A Insegurança e a invasão de privacidade dos chips RFID

O Washington Post tem um interessante artigo sobre a utilização de chips RFID em cartões de identificação como por exemplo passaportes, BI’s etc e de como eles são inseguros e permitem a vigilância em tempo real dos seus possuidores.

Chris Paget um Hacker (não é cracker) resolveu verificar a segurança deste tipo de tecnologia, tendo andado pelas ruas de San Francisco com um único objectivo, ler, ter acesso aos dados dos cartões com RFID das pessoas que por lá passavam, usando tecnologia wireless, sem sair do seu carro, em cerca de 20 minutos o seu scanner fez o download para o seu portátil do número de série único de um dos transeuntes que por lá passou e que possuía um passaporte dos EUA com RFID.

Em cerca de uma hora, Chris Paget conseguiu obter 5 identificações únicas e privadas sem que os seus possuidores alguma vez venham a ter conhecimento que viram a sua privacidade colocada em causa e que dados únicos e privados dos seus cartões foram acedidos sem qualquer consentimento e que caso fosse outro o propósito de Chris Paget, esses dados poderiam vir a ser usados para um sem número de ilegalidades, incluindo o roubo de identidade.

Esta demonstração mostra que os governos ao usarem e ao fomentarem este tipo de tecnologias em conjunto com outras como as que mencionei noutra entrada sobre as capacidades da NSA e do Echelon, poderão se já não o estão a conseguir, acabar de vez com a privacidade das pessoas, uma vez que todos nós podemos ser vigiados em tempo real onde quer que estejamos.

Artigo na Scientific American contra o RFID – Mythbusters impedidos de emitir programa sobre a insegurança do RFID

Base de dados de ADN em Portugal – mais um ataque às nossas liberdades

Chip automóvel – o Big Brother Comercial com objectivos obscuros

Chips in official IDs raise privacy fears – washingtonpost.com

Putting a traceable RFID in every pocket has the potential to make everybody a blip on someone’s radar screen, critics say, and to redefine Orwellian government snooping for the digital age.
(…)
But with advances in tracking technologies coming at an ever-faster rate, critics say, it won’t be long before governments could be able to identify and track anyone in real time, 24-7, from a cafe in Paris to the shores of California.

Chips in official IDs raise privacy fears – washingtonpost.com

RFID, he wrote, has a fundamental flaw: Each chip is built to faithfully transmit its unique identifier “in the clear, exposing the tag number to interception during the wireless communication.”

Once a tag number is intercepted, “it is relatively easy to directly associate it with an individual,” he says. “If this is done, then it is possible to make an entire set of movements posing as somebody else without that person’s knowledge.”

About these ads

5 Respostas

  1. Volto a dizê-lo. Espalhar a palavra o mais possível. Há muita gente com dois dedos de testa. Estes encarregam-se de tentar abrir os olhos aos outros.

  2. [...] e vigilância dos cidadãos quer internamente nos EUA quer externamente, assim como o inicio da obrigatoriedade de implantação de chips RFID em todo o tipo de documentos de identificação, como passaportes, cartas de condução, segurança [...]

  3. [...] eu já por aqui mais do que uma vez referi, os documentos que os Estados têm vindo a aprovar e que fazem uso de [...]

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 68 outros seguidores

%d bloggers like this: