Eles odeiam-nos pelas nossas liberdades!

Eles odeiam-nos pelas nossas liberdades!

OpEdNews » 9/11 Bailout: They hate us for our freedoms!

https://i0.wp.com/rentmovie.com/movie-posters/america-freedom-to-fascism.jpgWe have entered the period of chaos which precedes martial law but Al
Qaeda isn’t responsible. Arabs and Muslims didn’t do this. It was done
by those who hate us for our freedoms. These people who hate us for our
freedoms are the ones who told us that 9-11 was done by those who hate
us for our freedoms. In telling us their lies we can see through their
propaganda and illusion to the truth.

Esta foi a frase repetida vezes sem conta por George Bush Jr. e seus correlegionários, tudo em nome de mais um slogan propagandístico, The War on Terror, A Guerra ao Terror.

Este slogan vezes sem conta repetido, tinha apenas um único objectivo, fazer com que o povo Norte-Americano aceitasse sem questionar, quer as explicações, a história oficial sobre os atentados de 11 Setembro 2001, quer o que se seguiu, a invasão do Afeganistão e posteriormente a do Iraque.

Mas quem na realidade odeia as liberdades quer dos cidadãos dos EUA quer dos da própria Europa e resto do mundo?
Respondendo a esta questão obtemos a resposta à pergunta sobre quem são os verdadeiros autores dos atentados de 11Set2001.

Na Bíblia, creio que nos Evangelhos, Cristo está a falar aos seus discípulos dizendo que um dia voltará mas que antes muitos virão em seu nome, um deles pergunta-lhe como podem separar o trigo do joio, como podem saber quem é verdadeiramente o Cristo, Jesus responde que é fácil, basta que olhem para o que fazem, para as acções e não para o que dizem.

Esta parábola é bem elucidativa do que se tem passado desde o dia dos atentados até hoje.

Senão vejamos, pouco mais de uma semana após George Bush Jr ter proferido estas palavras, o congresso pela noite dentro aprova o Patriot Act 2001, revogando partes da Carta dos Direitos da própria Constituição.

Não satisfeitos, acabaram com o Habeas Corpus, criaram uma “no men’s land” em Guantanamo, onde leis e direitos do homem não se aplicam, onde a tortura é levada a cabo com a aprovação dos mais altos dignatários da Nação, nomeadamente do Vice-Presidente Dick Cheney.

Com a ajuda dos actuais candidatos à Presidência, aprovaram leis como a FISA, a qual concede imunidade às telecom norte-americanas acusadas de espionagem aos cidadãos dos EUA, espionagem essa que ainda há pouco foi confirmada.

Desde o dia 11 de Setembro de 2001 que está em vigor o COG, “Continuity of Government”, o qual permite que a qualquer altura o Presidente possa decretar se o desejar, a Lei Marcial.

Na realidade tal como escreveu Naomi Wolf no Guardian, os EUA estão cada vez mais perto, se é que já não estão, de um estado Fascista, tal como também o afirmava, o falecido Aaron Russo.

Nesse artigo, a escritora afirma que a história desde Hitler a Pinochet, demonstra que existem 10 passos que um ditador tem de percorrer para destruir as liberdades constitucionais, e parece que a Administação Bush as está a percorrer, inclusivé, até já possúi os seus camisas negras, a sua Guarda Pretoriana, a BlackWater.

Por tudo isto, realmente “Eles odeiam-nos pelas nossas liberdades!”, e tudo fazem para acabarem com elas, só que não são quem nos quiseram fazer crer através de mentiras diversas vezes repetidas, mas sim, as pessoas que vezes sem conta as contaram sem qualquer pudor, sem qualquer pingo de remorso, sem qualquer pejo.

Interview – Naomi Wolf – Give Me Liberty

America: Freedom to Fascism – Director’s Authorized Version

Powered by ScribeFire.

30 efeitos de Beryl em Ubuntu GNU/Linux

O Beryl era um gestor de janelas, window manager, para o X window system, que apareceu como um fork ao compiz.

Em Setembro de 2006 voltaram-se a juntar tornando-se no projecto Compiz Fusion.

Aqui ficam alguns exemplos do poder e beleza deste gestor de janelas, muito superior a quer m$-window$ Vista quer relativamente ao Apple MacO$X.

Compiz Fusion Development

Powered by Debian GNU/Linux

Powered by ScribeFire.

Fresquinhas: Análise e teste ao wine1.1.2 em FreeBSD7.0; Análise ao PC-BSD7.0;FreeNAS com Bittorrent;


  1. Benchmarking Wine 1.1.2 on FreeBSD 7.0
  2. FreeNAS now ships with BitTorrent
  3. Review: PC-BSD 7

{via osnews}

Powered by ScribeFire.

Citações – Quotes

“Liberty cannot be preserved
without a general knowledge among the people”
John Adams – Second President USA –
1797 – 1801