Governo Alemão pretende aumentar os seus conhecimentos de Software Livre

O Governo Federal alemão irá aumentar o seu conhecimento em sistemas baseados em Software Livre e irá colocá-lo à disposição das entidades públicas.

Este projecto faz parte de um pacote de 27 medidas da área de TI, com vista a combater a crise económica.

Outros projectos incluem aumentar a segurança das  TI, desenvolvendo telefones que usem encriptação bem como tornar os laptops e dispositivos móveis mais seguros.

Tudo isto após o investimento de 500Milhões de euros em Software Livre.

Powered by ScribeFire.

Anúncios

Não quero impo$to m$ – HP devolve cerca de 390€ em software não usado

A HP acaba de devolver a um cidadão suíço cerca de 390€ em software que este não iria usar, uma vez que pretendia instalar nos dois portáteis, que havia adquirido a distribuição Ubuntu.

Depois de algum tempo de conversação e troca de mails e documentação, a HP acabou por fazer o que devia, tal como estipula a EULA, que caso o utilizador a recuse tem direito a receber o valor do software em causa.

According to Microsoft’s End User License Agreement, the end user can return Windows for a refund by refusing the terms of the license:[8]

By using the software, you accept these terms. If you do not accept them, do not use the software. Instead, contact the manufacturer or installer to determine their return policy for a refund or credit.

[via wikipedia]

Toda a história e os mails trocados nos site do cidadão suíço.

Por cá também o Rui Seabra da ANSOL criou um site que debate este tema.

Como será óbvio para qualquer pessoa minimamente informada e que pretenda defender os seus direitos, não creio que seja legal obrigar alguém a pagar por algo que não irá usar e que ainda por cima a utilização do hardware não depende desse software.

Na grande maioria dos casos qualquer PC, desktop/laptop/netbook e até mesmo os MAC da Apple correm sem qualquer problema um sistema operativo livre, seja ele GNU/Linux, BSD e até Opensolaris, como tal não faz qualquer sentido o consumidor pagar por algo que irá apagar do disco e que não irá usar.

Por cada computador transaccionado no mercado de consumo, o consumidor é obrigado a pagar um imposto,
sem que se chegue a aperceber. Este imposto é relativo a software que
não é necessário e cujo custo está incluído no preço do computador, podendo em alguns casos chegar perto dos 300€!

[via nao quero imposto ms]

Sites internacionais sobre o tema, incluindo o português
.

outros sites que explicam o tema e que dão dicas bem como casos de sucesso:

Faust 2.0
[via xkcd]

Powered by ScribeFire.

FBI, bases de dados de ADN em Coimbra, não haverá aqui alguma ilegalidade?

O DN, parece que mudou de servidores, de Apache+Unix para ms-IIS6+ms-windows, será resultado da propaganda pró-Sócrates?

Segundo esse jornal, o FBI esteve em Coimbra a instalar software, CODIS, o qual “vai dar corpo à primeira base de dados de ADN em Portugal.

Parece que até ao fim do ano 6000 pessoas, condenados a penas de mais de três anos, farão parte dos primeiros a terem o seu ADN nessa base de dados.

Surgem-me algumas questões:

1ª Durante quanto tempo ficarão guardadas as amostras de ADN nessa base de dados, presumo que após cumprirem a pena, estas pessoas são consideradas inocentes até prova em contrário.
Ou será que como suspeito, esta é apenas e só mais uma manobra para dentro de pouco tempo ao nascer uma criança esta fique logo registada na base de dados?

2ª Que garantias dá este software de respeitar os direitos, liberdades e garantias dos portugueses?
Quem em Portugal se responsabilizou pela sua introdução? Por acaso levantou questões como estas?

Os Portugueses têm acesso ao código fonte deste software? Sabem se ele não possui mecanismos que permitam a manipulação e extracção de informação remotamente?

3º Constitucionalmente será legal a troca de dados tão sensíveis para a privacidade e direitos dos Portugueses como o ADN, com outros países?
Faço esta pergunta porque no site do FBI relativo ao CODIS é afirmado o seguinte United States and selected international law enforcement crime laboratories to foster the exchange and comparison of forensic DNA evidence from violent crime investigations.

Ainda para mais quando as nossas leis muito pouco têm a ver com o que se passa nos EUA.

Powered by ScribeFire.