Concursos públicos para aquisição de software podem ser ilegais segundo UE

https://i0.wp.com/www.free-soft.org/softwarewar.png


Segundo esta
interessante notícia no site do Observatório e Repositório de Software de fonte aberta, OSOR, muitos dos concursos que as Administrações Públicas (AP) fazem para a aquisição de software, podem ser ilegais uma vez que ILEGALMENTE beneficiam, favorecem, as aplicações proprietárias.

Ainda no mesmo artigo, é afirmado que, estes concursos podem colocados em causa e caso seja necessário as organizações que os promovem podem ser levadas a tribunal, afirmou o responsável pelo IDABC, Karel De Vriendt.

A Comissão Europeia IDABC publicou um rascunho que permite às AP, saberem como devem tratar este assunto e como acabar com a discriminação contra o uso de Software Livre/Open Source nos concursos públicos.

Eu bem que me parecia que haveria algum fundamento para processar o governo português e as suas habituais jogadas para colocar de fora o Software Livre.

Já o havia escrito, aliás cá nem sequer se chega à fase da existência de concursos públicos, contratam logo sem qualquer concurso, veja-se o caso do Classmate Magalhães, veja-se o caso da SAP, veja-se o caso dos memorando assinados recentemente com a micro$oft, veja-se o incentivo à utilização de software proprietário por parte do Estado português, incluindo a GNR, vejam-se os gastos sem qualquer justificação nesse mesmo tipo de software.

Mais uma vez digo e repito, não deverá, ou melhor, não seria inteligente por parte do Estado Português e das pessoas com poder de decisão, ouvirem o que estas pessoas e a Comissária Neelie Kroes afirma?

«Nenhum cidadão ou companhia deveria ser forçado ou encorajado a escolher uma tecnologia fechada contra uma aberta, graças a um governo ter feito essa escolha primeiro», diz Neelie Kroes, bem como «Escolher formatos tecnológicos que podem ser utilizados por fornecedores diferentes — frequentemente sem pagar taxas — é uma decisão de negócio muito esperta».”


“«A Comissão encontrou problemas de concorrência pelo menos nalguns
mercados tecnológicos… e há outros casos de alegada conduta ilegal por resolver», Neelie Kroes, Comissária Europeia para a Concorrência”

Powered by ScribeFire.

Anúncios

Big Brother: Mais uma colecção de ataques à Liberdade e Privacidade

Leio no blog Peopleware que uma empresa britânica criou uma câmara destinada supostamente à segurança, e que ao fazê-lo expõe as pessoas que por ela passam, ao ridiculo, uma vez que as despe.

No Slashdot leio que o governo Australiano planeia censurar de tal forma a rede internet que já começou a causa problemas aos ISP’s, fazendo com que devido à utilização desses filtros de censura, as velocidades tenham descido cerca de 86% e bloqueando sites perfeitamente normais, na ordem dos 10%.

Um jornal australiano afirma mesmo que esta censura é pior que no Irão!

https://i1.wp.com/upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/4/49/Echelon.jpg/800px-Echelon.jpg

Na arstechnica o artigo, «A vossa privacidade é uma ilusão, Reino Unido ataca liberdades civis», indica que após a aprovação em 2000 da RIPA «Regulation of Investigatory Powers Act », no ano passado se assistiu à implementação de uma das suas mais sinistras provisões.

A que torna uma ofensa criminal, a recusa de fornecer a password que permite aceder a dados encriptados em equipamentos possúidos por essa pessoa.

A penalidade por essa recusa é de dois anos de prisão por um chamado crime “normal” e de cinco anos caso se trate de uma acusação de terrorismo.
Já sabemos como é fácil nesta altura acusar alguém injustamente de ser terrorista, aliás, até já se matou um cidadão no metro Londrino sem que se tivesse alguma prova que esse cidadão seria ou não terrorista.

E tudo isto em nome da mentira que é a chamada “Guerra ao Terror”.

Mais uma vez todo este frenezim securitário apenas serve para destruir as liberdades e a privacidade dos cidadãos que não comentem crimes, apenas serve para manipular estes cidadãos e fazê-los viver num clima de terror para aceitarem todas as medidas que vão contra eles próprios, uma vez que os verdadeiros criminosos sabem como usar a tecnologia e fugirem a estas leis, até do ponto de vista técnico.

Pelos vistos mesmos os cidadãos cumpridores e inocentes têm de recorrer a todos os meios para se protegerem, como tal cá fica a informação, o Software Livre TrueCrypt, permite a criação de discos encriptados com duas passwords, cada password permite o acesso a dados diferentes, uma é inocente, a outra acede aos dados realmente secretos, isto permite aquilo a que se chama de negação plausível.

Para além do TrueCrypt é aconselhável também nas comunicações usar-mos cada vez mais, desde o mail aos programas de Voip e Instant Messaging, a encriptação através, e sempre, de ferramentas de Software Livre, tal como o excelente GNUpg.

http://www.data-processing.hk/uploads/images/public_key_encryption(1).jpg

No blog de Ron Paul, um dos poucos que iria realmente mudar alguma coisas nos EUA caso alguma vez fosse eleito, leio a notícia de que o vice de Obama, Joe Biden, terá afirmado que sabia que iria acontecer alguma coisa gravissíma após a eleição de Obama.

Tal como Ron Paul afirma, também eu fico com medo destas frases bombásticas, é que elas não são ditas sem que haja um fundo de verdade por detrás delas, são planeadas.
É a Nova (Des)Ordem Mundial a avançar em Força.
Afinal de contas e após a reunião deste ano nos EUA do grupo Bilderberg, o Presidente da Reserva Federal afirmou que era necessário concertar uma harmonização da banca a nível mundial.

Ron Paul numa entrevista hoje à CNN afirma mesmo que o que se deveria estar a regular era a Federal Reserve.

Paul: Well, to a degree, but the government does have a
responsibility to deal with fraud, but the monetary system is
fraudulent. Instead of perpetuating fraud in the monetary system they
should be dealing with real fraud.

But just regulating prices —
that’s what they’re doing now, they’re trying to regulate prices and
set prices for these assets that hasn’t — have no value. So, no,
that’s not the kind of regulation we want, but there is certainly a
role for regulations.

We should be regulating the Federal Reserve system is what we really ought to be regulating.

Eu iria mais longe, deveria era acabar-se com a Federal Reserve, tal como John Kennedy tentou, no entanto o preço pode ser muito alto, ele pagou-o com a sua vida.

O que aconteceu passados alguns meses?
Exactamente após uma crise criada por os mesmos senhores que controlam a Reserva Federal, estamos às portas de acordos que visam essa mesma harmonização.

Coincidências?
Não obrigado, como alguém já disse, estranhas coincidências estas, quando são sempre os mesmos a beneficiarem com elas!.

BELLACIAO – Bilderberg Seeks Bank Centralization Agenda – Lee Rogers

Fresh off of the 2008 Bilderberg Meeting, it looks as if New York Federal Reserve president Timothy Geithner is set to push a new agenda in the world of central banking that was likely decided upon at Bilderberg.

Geithner yesterday, wrote an article in the Financial Times calling for a global regulatory banking framework. In addition, Geithner called for the Federal Reserve to have an instrumental role in this new framework. Geithner cites all of the problems that were actually created by the central bankers in the first place as the rationale for having greater centralized power. It is interesting Geithner decides to write this piece right after the Bilderberg Meeting where some of the most powerful figures in the world of central banking attended.

Powered by ScribeFire.