Obama aplica doutrina Quigley, mudar para nada mudar!

Há tempos havia aqui deixado algumas das ideias do mentor de Bill Clinton, o professor Quigley que pertence ao CFR «Council on Foreign Relations».
Elas fazem parte do seu livro “Tragedy and Hope”.

Hoje leio um interessante artigo de Glenn Greenwald (aconselho a sua leitura) no Salon, no qual ele discute diversos artigos de Charlie Savage no NYT.

Ao transcrever uma parte de um artigo do NYT sobre o que afirmou o professor de Direito Jack Balkin de Yale, percebe-se bem que a doutrina de Quigley está a ser muito bem usada por Obama.

Eis o que escreveu Quigley:

…the two parties should be almost identical, so that the American people can throw the rascals out at any election without leading to any profound or extensive shifts in policy.

“Os dois partidos deverão ser quase iguais, para que os cidadãos norte-americanos possam tirar de lá os malandros a cada eleição sem que na realidade se altere profunda ou extensivamente a política”

Quigley teorizou que:

…it should be possible to replace it, every four years if necessary, by the other party, which…will still pursue, with new vigor, approximately the same basic policies.

“deverá ser possível a cada quatro anos uma substituição se necessário pelo outro partido, o qual continuará a perseguir e ainda com mais vigor as mesmas políticas do anterior”

E agora o que afirma o professor de Direito de Yale:

Salon Radio: Charlie Savage on Obama’s civil liberties record – Glenn Greenwald – Salon.com

In any case, Jack Balkin, a Yale Law School professor, said Mr. Obama’s ratification of the basic outlines of the surveillance and detention policies he inherited would reverberate for generations. By bestowing bipartisan acceptance on them, Mr. Balkin said, Mr. Obama is consolidating them as entrenched features of government.

“What we are watching,” Mr. Balkin said, “is a liberal, centrist, Democratic version of the construction of these same governing practices.”

The Cheney Fallacy

Why Barack Obama is waging a more effective war on terror than George W. Bush.

But there is a different problem with Cheney’s criticisms: his premise that the Obama administration has reversed Bush-era policies is largely wrong. The truth is closer to the opposite: The new administration has copied most of the Bush program, has expanded some of it, and has narrowed only a bit. Almost all of the Obama changes have been at the level of packaging, argumentation, symbol, and rhetoric.

5 Respostas

  1. Em Portugal também é usado o mesmo esquema. O povo em a ilusão de estar a escolher.

    • infelizmente, infelizmente!

      mas não é só por cá, na maioria das ditas democracias passa-se exactamente isso.

      afinal quem manda é o topo da pirâmide, os banqueiros e os seus grupinhos, bilderberg, CFR entre outros.

  2. […] “Tragedy and Hope” Posted on Julho 6, 2009 by ovigia A propósito da entrada, Obama aplica doutrina Quigley, mudar para nada mudar!, hoje encontrei dois interessantes videos no youtube sobre o livro “Tragedy and […]

  3. […] Obama aplica doutrina Quigley, mudar para nada mudar! […]

  4. […] estão a melhorar, bem pelo contrário, demonstrando que o mentor de Bill Clinton, Carrol Quigley sabia bem do que falava.Continua pois a falta de transparência da sua Administração, sendo que agora e segundo o […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: