Bolsa de Londres destrói a “reputação” da microsoft

[update: Mais um link com informação sobre o buraco negro microsoft na bolsa de Londres]

Se dúvidas existissem quanto à fraca qualidade do software da microsoft (desde servidores, desktops e plataforma .NET) por comparaçao com o Software Livre, nomeadamente o GNU/Linux, estas dissiparam-se com a atitude que a LSE «London Stock Exchange» teve de tomar, enviando para o lixo £40 Milhões de Libras (cerca de 46.5€ Milhões de Euros), quanto tinha custado a implementação do TradElect, a plataforma da microsoft que a LSE usava.

http://members.ozemail.com.au/~lbrash/msjokes/BILL-GATES-bsod.jpg


Tudo porque o sistema implementado pela Accenture  e microsoft com tecnologia desta última, simplesmente não consegue dar conta do recado, tendo levado a autênticos apagões da bolsa, o último dos quais em Setembro, em que esta esteve parada durante 7 horas.

Será que a microsoft também reporta nos seus “get the facts”, nos seus exemplos de TCO, estas calamidades?
Just kidding!!!

Pelo contrário a bolsa de Nova Iorque funciona sobre uma plataforma GNU/Linux, nunca teve nenhum problema e ainda por cima aumentou brutalmente o número de transações por segundo.


[via BoycottNovell e Computerworld]

Anúncios

A Nova (Des)Ordem Mundial na Antena 1

Como funciona a Nova (Des)Ordem Mundial nos media portugueses, um exemplo muito concreto que acabo de ler numa critica a essa mesma lavagem cerebral que uma pseudo-jornalista da Antena 1 tenta fazer aos seus ouvintes.

Para esta senhora o Tratado de Lisboa é um dogma, ninguém o pode discutir, ninguém se pode opôr.
É esta a democracia que estes génios dos media nos querem impingir.

“I may disagree with everything you say, but will defend unto death your right to say it.”
Voltaire

[via Abrupto]

ABRUPTO

Mas esta presidência ficou igualmente marcada pelo eurocepticismo do presidente Vaclav Klaus que teima em não promulgar o Tratado de Lisboa, ratificado pelo parlamento checo, por considerar o de Nice melhor. Os seis meses da presidência checa demonstraram a importância do Tratado de Lisboa que põe fim às presidências rotativas da União Europeia. A eleição de um presidente da Europa vai contribuir para impedir no futuro que eurocépticos que apenas aderiram à União Europeia por razões económicas possam dirigir os destinos da Europa durante seis meses. “

Dilbert, microsoft style!

STRIP FOR Jul 1, 2009

Powered by ScribeFire.

Grupo de Consumidores querem travar o ACTA

Um grupo de consumidores pretende que a discussão sobre o novo tratado ACTA sejam suspensas enquanto os grupos de defesa do consumidor não estiverem presentes à mesa das negociações.

O grupo intitula-se de Trans Atlantic Consumer Dialogue e exige que as negociações parem enquanto não tiverem uma presença nas negociações que lhes permita antes de mais, conhecer os documentos que têm vindo a ser negociados entre os cerca de 30 países, incluindo UE, Japão e EUA, ainda para mais quando se sabe que o tratado tem recebido o feedback e o enorme impulso das multinacionais e dos diversos interesses empresariais.

Este grupo levanta importantes questões como as da privacidade dos consumidores bem como dos direitos dos países em desenvolvimento.

Senão vejamos, quem está a articular esta nova lei?

E ainda as nossas conhecidas RIAA e MPAA.
Mais uma vez nos media ditos mainstream nada se ouve, nada se diz. Porquê?

Mais info no seu blog e site bem como no seu manifesto.

Consumer Group Wants ACTA Discussions Stopped Until Consumer Rights Are Represented In Negotiations | Techdirt

Public policy on the enforcement of intellectual property rights should be informed by creditable evidence, transparent and realistic assumptions and objective peer reviewed analysis. Multiple approaches to addressing the legitimate concerns of right owners and consumers should be considered.

* Statistics on counterfeiting and or infringement must be objective, accurate, and presented in the appropriate context.
* Statistics on counterfeit and substandard medicines should not be combined when this misleads policy makers about the extent of either problem. The solutions to counterfeit and substandard products are often quite different.
* Estimates of losses from infringements of intellectual property rights should be based upon realistic demand and usage parameters.
* Governments should collect and analyze statistics on the relationship between infringement and affordability of products.

Powered by ScribeFire.