Apple acaba com o DRM no iTunes

Até que enfim, embora já fosse esperada, é sempre uma boa notícia, cada vez mais se prova que o DRM é uma fantochada ilegal.

http://jasonjeffrey.files.wordpress.com/2007/09/drm.jpg

Ilegal, porque na realidade ao adquirir-mos uma música no iTunes e em outras lojas do mesmo tipo, quando essa música tem DRM nós na realidade apenas adquirimos o direito a ouvi-la, na realidade ela não é nem nunca será nossa e ainda por cima nos tira o direito consagrado na lei de efectuar-mos backups ou de a ouvir-mos onde e como quiser-mos.

A próxima boa notícia que eu gostaria de ouvir era que as rádios e televisões portuguesas e até jornais que façam uso destas tecnologias, usassem padrões abertos no que toca a som e imagem, usassem Ogg Vorbis e Theora, ou no mínimo h264/x264 (apesar das patentes, mas pelo menos são padrões abertos), infelizmente continuam a usar a porcaria dos formatos fechados, patenteados e que ninguém pode implementar como os da microsoft, WMV e WMA, esperemos é que não sejam asnos ao ponto de começarem a usar m$-silverlight em vez do já de si problemático mas pelo menos multiplataforma, adobe flash.

A propósito deste tema, dêem olhada a este interessante artigo do Marcos Marado no Programas Livres.

Powered by ScribeFire.

2 Respostas

  1. A história está longe de estar contada… Além de continuarem com o chamado social DRM, além de teres de pagar $.30 para tirar o DRM das faixas já compradas, o que pode ser MUITO, principalmente visto que ou fazes isso a todas ou não fazes a nenhuma…

    • boas Marcos,

      confesso que não sabia, mas também não ligo muito à apple, faz-me confusão como os fans deles são tão pouco criticos, fazem-me lembrar prisioneiros que apesar de o serem, dizem que por a prisão deles ser estéticamente agradável, não se importam por isso de perder as suas liberdades.

      quanto ao que dizes de terem de pagar para se remover o drm, questiono-me até que ponto isso não será ilegal e não provará a má fé da apple sendo que poderia até em último caso levar a um valente processo.

      qunato ao social drm, não sou da área de direito, mas presumo que no nosso país isso não esteja de acordo com a protecção de dados, but then again, neste país as leis não fazem sentido nenhum e quando as há, não são aplicadas, senão haveria o cuidado de defender os consumidores do drm, visto que este lhes restringe liberdades consagradas na lei.

      abraço

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: