Wikileaks Cablegate: Sexo, muitas MENTIRAS, but no videotapes…. [p#2]

Segunda parte de três, a primeira encontra-se aqui.

Podem fazer aqui buscas por palavras em todos os cables que vieram até agora a público.

Começo por estabelecer os pontos sobre os quais irei escrever.

  1. Desmistificar os ataques ad hominem de que Julian Assange tem sido vitima, nomeadamente a acusação de violação de duas mulheres.
  2. Como neste blog não existe censura e todas as hipóteses podem ser alvo de pelo menos uma tentativa de investigação, deixo também no ar a possibilidade levantada mais uma vez por algumas pessoas, entre elas Webster Griffin Tarpley, de que Julian Assange possa estar ao serviço da CIA e dos amigos de George Soros. Como já escrevi mantenho tudo em aberto, no meu caso a minha dúvida acentua-se devido às declarações de Assange relativamente ao 11Set2001.
  3. O pensamento de Assange e um pouco da sua história
  4. Documentos cor de rosa
  5. Portugal e os voos da CIA, tortura e questões ao putativo engº Sócrates e seu Ministro dos Negócios Estrangeiros
  6. Documentos realmente interessantes, como a ACTA e Espanha, Hadopi, Coreias e China e os famosos mísseis supostamente adquiridos pelo Irão à Coreia do Norte
  7. Desmistificação dos tais mísseis por parte da Rússia e de como os media mainstream têm feito o jogo de propaganda dos EUA, não trazendo à discussão informações extremamente importantes e que negam a importância atribuida por esses mesmos media aos tais cables onde são mencionados.
  8. As ameaças de morte e a mentira da tão famosa Land of the free; Amazon Web Services, Paypal, Tableau Public e o Twitter, bem como a Visa e a Banca Suíça. [um excelente resumo da fuga das empresas aqui] [é interessante assinalar que a Mastercard e a Paypal continuam alegremente a fazer negócios com o KKK]
  9. Sites interessantes para seguir toda esta informação
  10. O wikileaks apesar de todos os ataques de que tem sido alvo NÃO MORRE! A ‘Insurance file‘ e próximas revelações, a Banca dos EUA.

I. Open covenants of peace, openly arrived at, after which there shall be no private international understanding of any kind but diplomacy shall proceed always frankly and in the public view.”President Woodrow WiIson put forth his Fourteen Points proposal for ending the war in a speech on January 8, 1918. In it he established the basis of a peace treaty and the foundation of a League of Nations.

4. Documentos cor de rosa

Chamo-lhes documentos cor de rosa porque seriam dignos de fazerem as honras das designadas revistas da mesma cor, ou seja, documentos que não adiantam nada ou quase nada ao que já se sabia e que são apenas faits divers para entreter, mas que infelizmente os media mainstream muitas das vezes lhes dão mais importância do que aos documentos que irei mencionar nos outros tópicos.

Como nada disto interessa muito mesmo, deixo apenas um ou dois links sobre o tema.

Wikileaks’ State-Department Dump: The Top 5 Leaked Insults – TIME NewsFeed

The latest WikiLeaks dump includes a quarter million state department documents and almost as many diplo-disses. Which world leader was called a “flabby old chap?” Read on to find out. (Hint: It’s not Berlusconi.) 

Wikileaks, Cablegate’s 5 funniest moments – Asylum.co.uk

In honour of the changing face of geo-politics we’ve compiled our five favourite funniest moments to come out of Cablegate. 

5. Portugal e os voos da CIA, tortura e questões ao putativo engº Sócrates e seu Ministro dos Negócios Estrangeiros

Para além da questão dos supostos voos da CIA no espaço aéreo e até no território português, ainda existem questões que têm vindo a público nos últimos dias e que de alguma forma têm a ver com Portugal ou com países da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, como o caso do empréstimo de 1,1 mil milhões de euros do BES ao ‘amigo’ Chavez, luvas pagas ao Presidente moçambicano durante a venda de Cahora Bassa [coincidências; Almeida Santos quer ver encerradas negociações sobre Cahora Bassa], ainda em Moçambique as eventuais ligações da presidência e ex-presidência ao tráfico de droga.
Ou ainda a eventual construção de uma base militar dos EUA em território de Cabo Verde.

Wikileaks revela que Moçambique facilitou negócio do narcotráfico – TSF

As acções destes dois homens seriam impossíveis sem a cumplicidade do Estado, diz o diplomata nos telegramas. Bachir Sulleiman é referido como estando directamente ligado ao presidente Armando Gebuza e a Joaquim Chissano, ex-presidente, sendo que contribuiu para financiar a Frelimo e ajudou significativamente nas campanhas eleitorais dos dois políticos. 

Por certo que mais coisas virão a público, ainda estamos apenas no início dos cerca de 250mil ‘cables’.

EUA elogiam Amado na questão de Guantanamo – TSF

O documento acrescenta que, em resposta, o Governo português pedia «garantias escritas dos países de destino final de que os detidos não serão torturados ou sujeitos à pena de morte». 


Especial Voos da CIA

Wikileaks: BE «tinha razão quanto aos voos da CIA» > Política > TVI24

«Apesar de sucessivos governos sempre terem negado a colaboração portuguesa com os voos ilegais da CIA, verifica-se agora que existiram contactos regulares e até encontros, como o do ministro Luís Amado com a secretária de Estado Condoleezza Rice, onde foram discutidos os termos em que o Estado português poderia autorizar a passagem de voos de transferência de prisioneiros», declarou Jorge Costa à Agência Lusa. 

Como é habitual mais uma vez estes ‘senhores’ políticos [e media Bilderberg, ver video acima], sejam eles portugueses ou estrangeiros, são na sua grande maioria muito pouco credíveis e ainda menos recomendáveis, isto para não lhes chamar de mentirosos.

Os dados vindos a público pelo wikileaks deixam no ar a confirmação das fortes suspeitas, que ao contrário do que o sr Ministro e o putativo engº Sócrates afirmaram, passaram pelo espaço aéreo português e com grande probabilidade pela base das Lajes, território nacional, voos da CIA com prisioneiros que com quase 100% de certeza foram torturados como qualquer pessoa que leia alguma imprensa dos EUA saberá desse escândalo, por exemplo KSM foi water board cerca de 180 vezes entre muitos outros.

O governo tendo mentido relativamente ao facto da existência de conversações sobre esses voos, tenta ao mesmo tempo enganar os portugueses dizendo que se passaram foi segundo regras impostas por Portugal.

Podem explicar-me como raio é que fiscalizaram se os EUA cumpriram essas regras uma vez que como se vai vendo não se pode confiar neles?! Lembram-se da famosa reunião nas Lajes? Lembram-se das famosas Armas de Destruição Massiva?

Podem os senhores, Ministro dos Negócios Estrangeiros, Luís Amado e o putativo engº Sócrates demonstrarem aos portugueses que aquelas pessoas que eles permitiram TRAFICAR não foram torturadas?

Podem mostrar aos portugueses documentos escritos de como os EUA se comprometiam com tal pedido?

Podem estes senhores mostrarem documentos que provem que o Estado português verificou se os EUA cumpriam o que supostamente haviam acordado?

Sinceramente duvido, por diversas razões, nomeadamente as que demonstram a importância do Wikileaks e esta mais recente vaga de documentos, que coloca a nu o que senhoras e senhores em lugares de poder que deveriam exercer de forma transparente porque estão ao serviço dos cidadãos, o fazem de forma velada e zelando isso sim pelos seus interesses mesquinhos, criando segredos e fomentado-os não para proteger os seus países mas sim para proteger os seus erros, as suas mentiras os seus interesses.

E para demonstrar que não existem nem politicos nem politicas de esquerda ou direita, mas apenas e só interesses, nada melhor que terminar este ponto com a informação de que o Governo de Zapatero em Espanha aceitou sem qualquer problema os voos da CIA no seu espaço aéreo, a esquerda espanhola, nomeadamente o PSOE, deveria explicar agora porque razão criticaram Aznar e a sua presença nas Lajes.
Afinal de contas quando baixam as calças à oligarquia dos EUA, fazem-no com ambas as mãos.

CIA flights with permission of the Spanish government [Update 2] | WL Central

How to transfer detainees from Afghanistan or other countries to Guantanamo? A cable written at the US embassy on the 4th of December 2008 describes how the US ambassador negotiated a permission from the Spanish ministry of foreign affairs to use “discreet” Spanish airports as mid way stops for long haul flights:
http://213.251.145.96/cable/2008/12/08MADRID1280.html 

The cable then goes on to discuss how documents on these negotiations were leaked to the press. The author complains that CIA flights and military flights were often mixed up in press reports.

6. Documentos realmente interessantes, como a ACTA e Espanha [Fate of Spain's Internet/copyright law depends on El Pais releasing relevant Wikileaks cables NOW], Hadopi, Coreias e China e os famosos mísseis supostamente adquiridos pelo Irão à Coreia do Norte

Existem uns quantos cables muito interessantes e que mais uma vez mostram o que os diversos poderes na sombra, pela calada, refugiando-se naquilo que designam por ‘Segurança Nacional’, que não passa de um subterfúgio para agirem com impunidade, vêm perpetrando contra todos nós.

Um pequeno resumo deles nestes dois links:

This has never happened before · ELPAÍS.com in English

The list seems interminable. American diplomats spy on the United Nations Secretary General and on other senior UN officials, to the extent of learning their credit card numbers. The Gulf monarchies are pressing Washington to start a war against Tehran before Iran becomes a nuclear power and brings them to their knees. Turkey’s moderate Islamist government faces continued resistance from secular army officers, and a secret Islamist plan is feared. Beijing orders a cyber-attack on Google at the end of 2009, while planning to ditch its long-time Stalinist ally in North Korea in return for hegemony over a unified Korean peninsula. Pakistan discreetly supports terrorist groups, while its nuclear arsenal grows. To do business in Morocco you have to pass on a cut to the royal house, which maintains its army in a deplorable state. Saudi Arabia is the main source of financing for Islamist terrorism.
(…)
In Spain, the Zapatero government agreed to downplay post-Iraq differences with Washington; blurred the question of the CIA rendition flights; was ambivalent over the prosecution of the murderers of José Couso; and the Spanish prosecutor’s office played a questionable role in the inquiry into torture at Guantánamo.
Contrary to what he had often promised, former Prime Minister Aznar was ready to return to politics if Spain needed him. Further material may yet emerge from the State Department papers, which this newspaper and others have been publishing having had access to the massive leak mounted by the Wikileaks organization. Significantly, its founder is wanted by Interpol, and his website is being boycotted by servers and service providers. 

Folha.com – Mundo – China contrata hackers desde 2002; veja mais revelações do WikiLeaks – 29/11/2010

* O Politburo, segundo organismo mais importante do governo da China, comandou a invasão dos sistemas de computador do Google no país, como parte de uma campanha de sabotagem a computadores, realizada por funcionários do governo, especialistas particulares e criminosos da internet contratados pelo governo chinês. Eles também invadiram computadores do governo americano e de aliados ocidentais, do Dalai Lama e de empresas americanas desde 2002.

* O rei Abdullah, da Arábia Saudita, repetidamente pediu aos EUA para atacar o Irã e destruir seu programa nuclear, além de, segundo registros, ter aconselhado Washington a ‘cortar a cabeça da cobra’ enquanto ainda havia tempo.

* Doadores sauditas continuam sendo os principais financiadores de grupos militantes sunitas, como a Al Qaeda; e o pequeno Estado do Qatar, generoso anfitrião do Exército americano no golfo Pérsico por anos, era ‘o pior da região’ em esforços de combate ao terrorismo, segundo um telegrama ao Departamento de Estado em dezembro do ano passado.

* Representantes dos EUA e da Coreia do Sul discutiram a possibilidade de uma Coreia unificada se os problemas econômicos da Coreia do Norte e a transição político no país levassem o Estado a implodir. Os sul-coreanos chegaram a considerar incentivos econômicos à China para ‘ajudar a aliviar’ as preocupações de Pequim sobre o convívio com uma Coreia reunificada em ‘aliança benigna’ com Washington, segundo o embaixador americano em Seul.

* Desde 2007, os EUA montaram um esforço secreto e, até agora, mal sucedido para remover urânio altamente enriquecido do reator de pesquisa do Paquistão, com medo de que pudesse ser desviado para uso em um reator nuclear ilícito.

* O Irã obteve mísseis sofisticados da Coreia do Norte, capazes de atingir o leste europeu, e os EUA estavam preocupados de que o Irã estaria usando esses foguetes como ‘peças de montagem’ para construir mísseis de mais longo alcance. Os mísseis avançados são muito mais poderosos do que qualquer equipamento que os EUA publicamente reconheceram existir no arsenal iraniano.

* Quando o vice-presidente afegão, Ahmed Zia Massou, visitou os Emirados Árabes Unidos no ano passado, autoridades locais trabalhando para a Agência de Controle às Drogas descobriram que ele carregava US$ 52 milhões em dinheiro vivo. Segundo o telegrama da embaixada americana em Cabul, ele pode manter o dinheiro sem revelar a origem ou destino do montante.

* Diplomatas americanos barganharam com outros países para ajudar a esvaziar a prisão da baía de Guantánamo, realocando detentos. Por exemplo, foi pedido que a Eslovénia aceitasse um prisioneiro se quisesse agendar um encontro com o presidente Barack Obama. A República de Kiribati recebeu oferta de incentivos valendo milhões de dólares para aceitar detentos muçulmanos chineses. Em outro caso, aceitar mais presos foi descrito como ‘uma forma de baixo custo para a Bélgica alcançar proeminência na Europa’.

* Os EUA não conseguiram evitar que a Síria fornecesse armas ao Hizbollah no Líbano, que acumulou um grande arsenal desde a guerra de 2006 com Israel. Uma semana após o presidente sírio, Bashar al Assad, prometer a um alto representante americano que não mandaria ‘novas’ armas ao Hizbollah, os EUA reclamaram que tinham informações de que a Síria estava dando ao grupo armas cada vez mais sofisticadas.

* Os americanos estariam preocupados com o uso da informática e ataques pela internet na China. Diplomatas dos EUA dizem que os chineses, após 2002, estão recrutando técnicos que acessam redes no mundo inteiro, principalmente do governo, empresas e aliados americanos.

* Chefes de governos são citados em várias passagens. O presidente francês Nicolas Sarkozy, por exemplo, foi descrito como “delicado” e “autoritário”, de acordo com o jornal ‘Le Monde’, um dos cinco periódicos que tiveram acesso à publicação antecipadamente. O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, estaria ‘louco’ e transformando o seu país em ‘outro Zimbábue’, segundo um diplomata francês.

* Os Estados Unidos pediram em março de 2008, um mês antes da última eleição presidencial paraguaia, informações detalhadas sobre os candidatos que incluíam “dados biométricos, incluindo impressões digitais, imagens faciais e dados para reconhecimento da íris, e DNA”.

* Uma mensagem da secretaria de Estado dos EUA à embaixada americana em Assunção relata a preocupação do governo americano com a suposta presença de grupos como Al Qaeda, Hizbollah e Hamas na tríplice fronteira, entre Brasil, Paraguai e Argentina.

* O departamento de Estado americano pediu no ano passado aos funcionários de 38 embaixadas e missões diplomáticas uma relação detalhada de dados pessoais e de outra natureza sobre as Nações Unidas, inclusive sobre o secretário-geral, Ban Ki-moon, e especialmente sobre os funcionários e representantes ligados ao Sudão, Afeganistão, Somália, Irã e Coreia do Norte, segundo o jornal ‘El País’.

* Diplomatas americanos em Roma comunicaram em 2009 o que suas fontes italianas descrevem como uma estreita ligação entre o premiê russo Vladmir V. Putin, e o premiê italiano, Sílvio Berlusconi, incluindo generosos presentes e lucrativos contratos de energia por uma intermediação sombria.

* Pairam dúvidas americanas sobre a confiança nas forças da Turquia, aliada da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), retratada como fraca e permeada por islâmicos.

* Uma tributo pago em viagens áreas que entrou em vigor no último mês deixou os americanos irritados. A revolta de Washington com uma nova tarifa alfandegária para passageiros, acordos britânicos de extradição com os EUA e inspeções mais frouxas com paquistaneses aparecem em memorandos publicados.

* Autoridades americanas advertiram a Alemanha em 2007 para não prenderem agentes da CIA envolvidos em uma fracassada operação em que um alemão inocente com o mesmo nome de um suspeito foi erroneamente sequestrado por meses no Afeganistão. Um alto diplomata americano disse que “a intenção é que o governo alemão pese cuidadosamente cada passo com as implicações no relacionamento com os EUA”. 

Powered by ScribeFire.

Novas sobre a false flag do vôo NF 253 e suas consequências (Scanners nos aeroportos)

Na entrada Northwest Airlines 253: Tentativa de atentado ou false flag?, tentei fazer um apanhado das primeiras informações sobre este caso, agora vou tentar deixar aqui algumas novidades e possíveis consequências de mais uma false flag.

Segundo as primeiras notícias o pai do suposto terrorista do voo NF 253, o senhor Alhaji Umaru Mutallab, anteriormente teria sido Presidente do First Bank PLC, no entanto num interessante artigo do site Veterans Today, o seu editor Gordon Duff descobriu mais algumas informações que são bastante pertinentes para todo este caso.

Para além de ter tido a função que acima refiro bem como ter feito parte do Governo da Nigéria, o senhor também tinha estreitas ligações com os serviços de informações bem como com a Mossad de Israel, uma vez que Mutallab geria a Indústria Nacional de Armamento (DICON) a qual tinha estreitas ligações com Israel.
A Mossad está também envolvida a partir dessa relação, com o combate contra o terrorismo (ou será a favor?).

Como se perceberá, sitio onde estes senores apareçam não pode sair de lá nada de bom.

A juntar-se a tudo isto, segundo a ABC, parece que está no bom caminho a desestabilização por parte da intelligence dos EUA/Israel no Yemen, usando mais uma vez tal como o fez no Afeganistão e nos Balcãs, a nossa conhecida Al-Qaeda, que como sabemos apenas e só se trata de uma base de dados dos guerrilheiros Mujahideen criada nos finais dos anos 70 antes da invasão da URSS exactamente para a provocar como foi afirmado pelo estratega de tudo isto, o senhor Zbigniew Brzezinski, mentor de Obama.

Pelo que é afirmado pela ABC, os prisioneiros de Guantanamo #333, Muhamad Attik al-Harbi, and prisoner #372, Said Ali Shari, foram levados para a Arabia Saudita, gerida pelos grandes amigos da família Bush que posteriormente os terá libertado, estando agora estes dois senhores supostamente a liderar as operações no Yemen.

Como se pode observar esta gente nunca dá ponto sem nó, tudo decorre como planeado.

Mais, segundo o Presidente do Yemen, Ali Abdullah Saleh, terá afirmado que as forças de segurança terão detido um grupo de alegados militantes islamitas com ligações à intelligence de Israel.

Relembro que no Yemen se confrontam dois blocos, o país está mergulhado numa guerra civil e o plano é criar mais uma Al-Q(a)eda-para-a-CIA por forma a levar a Arábia Saudita que apoia uma das facções do Yemen a entrar em conflito com o Irão que apoia a facção shiita.

Junta-se ainda a tudo isto informações por parte do Paquistão que indica haver fortes ligações entre a India e Israel, estando as duas ligadas a ataques terroristas, o que explicaria a presença do indivíduo de origem indiana, bem vestido, junto de Umar Farouk Abdulmutallab no aeroporto da Holanda.

Aeroporto de Schiphol que curiosamente tem ao seu serviço uma firma Israelita de segurança que verifica os passageiros com destino aos EUA.
Sehr seltsame Geschichte… | Möchtegern-Flugzeugbomber ist Politikers… | Telepolis-Blogforen

It was ICTS that largely developed the passenger “profiling” procedures used at Schiphol and other airports around the world through its subsidiary, ICTS Holland Products BV.
(…)

The links between El Al security and Mossad are extremely close with abundant cross-pollination of senior personnel back and forth.
The security company that allowed Reid to board American Airlines 63 at Charles de Gaulle airport in Paris was ICTS (International
Consultants on Targeted Security) International. ICTS’s senior
management are all ex-Israeli security officials, many of whom worked
for El Al security.

Prepara-se pois tudo para mais duas guerras, Yemen e a principal, o ataque ao Irão, mais uma vez com a cumplicidade, ou melhor, com a coordenação da realeza, da elite que comanda o planeta, os senhores do Reino Unido.
Há poucos dias foi demonstrado que diversos documentos falsificados com grande probabilidade pelos serviços secretos Israelitas, terão sido divulgados como legitimos se tratassem, por parte do jornal britânico muito dado a este tipo de desinformação, o jornal The Times of London do senhor da Sky News, Rupert Murdock.

    U.S. Intelligence Found Iran Nuke Document Was Forged          : Information Clearing House –  ICH
December
29, 2009 — WASHINGTON, Dec 28 (IPS) – U.S. intelligence has concluded
that the document published recently by the Times of London, which
purportedly describes an Iranian plan to do experiments on what the
newspaper described as a “neutron initiator” for an atomic weapon, is a
fabrication, according to a former Central Intelligence Agency official.

Philip
Giraldi, who was a CIA counterterrorism official from 1976 to 1992,
told IPS that intelligence sources say that the United States had
nothing to do with forging the document, and that Israel is the primary
suspect. The sources do not rule out a British role in the fabrication,
however.

The Times of London story published Dec. 14 did not
identify the source of the document. But it quoted “an Asian
intelligence source” – a term some news media have used for Israeli
intelligence officials
– as confirming that his government believes
Iran was working on a neutron initiator as recently as 2007.

The
story of the purported Iranian document prompted a new round of
expressions of U.S. and European support for tougher sanctions against
Iran and reminders of Israel’s threats to attack Iranian nuclear
programme targets if diplomacy fails.

E com tudo isto os mesmos de sempre, os que planeiam estas operações, são quem irá beneficiar com toda esta aldrabice, quer a nível monetário quer a nível do objectivo principal, manter o medo, diminuir as nossas liberdades e privacidade e aumentar o controlo sobre todos nós.

Uma das figuras dos EUA que veio logo a público defender o seu uso massivo, foi Michael Chertoff o anterior manda-chuva do DHS, que afirmou ao Washington Post, “You’ve got to find some way of detecting things in parts of the body that aren’t easy to get at. It’s either pat downs or imaging, or otherwise hoping that bad guys haven’t figured it out, and I guess bad guys have figured it out.” [via Alternet "The TSA has a dismal record of enriching private corporations with failed technologies. Will the "digital strip search" device just bring more of the same?"]
Este senhor esqueceu-se no entanto de indicar que a sua paixão por este tipo de invasão da provacidade dos cidadãos, no que a ele concerne, implica um enorme conflito de interesses, uma vez que a empresa de consulturia de segurança presta serviços a um cliente que fabrica este tipo de equipamentos.
The Washington Monthly

What he has made little mention of is that the Chertoff Group, his security consulting agency, includes a client that manufactures the machines. The relationship drew attention after Chertoff disclosed it on a CNN program Wednesday, in response to a question.

Na Europa os holandeses muito bem mandados vieram logo pressionar a UE para adoptar os invasivos scanners que nos despem de roupas e de dignidade, colocando até em causa leis já aprovadas de combate à pedofilia.
Para já parece que ouve bom senso na UE, mas deve ser por pouco tempo. [Top European Justice Official Opposes Body Scanners]

Toda esta gente, quer o senhor Chertoff quer a TSA quer grande parte dos media, têm vindo a MENTIR DESCARADAMENTE ao público ao afirmarem que as imagens não são gravadas nem são passíveis de serem transmitidas para outros meios bem como supostamente apareceriam com uma cor meio estranha que não permitiria a identificação dos cidadãos.

Infelizmente como a EPIC através dos documentos que foi recolhendo pode constatar e comprovar, tudo isto é FALSO.

Na verdade estes scanners de corpo inteiro que pretendem instalar nos aeroportos de todo o mundo podem gravar, guardar e permitem o envio de imagens digitais de buscas, tudo isto porque essas máquinas possuem discos rígidos, ligações USB bem como acesso por rede.

EPIC – UPDATE – EPIC Posts TSA Documents on Body Scanners

EPIC has posted more than 250 pages of documents it
obtained in a Freedom of Information Act lawsuit concerning body
scanners.
The documents, released by the Department of Homeland
Security, reveal that Whole Body Imaging machines can record, store,
and transmit digital strip search images of Americans.
This contradicts
assurances made by the TSA. The documents include TSA Procurement
Specifications, TSA Operational Requirements, TSA contract with L3, TSA
contract with Rapiscan (1), and TSA contract with Rapiscan (2)
. The DHS
has withheld other documents that EPIC is seeking.

EPIC – EPIC Obtains Documents about Body Scanners

As a result of a Freedom of Information Act lawsuit,
EPIC has obtained the TSA technical specifications and the vendor
contracts for Whole Body Imaging devices, commonly called “body
scanners.” The documents reveal that TSA mandated that the devices have
hard disk storage, USB access, and ethernet connectivity.
The documents
obtained by EPIC also detail a “Level Z” authority for TSA that allows
the security agency to disable privacy filters and to export raw image
files.

Body scanners can store, send images, group says – CNN.com

Washington (CNN) — A privacy group says the
Transportation Security Administration is misleading the public with
claims that full-body scanners at airports cannot store or send their
graphic images
.

The TSA specified in 2008 documents that the machines must have image
storage and sending abilities, the Washington-based Electronic Privacy
Information Center (EPIC) said.

Há mesmo quem afirme que este tipo de tecnologia colocará em causa a saúde de todos nós, podendo até causar dano ao nosso DNA, logo aumentando a taxa de doenças como o cancro, o que permitiria atingir mais um objectivo para além do enorme montante de dinheiro que a Big Pharma e Seguradoras obteriam e claro contibuiria para a despopulação.
Que dizer então de fetos em formação como no caso de grávidas.

Coalition for an Airline Passengers’ Bill of Rights – Hotline > 1(877)FLYERS6: Full Body Scanners used on air passengers may damage human DNA

(NaturalNews) In researching the biological effects of the millimeter wave scanners used for whole body imaging at airports, NaturalNews has learned that the energy emitted by the machines may damage human DNA.

Millimeter wave machines represent one of two primary technologies currently being used for the “digital strip searches” being conducted at airports around the world. “The Transportation Security Administration utilizes two technologies to capture naked images of air travelers – backscatter x-ray technology and millimeter wave technology,” reports the Electronic Privacy Information Center, a non-profit currently suing the U.S. government to stop these electronic strip searches.

The manufacturers of such machines claim they are perfectly safe and present no health risks, but a study conducted by Boian S. Alexandrov (and colleagues) at the Center for Nonlinear Studies at Los Alamos National Laboratory in New Mexico showed that these terahertz waves could “…unzip double-stranded DNA, creating bubbles in the double strand that could significantly interfere with processes such as gene expression and DNA replication.”

Por fim apenas mais duas notas, esta interessante notícia sobre um voo da Air France com passagem pelo espaço aéreo dos EUA que foi recusado pelas autoridades dos EUA apenas e só porque nele se encontrava um jornalista francês do Le Monde Diplomatique, Hernando Calvo Ospina, mencionado nas “no flying lists” porque que está a escrever um livro nada meigo para com a CIA.

US authorites divert Air France flight carrying ‘no-fly’ journalist to Mexico – Telegraph

American
authorities reportedly refused an Air France flight from Paris to
Mexico entry into US airspace because a left-wing journalist writing a
book on the CIA was on board.

Por último um apanhado do que se sabe sobre a false flag do voo NF253.

EVIDENCE MOUNTS FOR U.S. COMPLICITY IN TERRORISM : Veterans Today – News for U.S. Military Veterans Jobs, VA Benefits, Home Loans, Hospitals & Administration

JUST THE FACTS:

Let’s review what we know thus far:

*
Our terrorist traveled to Yemen to meet with terrorist there
*
The terrorists in Yemen had been in Guantanamo but had been ordered released by the Bush Administration though they were, perhaps the most dangerous detainees held
*
The government of Yemen tells us that Islamic terrorists there have been arrested who have proven ties to Israeli intelligence
*
Our terrorists father, though we are told is a retired “Nigerian banker” actually ran their defense industry in close cooperation with Israeli Intelligence (Mossad)
*
Our terrorist’s visa to the US was never with withdrawn, though he was on a “terrorist watchlist”
*
Our terrorist, though flying from Nigeria, entered the Netherlands without passing thru customs, something impossible to do without assistance from an intelligence agency
*
Our terrorist, while at the Amsterdam airport, was being assisted by a man appearing to be Indian, who claimed our Nigerian terrorist was a Sudanese refugee with no passport (no passport was used entering the EU, something technically impossible)
*
However, Dutch authorities, the same ones who confirmed he entered the country with no passport also confirmed he had a valid US visa, though on a terrorist watch list that is shared with Dutch authorities.
*
Airport security in Amsterdam is contracted to an Israeli controlled company with, not only the most sophisticated technologies, but, in fact, the company that had developed the concept of security profiling.
*
The parallels between this case and the Richard Reid “shoe bomber” case are much more than admitted.

Powered by ScribeFire.

O Embuste Obama e o Nobel da Paz (última parte)

Aqui vamos pois para a 3ª e última parte d’O Embuste Obama e o Nobel da Paz muito mal entregue, consciente no entanto de que será impossível colocar aqui tudo o que já li e já escrevi, até porque já nem me recordo de alguns artigos; é provável que à medida que vá acrescentando novas notas sobre o Fantoche, as vá linkando para este conjunto de entradas.

“Ninguém é mais escravizado do que aqueles que erroneamente acreditam ser LIVRES”
Johann Wolfgang von Goethe


Nesta última parte vou tentar sintetizar algumas das entradas que já por aqui coloquei bem como acrescentar alguns pontos com notícias e artigos recentes.

Um excelente artigo que põe a nu bastantes razões para que O Fantoche Obama não tivesse recebido o Nobel da Paz foi-me dado a conhecer pelo amigo Lusitano, trata-se de um interessante artigo do economista canadiano Michel Chossudovsky, traduzido no site resistir.info e que aborda a cada vez maior aposta da Administração Obama no desenvolvimento de novas armas, com especial relevo para as espaciais e a poderosa arma do futuro capaz de criar alterações climáticas, a HAARP [CBC HAARP_1][CBC HAARP_2], bem como a implementação de novas bases militares um pouco por todo o mundo, desde o Médio Oriente à América do Sul e África, tudo com o objectivo de levar a cabo o sonho do mentor de Obama Zbigniew Bzrezinsky, de controlar a EuroÁsia, logo atacando Rússia, China e Irão.

Como muito bem refere Michel Chossudovsky, “são parte do “arsenal humanitário” de Obama.”

A propósito do sonho do mentor de Obama, de controlo total da EuroÁsia e com ele a destruição da China e Rússia,
F. William Engdahl, tem um artigo no site Information Clearing House que explica muito bem o grande objectivo de Bzrezinsky, America’s Phoney War in Afghanistan.

The purpose of the alleged US war against both Taliban and Al Qaeda is in reality to place its military strike force directly in the middle of the geographical space of this emerging SCO in Central Asia. Iran is a diversion. The main goal or target is Russia and China.

Officially, of course, Washington claims it has built its military presence inside Afghanistan since 2002 in order to protect a “fragile” Afghan democracy. It’s a curious argument given the reality of US military presence there. [America's Phoney War in Afghanistan]


Full Spectrum Dominance and the NWO


Como por aqui tenho escrito amiúde, a única maneira dos controladores do fantoche Obama conseguirem enganar tantos tão facilmente isso deve-se ao enorme controlo que detém nos Media [Concentration of media ownership], especialmente os ditos mainstream/tradicionais, entre outras entradas que escrevi creio que estas duas explicam bem o facto.
[Agência REUTERS falsifica fotografias de zonas de conflitos?] [Repórteres sem Fronteiras ingénuos ou com sentido de humor?!]

Tentando agora sistematizar alguns dos pontos que imediatamente vetariam a atribuição de um Prémio como o Nobel da Paz a Obama, talvez a melhor maneira de o fazer é usando uma entrada que escrevi pouco tempo antes da entrada em funções da  Administração Obama.
Nessa entrada e usando um artigo de um dos sites de Alex Jones, eram colocadas algumas questões sobre a futura Administração e que demonstrariam até que ponto haveriam ou não mudanças reais e não apenas mais retórica.


Tentando responder a essas questões ficamos com a ideia de que Obama nada tem feito, pior, ficamos conscientes que Obama para além de continuar as mesmas políticas levadas a cabo pela Administração Bush/Cheney, tem ainda como diria o mentor de Clinton  “perseguido e ainda com mais vigor as mesmas políticas do anterior” [Momento Twilight Zone do ano 2009 – Tomada de posse da maior fraude política de sempre] Professor Carrol Quigley, no seu livro Tragedy and Hope.

Antes de passar às questões e para que fiquem desde já com uma ideia dos objectivos dos controladores de Obama, aos quais tem de pagar, nada melhor que uma pequena compilação dos passos que levaram na Alemanha e estão a levar hoje em dia quer os EUA quer a UE a tornarem-se em DITADURAS, para após o controlo das suas populações se extender a ditadura ao resto do planeta e aí sim os controladores de Obama serão donos e senhores de todos nós, desde o momento em que nascemos até morrer-mos. [Fascismo em 10 passos simples, aprovando leis para golpe de estado.][Até Junho deixo-vos com um documentário a ver, “The END of America” de Naomi Wolf]

Esqueçam os quadrantes políticos, aqui fascismo deve ser lido como o fazia Mussolini com a sua designação de Corporativismo e Hitler, com a designação de Nacional Socialismo.
A DITADURA para o planeta não será nem de Esquerda nem de Direita, mas antes uma mistura dos conceitos desses dois tiranos.

1- Irá Obama revogar os Patriot Acts I e II, bem como inverter a declaração assinada de Bush e reconhecer a revogação da John Warner Defense Authorization Act?

2- irá Obama continuar com a militarização da América e os preparativos para a lei marcial através do NORTHCOM e do governo secreto ou irá ele desmantelar o estado policial que foi construído ao longo dos últimos oito anos pela administração Bush?

Escusado será dizer que nenhuma destas leis foi revogada pela nova Administração de Obama, a equipa maravilha recheada de caras da NWO, aliás, Obama deu ainda mais um passo em frente ao preparar-se para dar origem a uma espécie de Camisas Castanhasuma nova Juventude, agora não Hitleriana, mas sim de Obama.
O seu braço direito, Rahm Emmanuel explica  o que se pretende, tal como Obama num dos seus discursos.

Relembro que estas leis são parte integrante do plano da FEMA para desencadear a suspensão da Constituição e com tal procedimento levarem à declaração da Lei Marcial, a partir daí o COG <Continuity of Government> passará a estar activo, no fundo é o Governo Sombra a tomar de assalto o poder supostamente democraticamente eleito, sem qualquer fiscalização, uma vez que com a suspensão da Constituição também é suspenso o ramo judicial e o Congresso, ficando apenas o executivo com todo o poder.
Para perceberem melhor o que estou a dizer talvez seja elucidativo o seguinte vídeo do youtube [Classified, Classified: como é que se pode votar algo assim]

Alguns testes vão sendo feitos para  verificar como a população reage à presença de tropas na rua, ou melhor, para ir habituando a população a ter tropas nas ruas, indo frontalmente contra o Posse Comitatus que proíbe qualquer intervenção militar no interior dos EUA.

Se acham que tudo isto é pouco, pois bem o caro Fantoche Obama, ou melhor, os seus controladores ainda têm mais algumas medidas na cartola, uma das quais nos é explicada por mais um excelente artigo de Glenn Greenwald do site salon.com, o qual cita outro jornalista para explicar melhor a sua ideia, segundo a qual Obama desde que chegou à Casa Branca se tem pautado por uma técnica/discurso de três fases, na 1ª afirma que tudo o que a Administração Bush fez violava todos os direitos e mais alguns, sem dúvida que tem razão, o problema é o 2º e 3º passos, no qual Obama após criticar Bush e Cheney, afirma que irá fazer o inverso destes, mas quando chegamos ao último passo, verificamos que Obama não só tem as mesmas políticas como ainda as amplia.

O jornalista que é da área de direito, afirma que se há áreas onde Obama vai um passo ainda mais longe são sem dúvida as das liberdades civis, poder executivo e no núcleo dos direitos Constitucionais.

Um dos exemplos mais claros é o da Administração de Obama manter o conceito de “inimigo combatente”, um epíteto amorfo, no qual cabe tudo e mais alguma coisa e como tal ao desumanizar-se o termo, torna-se claro o objectivo, que é dar ao Presidente o poder de deter qualquer indivíduo a que o Estado resolva atribuir esta designação, permitindo assim a sua detenção por tempo indeterminado sem acusação formada, logo incapaz de se defender, no fundo o fim do Habeas Corpus.

A realidade já ultrapassa a ficção de Kafka. [O Processo]

Mas se isto em si já não fosse estranho e atentatório dos mais básicos direitos humanos, o Fantoche Obama consegue dar um salto ainda maior, presumo que tenha gostado imenso do filme Minority Report, baseado no excelente livro de Philip K. Dick, infelizmente não se terá apercebido que se tratava de ficção científica uma vez que resolveu apresentar uma medida, a qual defende com unhas e dentes e que propõe manter sob prisão sem julgamento e sem qualquer acusação e de forma perpétua, alguém que possa um dia vir a cometer um suposto crime.

Como se vê entramos no domínio do surreal, onde tudo é permitido apenas e só porque se trata do bem falante Obama e que por isso mesmo é infinitamente mais perigoso que Bush.

Podem encontrar mais pérolas destas aqui no blog oVigia assim como em diversos locais na rede, o google é vosso amigo.
bem como de

3– irá Obama acabar com a vigilância secreta  dos cidadãos usando telefones e outros meios de comunicação, tais como previsto na lei que ELE APROVOU, a Fisa?
– irá Obama fazer acusações de crimes contra Bush, Cheney e outros por autorizarem a tortura, será que a tortura de suspeitos sob detenção dos E.U.A, uma violação completa da Constituição e das Convenções de Genebra, deixará de existir sob uma administração de Obama?

4- irá Obama levar a sua retórica avante e dar o seu apoio à segunda emenda ou irá ele procurar proibir as armas de fogo como fez no Illinois?

Começando pelo ponto quatro, o qual é menos percebido por nós uma vez que o acesso a armas legais pelos Estados que compõem a UE sempre foi muito restrito, lembrar que nos EUA e em virtude da Segunda Emenda que concede o direito a todos os cidadãos de possuírem armas, esse é na realidade um Poder que o Governo Sombra não pode tolerar, afinal de contas cidadãos com armas e que pensem pela sua cabeça são o inimigo mais perigoso para os objectivos demoníacos da Nova DesOrdem Mundial.

Como tal há que aprovar leis com o objectivo de acabar com esse direito, há que ilegalizar o quanto antes toda e qualquer tentativa de possessão bem como o uso e porte de arma, como tal Bush/Cheney e agora Obama, já estão a tratar de acabar com mais esta Emenda ‘chata’ da Constituição dos EUA.

O braço direito de Obama, o sionista Rahm Emanuel (de notar que Sionista é diferente de Israelita, povo que me merece o mesmo respeito que qualquer outro e que infelizmente são tão enganados quanto nós) já veio dizer que todos os cidadãos que constassem das listas de perigosos cidadãos que não fazem vénia à nova Administração e à NWO, vulgo potenciais terroristas no palavreado desta escumalha, não poderiam fazer uso da Segunda Emenda, logo teriam de ser desarmados.

Há ainda a lista TSA relativa a “names of individuals suspected of posing “a risk of air piracy or terrorism or a threat to airline or passenger safety.”” e na qual até uma criança de 5 anos consta! Dela constam também todos os indesejáveis da Administração, desde críticos das suas políticas, como jornalistas, escritores, até ex altas patentes do exército dos EUA; Lista que já contém “700,000 names in its database as of April 2007 and that the list was growing by an average of over 20,000 records per month, according to the ACLU.”
Creio que estamos falados quanto a listas e aos perigos destas, só não vê quem não quer, até porque sabemos o que aconteceu nos anos 30 na Alemanha.

Proposed Law Allows AG Holder to Block Gun Sales to Over a Million Americans

Earlier this year, a Department of Homeland Security report on “rightwing extremism” designated advocates of the Second Amendment, pro-life and anti-illegal immigration activists, and returning veterans as “terrorists.” It is not known if members of these groups are on the so-called terrorist watch list, although it is a fair assumption to conclude they are.


Bag Check
via xkcd


Convém frisar um ponto muito importante para se perceber melhor o porquê da detenção, porte e uso de armas, é que a Constituição dos EUA é muito clara quando afirma que os cidadãos da Nação deverão combater contra inimigos Externos mas também INTERNOS e por isso mesmo a Segunda Emenda é um reforço desse ponto prevendo o uso de armas pelos seus cidadãos por forma a combater e defender a Nação de potenciais tiranos.

“Em 29 de abril, com pouco alarde ou cobertura da media corporativa, o projecto lei HR 2159 foi apresentado e submetido à apreciação do Comitê da Câmara sobre o Judiciário.

Outro projecto lei, H.R 1022 patrocinado pela Democrata de New York, Carolyn McCarthy, vai ainda mais longe permitindo banir as armas sem quaisquer constrangimentos.

É por estas e por outras que já existem Estados a apresentar resoluções para se defenderem contra a tirania do Governo Federal, entre os quais o Estado do Texas que já apresentou a Texas HCR50.

Bizarre Texas House resolution calls for repeal of thousands of federal laws

A bizarre House Concurrent Resolution filed Tuesday by three members of the Texas House of Representatives would have the state claim “sovereignty” under the Tenth Amendment to the Constitution over every
power not specifically authorized the federal government in the U.S. Constitution and demands that Congress repeal any law requiring “states to comply under threat of civil or criminal penalties or sanctions or that requires states to pass legislation or lose federal funding be prohibited or repealed.”


Relativamente ao 3º ponto existe um enorme manancial de medidas trazidas da Administração Bush/Cheney, uma das quais Obama aprovou no Congresso ainda antes de se tornar Presidente, trata-se da FISA, bem como outras que Obama tem ou lançado ou continuado mais vigorosamente, por exemplo o caso do tratado internacional ACTA, o qual é debatido à porta fechada, nas costas dos cidadãos, incluindo na UE bem como em cerca de 30 países do mundo.

Se já Bush e Cheney iam frontalmente contra todas as leis e mais algumas monitorizando e vigiando as comunicações dos cidadãos, também Obama prossegue com estas medidas.

A NSA em conjunto com as Telecom e após a imunidade que lhes foi concedida por Bush/Cheney e Obama continuam a espiar os cidadãos dos EUA, mas não só, tendo mesmo planos que estão neste momento a ser concretizados para aumentar fortemente os data centers onde toda essa massiva quantidade de dados irá ser tratada.
Mas não só, também empresas do Complexo Industrial Militar estão a disponibilizar tecnologia anteriormente só usada em palcos de guerra, mas que agora já está a ser usada no interior dos EUA para controlo de multidões etc.

[Ataque à Privacidade: Obama e NSA aumentaram vigilância e retenção de dados dos cidadãos]

Relativamente à FISA que dá protecção às acções da NSA e das Telecom escrevi o seguinte noutra entrada:

Acreditando no que os diversos Senadores afirmavam, a EFF responsável pelo processo de acusação às telecoms e Administração, resolveu processar os responsáveis da Administração Bush/Cheney bem
como os diversos funcionários públicos dessa mesma Administração
que tivessem de alguma forma estado envolvidos neste grave atentado aos Direitos, Liberdades e Garantias dos cidadãos.

É aqui que entra o santo Obama, o homem das duas caras, que à medida que o tempo vai passando vem demonstrando ser um digno sucessor da Administração Bush/Cheney, conseguindo mesmo suplantá-la no que há falsidade e imoralidade bem como ataque ao direito concerne.

Em relação ao processo colocado pela EFF, o DOJ «Departamento de Justiça» de Obama resolveu mandar arquivar a globalidade do processo, baseando essa decisão em dois pontos:

1) o previlégio dos ’segredos de estado’ vetam qualquer processo contra a Administração ou seus funcionários

2) uma nova suposta ‘imunidade de soberania’ que implica que o Patriot Act vete toda e qualquer acção contra a espionagem governamental, a não ser, pasme-se, que alguém se enterre a sim mesmo,
ou seja, algum dos culpados (leia-se Administração e seus funcionários, no fundo o Governo) assuma primeiro a culpa, divulgando de livre vontade o crime.

Ao pé disto, Bush e Cheney eram uns amadores!

A partir do site de Richard Stallman, o grande pioneiro da computação livre e aberta e criador do projecto GNU, escrevi, que o Congresso dos EUA propõe a total monitorização da rede Internet e ainda que Obama aprova lei que lhe permite desligar partes da infra-estrutura da rede Internet, trata-se da Cybersecurity Act of 2009, apresentada pelo Senador de West Virgina, o senhor Jay Rockefeller, pelo nome do senhor não se poderia esperar grande coisa, a família Rockefeller desde há muito que planeia um estado planetário fascista e pelos vistos vão no bom caminho.

Esta proposta de lei afirma que “The president … may declare a cybersecurity emergency and order the limitation or shutdown of Internet traffic to and from any compromised Federal Government or United States critical infrastructure information system or network.”, o problema é que a lei não oferece nenhuma definição para o que será considerado como Infraestrutura critica dos EUA.

Terá esta lei a ver com o que foi dito ao Professor Lawrence Lessig, por Richard Clarke, quando este lhe terá dito que iria haver um acontecimento parecido com os atentados de 11 de Setembro de 2001, mas desta vez a nível informático, e que
após este, entraria em vigor o i-Patriot Act, a versão electrónica do Patriot Act.

A invasão e a espionagem aos cidadãos é tão vasta e já sem qualquer vergonha que é apresentada como se de uma medida para proteger esses mesmos cidadãos se tratasse, a In-Q-Tel, o ‘banco’ de lavagem de dinheiro do tráfico de drogas, resolveu apostar a valer numa empresa, a Visible Technologies, especializada na monitorização da Web Social, blogs, redes sociais etc, por forma a recolher mais dados sobre os cidadãos.
Mas não só, existem grandes possibilidades de um dos maiores sites sociais e que está a crescer cada vez mais,o Facebook, seja um projecto da CIA com os mesmos objectivos, data mining.

No Reino Unido a desfaçatez vai ao ponto do MI5 afirmar que leis como a Hadopi aprovada em França, poderem dificultar a espionagem dos cidadãos, uma vez que estes para se protegerem da Hadopi começariam a adoptar encriptação e ligações mais seguras recorrendo a VPN’s.

Mas se pensam que por cá estamos mais seguros, esqueçam, não vivam nessa ilusão, a UE aprovou recentemente a criação de um  projecto sobre o qual a seu tempo aqui colocarei mais informação, exactamente com os mesmos objectivos dos que acima menciona, trata-se do Indect.

5– irá Obama retirar tropas americanas do Iraque e do Afeganistão sem que os envie novamente para outra guerra para bombardearem outro qualquer país de terceiro mundo já desfeito em nome de uma suposta “Guerra Humanitária” das Nações Unidas?

Este ponto é um dos que mais facilmente comprovam a farsa que é Obama e a FARSA é tão grande e tão bem orquestrada que os amigos dos media têm escondido este facto que ninguém menciona, a primeira guerra de Obama, que decorre no Paquistão, onde desde a sua tomada de posse mais de 7000 civis já morreram em virtude dos ataques de drones dos EUA.

A verdade é que Obama tem investido cada vez mais em guerras, quer em massivas quantidades de dinheiro, inclusive para novas armas, quer na criação de novos campos de batalha, Paquistão e muito proximamente o Irão, onde já se vai assistindo mais uma vez à desestabilização desse país.

Para além de não ter cumprido até hoje com nada do que se propôs fazer durante a sua campanha para a Presidência, o Fantoche Obama foi muito mais longe, não tendo acabado com a invasão do Iraque e muito menos ter feito regressar as tropas a casa, generais do seu exército afirmam mesmo que continuarão por lá por mais 10 ou 15 anos, o que se compreende se pensar-mos nos objectivos traçados pelo seu mentor, Bzrezinski, o domínio da EuroAsia, até porque não se constroiem bases e uma embaixada que é uma mega fortaleza, para depois se sair.

Em relação a Guantanamo pouco ou nada mudou, continua-se a usar os termos ‘Inimigo Combatente’, continua-se a usar prisões no estrangeiro onde se continua a torturar, tendo Obama dado uma palmadinha nas costas dos torturadores da CIA, ao enviar-lhes uma carta reafirmando a importância desta.

No Afeganistão continua a matança dos inocentes bem como a farsa das ajudas, continua a construção de mais uma mega fortaleza, diversas bases e o envio de mais do dobro dos soldados que já lá se encontram, bem como o aumento de quase 100% na produção e tráfico de drogas, mais um dos objectivos do mentor de Obama para atacar a Rússia. [High concerns: Russia named biggest Afghan heroin consumer]

Talvez melhor do que links  e o meu latim, será ouvir uma entrevista ao jornalista John Pilger na qual ele fala sobre estes temas e na qual desmonta toda esta fantochada.


Democracy Now! – 7/06/09 – John Pilger on Honduras, Iran, Gaza, Obama and more… (part 4 of 4)

Por todas estas razões e muitas mais, o Fantoche Obama NUNCA deveria ter recebido o Prémio Nobel, porque por e simplesmente não o merece nem nunca o merecerá, Obama é a máscara do Governo Sombra, a face do terror que nos espera, num futuro que já hoje começamos a viver.

Talvez por saberem que existirão sempre aqueles que se recusarão a pactuar com toda esta desumanidade, toda esta matança, estes loucos recorrem a tudo, incluindo a religião, tendo já preparados relatórios com medidas a tomar para estes casos.

Num testemunho perante a Comissão sobre os Serviços Secretos do Senado em Washington, o novo director da Intelligence dos EUA, Dennis Blair afirmou que a cada vez maior crise capitalista mundial criará ou será a maior ameça à segurança nacional dos EUA e a sua continuação poderá desencadear extremismos violentos piores do que os de 1920/30.

Esta apresentação foi levada a cabo em representação de 16 agências da intelligence dos EUA, com o interessante pormenor do papão Al-Qaeda ter desaparecido mais uma vez do topo das prioridades.

O relatório «Known Unknowns: Unconventional ‘Strategic Shocks’ in Defense Strategy Development» vai ainda mais longe ao afirmar que os militares dos EUA devem estar preparados para deslocações estratégicas violentas no interior dos EUA
as quais podem ser provocadas por um “colapso não ‘previsto’ da economia” ou a “perda do funcionamento das instituições políticas e legais.” [Prepara-se algo importante nos EUA? E no resto do planeta?]

Continuando à espera de salvadores como se apresenta Obama, estamos cada vez mais próximos da escravidão imposta pela Nova (Des)Ordem Mundial.

“Não é um sinal de saúde estar bem ajustado a uma sociedade profundamente doente”.
Jiddu Krishnamurti


P.S. haveria muito mais a escrever, mas esta entrada já vai longa demais e porque grande parte do que aqui escrevi pode ser consultado quer neste blog quer por essa rede internet fora, pelo menos enquanto puder-mos.

Powered by ScribeFire.

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 67 outros seguidores