas de software livre, de modo a que a sua segurança, fiabilidade e adequabilidade sejam devidamente asseguradas.

Perante o atrás exposto, temos razões para crer que Odivelas é das Câmaras Municipais deste país a que mais software Open Source utiliza, sendo a nossa meta a implementação total de programas desta natureza, sempre dentro dos princípios atrás expostos.

Apesar de ser um mail cheio de interesse, existem alguns problemas e como tal enviei um mail de volta a relatá-los.

Concordo que uma implementação desta envergadura tenha de ser bem pensada e feita no seu tempo próprio, salvaguardando o normal funcionamento da CMOdivelas.

Indica que o software instalado nas escolas é prioritáriamente Software Livre «FLOSS», infelizmente neste tópico e em alguns outros não posso comprovar tal medida, presumo que o software instalado seja a Caixa Mágica em dual boot com o sistema da microsoft, tendo em conta que os professores não têm formação em FLOSS, sinceramente duvido que apesar de instalado, na realidade se use Software Livre, e em virtude desta situação, não houve poupança nenhuma uma vez que as licenças da microsoft tiveram de ser adquiridas na mesma.

Indica que o site da CMOdivela e o do PDM, usam Software Livre, este é um dos casos que infelizmente mostram que não é o caso, quer um quer o outro usam software proprietário da microsoft, como fácilmente se comprova:

http://uptime.netcraft.com/up/graph?site=www.cm-odivelas.pt

$ curl -I http://www.cm-odivelas.pt/
HTTP/1.1 200 OK
Server: Microsoft-IIS/5.0
Date: Tue, 06 Jan 2009 15:41:23 GMT
X-Powered-By: ASP.NET
Content-Length: 63417
Content-Type: text/html
Set-Cookie: ASPSESSIONIDCARDCRTD=

CEKPGJJCFIGAJMIEDNAMMLMF; path=/
Cache-control: private

$ curl -I http://www.cm-odivelas.pt/extras/pdm/index.htm
HTTP/1.1 200 OK
Server: Microsoft-IIS/5.0
X-Powered-By: ASP.NET
Date: Tue, 06 Jan 2009 15:42:39 GMT
Content-Type: text/html
Accept-Ranges: bytes
Last-Modified: Wed, 01 Oct 2008 08:19:30 GMT
ETag: “6a158b6d9e23c91:843″
Content-Length: 9306

Relativamente às outras situações tal como já afirmei não me é possível confirmar as afirmações da Chefe do Gabinete da Presidência da CMOdivelas, mas no entanto não creio que a última afirmação que faz, “Odivelas é das Câmaras Municipais deste país a que mais software Open Source utiliza”, seja a mais correcta, embora eu não consiga obter números para contrariar esta afirmação, sendo que a câmara com melhor presença online é a CMPombal e esta sim usa pelo menos no seu website Software Livre.

$ curl -I http://www.cm-pombal.pt/
HTTP/1.1 200 OK
Date: Tue, 06 Jan 2009 18:14:45 GMT
Server: Apache/2.0.49 (Fedora)
Set-Cookie: PHPSESSID=243138cf8f1d6ff27acb0bded2e77d6a; path=/
Expires: Thu, 19 Nov 1981 08:52:00 GMT
Cache-Control: no-store, no-cache, must-revalidate, post-check=0, pre-check=0
Pragma: no-cache
Connection: close
Content-Type: text/html; charset=iso-8859-1
Content-Language: pt

embora o Geoportal SIG use microsoft:

$ curl -I http://geoportal.cm-pombal.pt/
HTTP/1.1 200 OK
Content-Length: 498
Content-Type: text/html
Content-Location: http://geoportal.cm-pombal.pt/Default.htm
Last-Modified: Tue, 08 May 2007 11:03:32 GMT
Accept-Ranges: bytes
ETag: “d06c6846091c71:b97″
Server: Microsoft-IIS/6.0
X-Powered-By: ASP.NET
Date: Tue, 06 Jan 2009 18:16:03 GMT

Espero sinceramente que estes números apresentados pela UMIC, Resultados dos Inquéritos sobre as TIC na Administração Pública 2008, vão melhorando cada ano que passa.

Powered by ScribeFire.

Fazendo upgrade a Debian e Ubuntu e familiares sem banda larga

Se pretendem fazer um upgrade aos vossos sistemas livres, Debian e derivados e estão sem banda larga, existem diversas possibilidades, a mais simples é um liveCD, mas o projecto Keryx fornece outra alternativa.


Keryx Tutorial: Bringing Updates Home | crashsystems.net

Keryx was written by Southern Illinois University computer science student Chris Oliver, who wanted a way to download software and updates for Ubuntu systems that had little or no connectivity. Simply put Keryx on your pen drive, use it to create a new project file which retains a copy of your software sources and other system details, then take the pen drive to a computer with a better connection. Via it’s Synaptic like interface, users can then select all updates for download, plus select any other software they may want to install, complete with dependency resolution.

Powered by ScribeFire.

Prémios Génios da finança e já não há vergonha ou para mais tarde recordar

Vítor Constâncio em colisão com Durão Barroso e Cavaco Silva – JN

O governador do Banco de Portugal considera que o plano da Comissão Europeia para estimular a economia pode ser insuficiente. E, ao contrário de Cavaco, entende que dívida externa não é uma questão essencial.

José Sócrates admite recessão e pede maioria absoluta – JN

A primeira entrevista do ano, José Sócrates admitiu que o país vai entrar em recessão, mas que irá pedir aos eleitores uma maioria absoluta nas próximas eleições(…)

José Sócrates admite recessão e pede maioria absoluta – JN

“O cenário cada vez mais provável é o de entrarmos em recessão”, afirmou Sócrates, antes de anunciar que, na próxima semana, vão ser revistas as previsões da taxas de desemprego e de crescimento, insertas no Orçamento de Estado para 2009. A revisão será revelada no âmbito da apresentação da actualização do Programa de Estabilidade e Crescimento.

Sócrates admite recessão em Portugal | Económico

O primeiro-ministro reconhece que o Governo vai rever as suas previsões para este ano e assume que Portugal deve cair em recessão. Para responder à crise, continua a apostar no investimento e pede nova maioria absoluta.

Carlos Tavares acusa três ex-presidentes no caso BCP | Económico

Entre os notificados estão – para além dos que foram igualmente indiciados pelo Banco de Portugal (BdP) – mais dois nomes: os de Rui Lopes e Miguel Magalhães Duarte, ‘investors relations’ no período investigado pela CMVM. Estes dois responsáveis, ainda em funções no BCP, juntam-se a Jorge Jardim Gonçalves, Filipe Pinhal e Paulo Teixeira Pinto – ex-presidentes do BCP -, Christopher de Beck, António Rodrigues, António Castro Henriques e Alípio Dias – antigos administradores – e Luís Gomes e Filipe Abecassis, actuais directores-gerais no BCP. Estes nove responsáveis foram notificados dia 12 de Dezembro pelo BdP. Neste caso, alegadamente, por prestação de informação falsa e também por contabilidade incorrecta.

Powered by ScribeFire.

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 66 outros seguidores