Dicas/Tips: Backup de DVD’s com OGMRip em GNU/Linux

Após ter mostrado como se podia efectuar o backup de DVD’s no ambiente gráfico de uma distro de GNU/Linux usando para tal o excelente e multi-plataforma HandBrake, vou hoje colocar aqui umas dicas de como efectuar o mesmo backup usando para tal outra ferramenta fantástica, o OGMRip.

Pelo nome poder-se-á pensar que se trata de um programa para efectuar apenas backups para o container/invólucro livre, OGM da Xiph.org, mas não, talvez o objectivo inicial tenha sido esse mas hoje o OGMRip é mais universal, permite usar diversos codecs e containers livres e não só, infelizmente ainda temos de usar o avi quando queremos manter a compatibilidade com leitores de DVD de mesa mais baratinhos, uma vez que o Popcorn e os Kiss papam outros containers e codecs.

Algumas das potencialidades do OGMRip directamente do seu site:

  • transcodes from DVD or files
  • outputs OGM, AVI, MP4, or Matroska files
  • supports a lot of codecs (Vorbis, MP3, PCM, AC3, DTS, AAC, XviD, LAVC, X264, Theora)
  • calculates video bitrate for a given file size
  • autodetects cropping parameters and scaling factors
  • supports multiple audio and subtitles streams encoding
  • extracts subtitles in SRT or VobSub format
  • uses maximum quality codecs switches
  • rips contiguous chapters
  • supports external audio (PCM, MP3, AC3, DTS, AAC, Vorbis) and subtitles (MicroDVD, SubRip, SRT, Sami, VPlayer, RT, SSA, PJS, MPSub, AQT, JacoSub, VobSub) files
  • provides customisable encoding profiles
  • is extensible through plugins

Como se pode verificar é extremamente completo.

Mais uma vez indico que geralmente uso codecs e containers livres ou pelo menos que sigam padrões abertos apesar de alguns problemas como por exemplo patentes como é o caso do MPEG4 AVC H264 que uso através da sua implementação livre x264.

Para som geralmente uso FAAC ou Vorbis, mp3 só quando quero compatibilidade para leitores de mesa, o container é o MKV ou avi pelas mesmas razões.

Neste exemplo vou usar o DVD do ‘Terminator 2’ e as seguintes características para o projecto….

Container: MKV

Codec audio: Vorbis

Codec video:Lavc mpeg4 ASP

Eis pois as screenshots do uso do OGMRip:

1º Arrancamos o OGMRip com ou sem o DVD já colocado

ogmrip

2º Após ter colocado o DVD clicamos em Load e ele vai detectar o que está no DVD

ogmrip1

3º Por default o OGMRip vai logo buscar a informação correcta do que pretendemos fazer backup, ou seja o título de tempo mais elevado que será o filme todo, dividido por diversos capítulos.
Podemos seleccionar só um e comprimi-lo para o formato que desejamos para testar como fica e após isso fazemos o backup completo.

ogmrip2

ogmrip3

4º Escolha dos diversos parâmetros, mas aqui é à escolha do artista😉

ogmrip4

ogmrip5

ogmrip6

ogmrip7

ogmrip8

Powered by ScribeFire.

5 Respostas

  1. […] GNU/Linux tal como já por aqui escrevi existe software da linha de comando ao ambiente gráfico para efectuar de raíz este procedimento a […]

  2. […] e FLAC até containers como MKV (Matroska).Não sei porque carga d’água é que não suportam Ogg Theora?!!!! Pelo menos não vi isso em nenhum, se alguém souber de alguma coisa que […]

  3. […] sobre estes temas, aqui, aqui e aqui; Façam um favor a vós próprios e respeitem-se a vós mesmos e usem apenas software e formatos […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: