Já são 500 os Engenheiros e Arquitectos que colocam em causa as explicações do 11Set2001

O site Architects & Engineers for 9/11 Truth! já conta com mais de 500 Engenheiros e Arquitectos que pedem uma verdadeira e independente investigação aos acontecimentos de 11 de Setembro de 2001, quando os EUA sofreram os atentados que destruíram o World Trade Center, nomeadamente o WTC1/2 e o WTC7.

O site representa o esforço do Arquitecto Richard Gage na sua busca pela verdade dos acontecimentos, vistos de uma forma científica e técnica por especialistas das áreas da Arquitectura e Engenharia Civil.

Mas não são só os  que colocam em causa as explicações oficiais dadas, também, Pilotos de aviões militares e civis, Físicos, Bombeiros, bem como militares, professores, ex-agentes da CIA e FBI, congressistas e ex-governadores e ainda ex-funcionários governamentais e ainda familiares das vítimas.

Powered by ScribeFire.

Anúncios

A razão para o sucesso dos sistemas da microsoft, Monocultura e desrespeito por tudo e por todos



O que impede que mais pessoas usem com mais à vontade e em maior número outros sistemas operativos especialmente os Livres como
GNU/Linux, PC-BSD, Desktop-BSD
(baseados em
FreeBSD)  os proprietário MacOSX, QNX, etc, passando pelas promessas que foram o BeOS e já são o Haiku entre outros?

Afinal de contas as pessoas não tem problemas em usar diversos sistemas operativos em telemóveis de diferentes marcas, não têm problemas em usar diverso software em televisões, leitores de DVD e até máquinas de lavar, etc.

Creio que a resposta é só uma, a habituação a uma MONOCULTURA de sistemas operativos e algumas aplicações bandeira da micro$oft bem como as habituais artimanhas desta usando o seu poder económico, protocolos e ficheiros fechados de modo a manter os utilizadores numa perpétua dependência dos seus produtos.

Eu comecei a usar computadores num tempo em que para além de existirem diferentes arquitecturas existiam tantos outros sistemas operativos que as equipavam, desde o meu primeiro micro-computador, um Timex2068 com as suas cassettes, passando depois pelos Amiga e Commodores de colegas de escola, até chegar ao meu primeiro PC, um Cyrix 486 cuja vírgula flutuante era um desatre, precisando de um co-processador matemático.
Nesses tempos idos, o DOS era rei, embora nunca o tivesse usado, parece que o CP-M, o pai do DOS, também era muito bom e mais avançado.
Usei diversos DOS, desde o da microsoft (uma versão comprada do QDOS), passando pelo PC-DOS da IBM e acabando no meu favorito e mais avançado, o da Digital, o DR-DOS do pai do CP-M.
Nunca usei o FreeDOS, o qual é livre e cheio de features, incluindo rede.

https://i0.wp.com/images.pcworld.com/reviews/graphics/139100-timexSinclair2068.jpg(foto pcworld)

Como afirmo acima passei por diveras arquitecturas e sistemas, isso só me enriqueceu, aliás quando se aprende a usar um computador, já temos meio caminho andado para qualquer outro tipo de sistema, quer de arquitectura/hardware quer software.
As bases estão lá mesmo que o funcionamento seja algo diferente.

Termino dizendo que o problema da MONOCULTURA microsoft é que esta destroi a literacia que os utilizadores podem ter.
Em vez de aprenderem conceitos como antigamente faziam, agora limitam-se a aprender produtos da marca x, y ou z, e nesta MONOCULTURA de novos iliterados da computação tem vantagem quem detém um monopólio e que tudo faz para este se perpetuar, nem que seja recorrendo ao jogo sujo, que infelizmente a microsoft sempre usou.

O mais interessante nisto tudo é que mesmo a microsoft neste momento já está a provar do seu próprio veneno, exemplos são o ms-windows-vista e o novo ms-office2007, que os utilizadores detestam e têm dificuldades em usar e em se habituarem À nova forma de fazer.

Não compensa ensinar produtos, temos de ensinar e fomentar conceitos.

{baseado neste post do slashdot}

Powered by ScribeFire.

A dívida dos EUA…sempre a crescer

The Outstanding Public Debt as of 04 Oct 2008 at 06:01:10 PM GMT is:

$ 1 0 , 1 5 4 , 4 0 5 , 8 6 1 , 5 7 2 . 4 6

The estimated population of the United States is 304,847,360

so each citizen’s share of this debt is
$33,309.80.

Powered by ScribeFire.