A caminho do colapso total – tumultos em Inglaterra são mais um exemplo da fórmula PRS da NWO

via http://photoshoplooter.tumblr.com/

Cada dia que passa aproxima-nos cada vez mais do colapso total da sociedade tal como a conhecemos hoje em dia, algo que é conhecido nos meios do designado Survivalism/Prepper como SHTF ou TEOTWAWKI.

A realidade é que com um planeta com recursos finitos não pode haver crescimento infinito, é simples matemática.

A sociedade que hoje conhecemos só foi possível de construir em virtude da descoberta e uso dos combustíveis fósseis, com estes a passarem ou mesmo já tendo passado o Peak Oil, vamos assistir cada vez mais a este tipo de acontecimentos, com cada vez maior gravidade, especialmente quando a fome começar a generalizar-se.

É óbvio que a tudo isto se soma a sempre presente mão da elite que a todos controla, a Banca dos senhores todo poderosos das sociedades secretas e criminosas como a Maçonaria, CFR, Trilateral, Bilderberg entre muitas outras que são quem na realidade detém o poder e controlam na sombra o planeta, usando os fantoches políticos como seus peões de ataque.

Estes tumultos só servem a elite da NWO e mais ninguém.

O objectivo como sempre é colocar todas as pessoas umas contra as outras, fomentando e aumentando as diferenças que existem, criando o caos e preparando o caminho para a introdução da moeda mundial, que na realidade o IMF/FMI já construiu.

A clássica técnica da NWO, PRS – Problem…Reaction…Solution!

Por isso mesmo já estamos hoje a assistir ao pedido por parte da maior parte da população inglesa para que a elite que a controla coloque as tropas na rua, declare a Lei Marcial e dispare sobre os cidadãos, aumentando ainda mais o controlo de uma sociedade das mais controladas do mundo, onde existem literalmente milhões de câmaras CCTV espalhadas pelas ruas.

E ninguém pára se questionar:

* Porque razão a polícia não interviu a tempo, porque razão deixou as coisas chegarem ao ponto que chegaram

* Porque razão a polícia matou a tiro uma pessoa, que supostamente foi o que desencadeou os acontecimentos numa primeira fase, sem qualquer necessidade, uma vez que podia e deveria simplesmente tê-la detido.

* Existem diversos relatos que indicam que muitos dos jovens foram pagos para causar tumultos

E claro não nos podemos esquecer de outros pormenores muito importantes:

* O Reino Unido foi um dos principais, ou mesmo o principal ideólogo do terrorismo de Estado via a Operação Gladio

* Sabe-se hoje que o Reino Unido infiltrava no IRA agentes da intelligence que fomentavam e levavam a cabo atentados terroristas

* Há não muito tempo a ex-agente do MI5, Annie Machon descreveu num artigo que cada vez mais a intelligence (incluindo privada) se infiltrava em todo o tipo de organizações por forma a torná-las cada vez mais radicais

* E não nos podemos esquecer do que se tem passado nos encontros do G20 etc, onde agentes da polícia infiltrados fomentavam, incentivavam e iniciavam os distúrbios que posteriormente eram atribuídos a grupos radicias/anarquistas pelos media fantoches ao serviço da elite da NWO

Recomendo pois que leiam estes dois interessantes artigos que explicam muita coisa, a actualidade e o que nos espera o futuro próximo.

  1. Please Don’t Riot … It’s Just What ‘They’ Want – David Icke Website
  2. 5 Reasons Why American Riots Will Be The Worst In The World : Deadline Live With Jack Blood

E já agora dêem olhada a estes dois vídeos:

Num dos artigos encontrei esta frase de Martin Luther King Jr que explica e bem que este tipo de caos não leva a nada e apenas serve a canalha da elite que nos quer destruir.

‘The limitation of riots, moral questions aside, is that they cannot win and their participants know it. Hence, rioting is not revolutionary but reactionary because it invites defeat. It involves an emotional catharsis, but it must be followed by a sense of futility.’–MLK

Há que fazer alguma coisa, sem dúvida, mas actuar da forma que se tem visto em Inglaterra é dar mais armas à canalha da elite, como tal não é a forma mais inteligente de o fazer.

P.S. ainda sobre o Peak Oil, há quem pense que o petróleo aparece, forma-se, de forma diferente da que é habitualmente mencionada, mas a verdade é que mesmo que isso seja verdade não muda em nada o que hoje e nos tempos que aí vêm se irá passar, pela simples razão que as elites da Nova (Des)Ordem Mundial (NWO) nunca irão dar a conhecer ao mundo tecnologia que já hoje possuem, com grande probabilidade desde finais dos anos 50 do século passado, a chamada Zero Point Energy, que muitos problemas resolveria.

About these ads

8 Respostas

  1. Muitas das primeiras notícias veiculadas pela imprensa inglesa e a forma como alguma da nossa imprensa faz o seu trabalho de forma tipicamente sensacionalista tem servido para alimentar a confusão e a desinformação sobre os motins que aconteceram recentemente em Inglaterra.

    .

    Aqui ficam algumas desmistificações dos mitos informacionais que foram sendo construídos nestes últimos dias:

    Mito 1 – Os motins começaram como retaliação de um gang de Tottenham pela morte de um dos seus membros/líderes numa troca de tiros com a polícia

    a) De acordo com a informação mais recente, não é linear que Mark Dugan, o indivíduo cuja morte dizem estar na origem dos motins, pertença a algum gang. O relatório da balística, publicado recentemente pela polícia britânica, desmente que esse indivíduo tenha disparado qualquer tiro contra os agentes contradizendo a versão inicial destes, indicando que a arma que, alegadamente, estava em sua posse não disparou qualquer tiro e nem terá sido utilizada. Mais, confirma, de forma categórica, que Mark Dugan faleceu com um único tiro no peito (Execução? Uso excessivo de Força?).

    http://www.guardian.co.uk/uk/2011/aug/08/mark-duggan-profile-tottenham-shooting

    http://www.guardian.co.uk/uk/2011/aug/09/mark-duggan-police-ipcc

    O que aconteceu foram manifestações contra a contínua repressão e violência policial que algumas destas comunidades sofrem, em particular os jovens que, ao encontrarem as forças policiais. tornaram-se mais violentas.

    Eu não estou a desculpar as comunidades ou os jovens. Bem sei que é difícil para os polícias trabalhar em áreas mais problemáticas económica e socialmente (eu vivo num bairro social) mas muitas vezes a acção policial é mal conduzida e utiliza força excessiva nos momentos errados.

    b) Os alegados motins que se propagaram a Londres foram manifestações de protesto na mesma linha das de Tottenham que se tornaram violentas depois da intervenção despropositada da polícia (existe um relato jornalístico de uma rapariga que foi agredida sem justificação).

    http://www.davidicke.com/headlines/51860-scrubbed-explosive-london-riots-bbc-interview-violence-sparked-by-police-beating-16-year-old-girl

    Mito 2 – Os motins foram de tal ordem violentos que as forças policiais foram incapazes de conter a violência e evitar a destruição de lojas, habitações e outros estabelecimentos

    a) Existem vários relatos a indicar que as forças policiais limitaram-se a ver grupos de pessoas a destruir as lojas, carros, etc. deixando alastrar, de propósito, a destruição e a pilhagem. Estes relatos são comuns a pessoas que estiverem nos motins e a residentes e comerciantes das áreas afectadas.

    http://www.metro.co.uk/news/871655-tottenham-riots-police-stood-back-and-let-protestors-take-over-streets

    http://www.infowars.com/police-were-ordered-to-stand-down-as-london-burned/

    Tendo a polícia um mandato para proteger pessoas e bens esta atitude é, no mínimo, estranha. Sendo que esta foi uma conduta generalizada a todas as forças policiais dos vários locais onde ocorreram pilhagens suspeita-se da existência de ordens superiores para se comportarem dessa forma.

    Mito 3 – Os motins foram coordenados através das redes sociais, tendo sido em especial utilizado o serviço de mensagens instantâneas dos telemóveis BlackBerry.

    a) Não existe até agora nenhuma prova irrefutável de que os motins tenham sido organizados, previamente ou enquanto decorriam, através das redes sociais ou de qualquer outro meio de comunicação. Organizar um motim ou acção violenta não é a mesma coisa que mandar sms a dizer “Estou na Rua X. Vem ter comigo e com a malta para partir coisas”.

    b) O enfoque que está a ser dado à BlackBerry e ao seu serviço de mensagens instantâneas, quer pela comunicação social quer pelas autoridades policiais, tem apenas uma razão de ser – O serviço em causa permite trocar mensagens entre telemóveis de forma encriptada. Ou seja, as mensagens não podem ser lidas por terceiros a não ser que se altere o software que gere as aplicações e os respectivos servidores (criação de “backdoors”).

    http://www.guardian.co.uk/media/2011/aug/08/london-riots-facebook-twitter-blackberry

    http://www.guardian.co.uk/uk/2011/aug/08/london-riots-blackberry-messenger-looting

    Há uns meses atrás, o governo da Arábia Saudita (tal como outros governos que já o fizeram e conseguiram) fez um ultimato à empresa que produz o Blackberry (a Research in Motion) para permitir que os seus serviços de informação e segurança possam reter uma cópia e ler todas as comunicações que passem pelos seus telemóveis, inclusive as encriptadas.

    http://www.bbc.co.uk/news/world-middle-east-10888954

    http://www.engadget.com/2010/08/07/rim-averts-saudi-arabias-blackberry-messaging-ban-negotiates-s/

    Parece-me que o governo inglês também está a tentar fazer o mesmo mas utilizando este incidente como subterfúgio. O incidente poderá servir também para ilegalizar todos os serviços que possuam ou utilizem encriptação (ao associar essa técnica com actividades ilegais) e, num caso mais extremo, obrigar a acabar com a possibilidade de anonimato na navegação via internet (situação que está em vias de ser efectivada através de leis que se encontram em fase de discussão no Reino Unido e na EU) e submeter a aquisição de certos equipamentos electrónicos à emissão de licença (lembram-se das licenças de posse de isqueiro no tempo da ditadura em Portugal?)

    Mito 4 – Os motins são de origem étnica e ocorreram em áreas socialmente e economicamente precárias

    a) Embora os tumultos tenham começado num bairro de população maioritariamente negra e socialmente e economicamente precário não é possível caracterizar os locais e os participantes nessas acções como pertencentes a uma minoria étnica e provenientes de classes empobrecidas. Tal é demonstrado pelo perfil dos detidos pela polícia na sequência dos motins – “Não há mais rapazes do que raparigas, nem há predominância de minorias, étnicas ou religiosas. Não são todos desempregados ou estudantes sem perspectivas de futuro.”

    http://www.publico.pt/Mundo/os-criminosos-sao-operarios-estudantes-homens-mulheres-e-ate-criancas_1507183

    Para concluir,

    Eu acho que é preciso ter muito cuidado com as interpretações que se fazem e com as explicações que se dão num caso destes.

    A “ausência de valores de uma geração”, o “consumismo desenfreado” a “crise económica grave” são argumentos que explicam tudo mas que muitas vezes não explicam nada ou quase nada.

    Quem já leu o “1984”, “V for Vendetta” e o “Transmetropolitan” sabe que muitas vezes estes acontecimentos são criados e/ou ampliados pelos governos para daí retirar dividendos políticos e económicos, gerando o medo nos seus concidadãos pois o medo torna as pessoas burras e manipuláveis.

    Independentemente da vossa opinião sobre o assunto há um conjunto de factos que não podem ser ignorados sobre o que toda esta situação permitiu, nomeadamente:

    Facto 1 – Desaparecimento da discussão pública e mediática do problema das escutas do jornal “News of The World” que implicavam o actual governo inglês e as estruturas de informação e segurança (Serviços secretos, Scotland Yard), garantido muitos jornalistas que a continuar assim o governo teria de se demitir;

    Facto 2 – Desaparecimento da discussão pública e mediática sobre as propostas governamentais de privatização do Serviço Nacional de Saúde inglês e consequentes danos para as populações no acesso aos cuidados de saúde e sua qualidade.

    Facto 3 – Desaparecimento da discussão pública e mediática sobre a guerra ilegal que está a ser levada a cabo na Líbia NATO, EUA e UK, com o aval da ONU.

    Facto 4 – Desaparecimento da discussão pública e mediática sobre os preparativos para iniciar mais uma guerra ilegal desta vez contra a Síria por parte dos EUA e UK.

    Facto 5 – Nas locais onde ocorreram os tumultos e áreas circundantes impera um quase regime de lei marcial. Existem políticos até que já pediram a instauração oficial da lei marcial – e isso significa o fim das liberdades e garantias dos cidadãos – podes ser preso por qualquer razão e sem qualquer justificação e permanecer detido indefinidamente (eliminação do habeas corpus), não te podes deslocar livremente, tens de permanecer fechado em casa grande parte do dia (fim da liberdade de circulação), não te podes manifestar, tirar fotografias, vídeos, etc. (fim da liberdade de expressão, ou seja censura), não te podes juntar com outras pessoas na rua ou em locais públicos e, em certos casos mesmo em locais privados (fim da liberdade de reunião).

    Será interessante ver as cenas dos próximos capítulos para verificar de que forma é que estes motins vão ser aproveitados para avançar as agendas e os interesses das várias forças políticas e económicas.

    http://www.guardian.co.uk/uk/2011/aug/10/uk-riots-political-classes

  2. mais dois artigos a ler:

    The London Riots and How They Will be Used to the Elite’s Advantage
    http://vigilantcitizen.com/vigilantreport/the-london-riots-and-how-they-will-be-used-to-the-elites-advantage/

    The moral decay of our society is as bad at the top as the bottom
    http://blogs.telegraph.co.uk/news/peteroborne/100100708/the-moral-decay-of-our-society-is-as-bad-at-the-top-as-the-bottom/

  3. Olá Ricardo,

    Cá para mim isto foi fabricado e provavelmente continuará a pressão para que haja violência. Recomendável visita: http://northerntruthseeker.blogspot.com/

  4. oi Ana,

    sim esse link tem o artigo do vigilant citizen que acompanho semanalmente.

    pois, coincidências há muito que deixei de acreditar nelas, especialmente pq são sempre os mesmos a beneficiarem delas.

    mas já temos a resposta, é óbvio que não são coincidências mas sim a PRS a funcionar:

    Britain Remodels Justice System After China, North Korea, Then Adds Some
    https://plus.google.com/104707914502304652469/posts/BmHqsnt3Cne?hl=en

  5. A associação internacional WeAreChange está a dar os seus primeiros passos em Portugal:

    http://www.wearechangeportugal.org/

    A WeAreChange é a maior organização internacional anti Nova Ordem Mundial.

    Esteve presente nos protestos anti-Bilderberg em 2010 e 2011.

    A WeAreChange, http://www.wearechange.org/, é um movimento internacional para a paz e a justiça social formado por cidadãos e independente de qualquer ideologia ou religião. Nasceu nos EUA com o objectivo inicial de procurar a verdade sobre os atentados de 11 de Setembro.

    Esta organização pretende denunciar a corrupção dos governos e juntar cidadãos em todas as partes do mundo que estejam interessados em manifestar-se e em educar o público sobre assuntos que são geralmente encobertos ou censurados pelos “meios de comunicação social”.

    Actualmente a WeAreChange está espalhada por mais de 20 países em vários continentes.

    Gostaríamos de contactar com todos os que têm ideais semelhantes.

    Agradecemos desde já a atenção.

    http://www.wearechangeportugal.org/
    http://wearechangeportugal.org/forum/

    http://www.youtube.com/WeAreChangePortugal

    http://www.facebook.com/WACPT

    http://twitter.com/WACPortugal (o Twitter passará a receber updates do novo Blog (espero eu), quando estiver instalado)

  6. Ora vejamos. Jovens condenados a 4 anos de prisão por incitar à violência nas redes sociais! 4 anos? Um carteirista leva bem perto disso e causa muito menos prejuízos.

    E depois? Dos 4 cumprem 1 ou 2, e no fim? Deixa-me adivinhar: conseguem um emprego de “reinserção” na função pública lá do sítio com renovação vitalícia a compensar pelos favores prestados à Cameron & Murdoch Cuscuvilheirice Ilimitada.

  7. Parabéns pelo excelente blog!

    A associação internacional WeAreChange está a dar os seus primeiros passos em Portugal:

    http://www.wearechangeportugal.org/

    A WeAreChange é a maior organização internacional anti Nova Ordem Mundial.

    Esteve presente nos protestos anti-Bilderberg em 2010 e 2011.

    A WeAreChange, http://www.wearechange.org/, é um movimento internacional para a paz e a justiça social formado por cidadãos e independente de qualquer ideologia ou religião. Nasceu nos EUA com o objectivo inicial de procurar a verdade sobre os atentados de 11 de Setembro.

    Esta organização pretende denunciar a corrupção dos governos e juntar cidadãos em todas as partes do mundo que estejam interessados em manifestar-se e em educar o público sobre assuntos que são geralmente encobertos ou censurados pelos “meios de comunicação social”.

    Actualmente a WeAreChange está espalhada por mais de 20 países em vários continentes.

    Gostaríamos de contactar com todos os que têm ideais semelhantes.

    Agradecemos desde já a atenção.

    http://www.wearechangeportugal.org/
    http://wearechangeportugal.org/forum/

    http://www.youtube.com/WeAreChangePortugal

    http://www.facebook.com/WACPT

    http://twitter.com/WACPortugal (o Twitter passará a receber updates do novo Blog (espero eu), quando estiver instalado)

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 66 outros seguidores

%d bloggers like this: