Ubuntu no NYTimes

https://i1.wp.com/rmorg.org/random/ubuntuLogo/UbuntuLogoDeb.jpgApesar de não concordar com alguns dos pontos mencionados neste artigo do NYTimes, pelo menos é a prova que o GNU/Linux e o Software Livre estão a tornar-se mainstream.

Mais uma vez um artigo de um dos mais importantes jornais dos EUA, mostra o tremendo erro que Portugal, através da Administração Pública, está a cometer, ao não desenvolver um projecto em torno do Software Livre, hipotecando o seu futuro tecnológico em empresas do passado e que aprisionam quer empresas quer o Estado Português, casos da microsoft, SAP, entre outras, levando a casos descarados de mau uso do erário público como é demonstrado pelo blog Software Livre no Sapo.

Quando vai o estado português apostar a sério no projecto Alinex, da Universidade de Évora?

Quando vai a Administração Pública usar apenas Software Livre e de fonte aberta (open source), pelo menos na grande maioria dos casos onde isso é possível e desejável, como Servidores, Desktops e Suites de Escritório, como o caso do OpenOffice.org, onde o uso de formatos padrão de ficheiros como o ODF são cruciais para uma boa comunicação com os seus cidadãos?

… mas em temos entidades a oferecer milhões e milhões de Euros às Microsofts, SAPs e outras que tais, é a AMA (16,5 milhões aqui e 14 milhões ali, estes últimos 14 sob a desculpa que a concorrência não é compatível), é a FTC-UC (5,5 milhões,
há quem diga que é menos, mas a verdade é que o que foi declarado não
foi alterado passados já vários meses), é o Tribunal de Contas e o
Ministério das Finanças com a SAP (4 milhões, aprovados pelos Tribunal de Contas literalmente “porque pode”), o IEFP (3 milhões, que seriam melhor investidos em subsídio de desemprego), etc…
{via SLSapo}

Ubuntu and Its Leader Set Sights on the Mainstream – NYTimes.com

The technology research firm IDC estimates that 11 percent of American businesses have systems based on Ubuntu. That said, many of the largest Ubuntu customers have cropped up in Europe, where Microsoft’s dominance has endured intense regulatory and political scrutiny.

The Macedonian education department relies on Ubuntu, providing 180,000 copies of the operating system to children, while the Spanish school system has 195,000 Ubuntu desktops. In France, the National Assembly and the Gendarmerie Nationale, the military police force, rely on Ubuntu for a combined 80,000 PCs. “The word ‘free’ was very important,” said Rudy Salles, vice president of the assembly, noting that it allowed the legislature to abandon Microsoft.

Ubuntu and Its Leader Set Sights on the Mainstream – NYTimes.com

Canonical also receives revenue from companies like Dell that ship computers with Ubuntu and work with it on software engineering projects like adding Linux-based features to laptops. All told, Canonical’s annual revenue is creeping toward $30 million, Mr. Shuttleworth said.

Ubuntu and Its Leader Set Sights on the Mainstream – NYTimes.com

“We already have a sense of where we need to compete with Windows,” Mr. Shuttleworth said. “Now the question is if we can create something that is stylish and stunning.”

Powered by ScribeFire.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: