World_News: Como os EUA criam revolução no Irão; Media persistem na propaganda das ADM; Guerra das estrelas contra Russia

Um interessante artigo no site truthout do jornalista Steve Weissman, que nos transporta aos bastidores da ‘revolução’ do Irão, mais uma que como não poderia deixar de ser tem mão dos senhores donos do mundo, os EUA.

Parece que os habituais serviços secretos, empresas e departamentos dos EUA se têm verdadeiramente esforçado para levar a cabo mais uma revolução no Irão, como já não chegava a de 1953, agora e mais uma vez têm de voltar a interferir nos destinos de um país soberano.

Mais uma vez e como já vem sendo hábito como no caso dos Balcãs e da Geórgia, a National Endowment for Democracy voltou a fazer o seu serviço, mas não esteve sozinha como é lógico os sempre amigos e aliados do Reino Unido vieram em sua ajuda através dos serviços da BBC em lingua farsi bem como a Radio Europa Livre e a VOA «Voice of America» com o seu serviço também em farsi.

Esta última ainda se sabe um pouco mais sobre o seu envolvimento em toda esta trapalhada, uma vez que segundo a CNN, terá adquirido antes das eleições outros meios de satélite por forma a fugir ao bloqueio do governo iraniano.

Com todo o cenário preparado, cerca de uma semana antes das eleições, a VOA começou a divulgar a ‘notícia’ de que o ayatollah teria autorizado os supervisores das eleições a mudarem os votos por forma a Ahmadinejad sair vencedor.
Seja ou não verdade, a realidade é que isso pouco interessa, fazia parte do roteiro do filme que os serviços secretos dos EUA e Reino Unido haviam montado, ainda para mais já tinham decidido quem apoiavam, Mousavi, o mesmo senhor que teria criado o Hezbollah e que estaria implicado na morte de dissidente iranianos.

Ele fez a sua parte, antes que saissem quaisquer resultados, apareceu a dizer que havia ganho.
O resto os twitters, facebooks etc se encarregaram de fazer.

Obama terá afirmado que não queria imiscuir-se nos assuntos de outro Estado, mas parece que não passa de mais uma mentira.
Algo a que já está habituado.

Será que quando atacarem o Irão, as bombas dos EUA, Israel e Reino Unido também irão diferenciar os maus dos bons, as mulheres, homens, jovens que agora colocaram nas ruas?

Media persistem na propaganda das WMD/ADM

Parece que os media mainstream dos EUA não conseguem parar de mentir sobre as supostas armas de destruição massiva que supostamente Saddam Hussein tinha.

Agora resolveram inventar mais uma, segundo os mesmos a quando da detenção de Saddam Hussein, este terá dito aos seus interrogadores que detinha realmente armas de destruição massiva.
Vá-se lá saber porque raio iria ele dizer isso, quando sempre afirmou precisamente o contrário.

Parece que esta nova iniciativa de mentir por parte dos media mainstream se deve a uma única razão, absolver a Administração Bush das mentiras propagadas por esses mesmos senhores e ao mesmo tempo, se absolverem a eles das mentiras que venderam e que permitiram que fossem vendidas pelos políticos aos cidadãos.

Guerra das estrelas contra Russia

O farsante Obama está na Russia, a tentar com mais umas mentiras, levar a cabo o plano traçado pelo seu mentor Zbigniew Brzezinski, encostar a Russia à parede, usando para tal o projecto guerra das estrelas que vem sendo implementado com maior ímpeto desde a anterior Administração onde Donald Rumsfeld um dos loucos do Team B, era dono e senhor destas politicas e as conduzia a seu belo prazer, com a ajuda dos mesmos do costume como o sr Paul Wolfowitz.

Para tal começaram a circundar a Russia através das ex-republicas e dos ex-paises de leste, quer com bases, quer com os chamados anti-misseis (Polónia e Republica Checa), os tais que apenas servem os interesses dos EUA, nem sequer a Europa da NATO tem na realidade algum interesse neles, isto claro se tivessem cérebro, é que para além de ser um erro antagonizar a Russia, mesmo que os supostos anti-misseis funcionassem, a Europa ficaria na mesma sujeita às radiações das ogivas nucleares.

Pelos vistos os Russos não são parvos nenhuns e hoje Medvedev declarou que as coisas estão interligadas, para haver novo desarmamento os EUA têm de mostrar boa vontade e como tal terão de deixar de ‘abraçar’ a Russia com o seu poder militar, até porque ninguém pensa em colocar uma linha de defesa avançada na fronteira de um país, se não estiver a pensar em atacar.

Russia’s tough line on missile shield overshadows Obama’s Moscow trip | World news | The Guardian

Today Medvedev said that any new arms reduction treaty was definitively “linked” to the US’s missile defence ambitions in central Europe.

Medvedev said: “We consider these issues are interconnected. It is sufficient to show restraint and show an ability to compromise. And then we can agree on the basis of a new deal on Start.”

2 Respostas

  1. “Caso CTT revela ligações da Maçonaria à Justiça
    Escutas a um dos arguidos levaram a uma rede de contactos entre um ex-publicitário com procuradores e inspectores da Judiciária

    Escutas telefónicas realizadas no processo dos CTT – que investiga suspeitas de gestão danosa e tráfico de influências, entre outros crimes – revelaram aos investigadores contactos entre elementos da Maçonaria, procuradores do Ministério Público e inspectores da Polícia Judiciária. O pivô destas ligações é José Manuel Grácio, um antigo publicitário, que o DN procurou insistentemente localizar e contactar, mas não foi possível.

    Os primeiros elementos das ligações foram obtidos através de escutas telefónicas a Júlio Macedo, antigo administrador da TCN Portugal, a empresa que comprou aos CTT um prédio em Coimbra. Segundo fonte ligada ao processo, foram interceptadas conversas entre aquele e José Manuel Grácio. Este terá feito referências expressas à sua condição de maçon e terá prometido recolher informações sobre a investigação em curso, na qual Júlio Macedo acabou por ser constituído arguido.

    Certo é que, perante estas suspeitas, um juiz do Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa autorizou escutas telefónicas a Manuel Grácio. Durante 15 dias, o antigo dono da empresa Jotacê (que chegou a fazer uma campanha para a Prevenção Rodoviária) foi colocado sob escuta. Nesta operação foram interceptadas dezenas de conversas com inspectores da PJ e procuradores do Ministério Público. …”
    http://dn.sapo.pt/bolsa/interior.aspx?content_id=1301593

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: