Não quero impo$to microsoft: Amazon UK devolve valor do windows xp em 24horas

Ora aqui está uma excelente notícia para quem pode adquirir este tipo de equipamentos na amazon, pelo menos na do Reino Unido.

Segundo uma entrada no site TheOpenSourcerer, a amazon uk devolveu o valor do ms-windows-xp de um Asus 1008HA netbook PC.
Apenas um mail e a seguir um telefonema da amazon para o cliente resolveu a situação, o mais interessante é que parece que a amazon já está habituada a fazer semelhantes devoluções uma vez que quem atendeu o cliente assim que ele lhe explicou o que pretendia a resposta foi OK, iremos reembolsa-lo do valor da licença, cerca de 40£.

Dear Melissa/ cc Alan

I have requested a refund to your payment card for this purchase in the amount of 40.00 GBP for this order, as Alan will not be using the Windows XP Software. Refunds usually go through within 2 to 3 business days and you will see this amount credited on your next statement…

O mais estranho e presumo que ilegal pelo menos na UE é a atitude da Asus que após contacto do cliente o informou que a partir do momento que declinava a licença do software da microsoft, deixaria de ter suporte/garantia no equipamento.

[Update: I’ve just had a message back from Asus saying my Warranty will fine. They don’t “support” other operating systems but I can understand that completely]

Mas desde quando é que a garantia do hardware está ligada ao software?
Ainda para mais quando estas são duas coisas totalmente diferentes como se pode constatar com a possibilidade de se usar outros sistemas operativos e pelo facto da EULA do software permitir a recusa de utilização.

No fundo esta atitude da Asus é algo parecido com o que se passa com a EULA da Apple a qual liga completamente o hardware ao software, caso se recuse o software tem de se entregar de volta também o hardware.

Bem que se sabia que a Asus estava na cama com a microsoft!

22 Respostas

  1. […] Não quero impo$to microsoft: Amazon UK devolve valor do windows xp em 24horas « O Vigia […]

  2. E se comprares um HP cá em Portugal, e calhares a dizer que vais meter Linux nessa máquina, os tipos da FNAC dizem-te logo “isso cancela-lhe de imediato a garantia”.

    Ao que retorqui dizendo que isso não é assim. E ele respondeu “faça como entender, mas são as indicações que temos da HP”.

    E assim se faz em Portugal… Para evitar “azares” deixei uma partição de 10Gb com o Vista… Já que HP não faz reembolso de Windows nos portáteis, Windows esse que uso somente para um jogo ou outro…

    • Agora não necessito de adquirir nenhuma máquina, mas qd tiver de o fazer vou fazer barulho e espero que não me venham com essa lenga lenga porque me passo logo.

      sempre quero que a asus e a hp me demonstrem que o software tem algo a ver com a garantia do hardware, aliás o que eles produzem/assemblam é hardware como tal são responsáveis por ele e eventualmente pelos drivers, mais nada! por isso não me venham com tretas.

      eles são obrigados a fazerem o reembolso uma vez que é isso que a eula diz, pode levar tempo e chatear e muito mas têm de o fazer.

    • Ricardo Ramalho, isso é absolutamente ilegal. Vai aqui e informa-te acerca da Lei das garantias: http://www.netconsumo.com/search/label/Lei%20das%20Garantias

  3. Desculpa… Mas tem é que haver uma forma de poder comprar sem o SO. Isso é que era uma forma correcta de o fazer…

    Mas infelizmente os “gravatas” na microsoft ainda pesam muito…

    • sim sem dúvida, isso era o mais lógico, as pessoas escolhiam e não lhes impunham nada.

      infelizmente o pessoal é carneirinho e as coisas estão feitas de modo a ajudar ainda mais os monopolios, e os media não ajudam pq nem sequer dão a conhecer alternativas.

    • E há. Se tiveres SO próprio é só mandar instalar, de forma a que se verifique à saída da empresa vendedora que a máquina está completamente operacional. É o que eu sempre faço há muitos anos. Por acaso tenho XP (em caixa) e até agora é o único que vem instalado.
      Quanto a garantias do hardware… lol… ultimamente foram umas gráficas a seguir a outras, todas ASUS. Substituídas pelo último modelo, ou seja, tem de ser sempre igual ou superior ao modelo vendido. Garantia de 2 anos para todo o equipamento. Incluindo bateria (nos portáteis). Já passei por todas estas e situações e venci, com o apoio da Associação de Consumidores ACOP.
      Tudo o mais que disserem é treta. A Lei das Garantias é referente a toda a “coisa”, excepto consumíveis onde não se insere, evidentemente, a bateria.
      Informa-te e exige os teus direitos em conformidade com a lei em vigor.

  4. Se reparares, e decerto já o fizeste, todas as corporações ganham com isto, mesmo os media ferozmente defendem os poderes dominantes. Dependem deles!

    Olha só o hype para o Windows 7. E para os sites de tecnologia como o tek.sapo.pt, onde há na lateral direita da página um link para um artigo sobre o “grande e magnânimo” seven…

    Este tipo de postura não ajuda, e todos vivem neste ‘ecossistema’, que não é benéfico para o utilizador/consumidor.

    • tens razão ricardo, não sei que idade tens, mas eu já tenho uns anitos e ainda me lembro de quando as revistas de informática eram isso mesmo de INFORMÁTICA e não de produtos microsoft.

      faziam testes a hardware desde intel, amd, cyrix, nexgen e claro análises a todo e mais algum software incluindo sistemas operativos desde os diversos DOS, ms, ibm, digital research, etc, amiga, commodore sei lá mais o quê!!!
      o saudoso Eurico da Fonseca no jornal A Capital até falou de GNU/Linux isto passados creio que uns dois anos depois de ter sido criado o kernel linux.

      hoje fala-se ou do que saiu há pouco da microsoft, do que está quase a sair e do vaporware da mesma empresa, sempre com promessas fabulosas que depois nunca cumprem e que outros sistemas já hoje possuem!!!!

      enfim! é como dizes, monopolios atraem monopolios e desinformação e quem perde são os mesmo de sempre desde as empresas aos simples utilizadores.

      arrrrrrrrrrrrrrrrrrreeeeeeeeeeeeeeeeee!!!!!!!!!!

  5. @ovigia
    Caro Ricardo.

    Não devo ser nem muito mais velho nem muito mais novo do que tu. Tenho 32 anos e já ando nisto também há uns bons anos… Comecei no belo Timex TC2068, e daí para a frente passei por muita máquina, incluindo os saudosos Commodore C64 e Amiga (ainda tenho um A1200 ali ao lado).

    Tenho visto estas coisas irem acontecendo, e fico algo apreensivo. Não entro em esquemas de conspiração absoluta, mas de facto vejo que não sendo absolutos, alguns esquemas muito sujos andam por aí…

    @PP
    Que é um direito meu, eu sei. Mas por vezes a paciencia de discutir com broncos é inexistente, e no caso do tipo da FNAC eu até percebi que ele me dava razão, mas simplesmente não lhe pagavam para isso. E que basicamente o fabricante dá essas indicações e é isso que eles têm que dizer aos clientes.

    Está errado e é ilegal. O benefício paga a trabalheira?… Há dias que sim, que vale. Naquele dia, eu não estava para aí virado.
    🙂

    Mas obrigado p’lo link. Vai dar jeito.

    • lolll tenho 38 anos!!! já sou velhote! e tb comecei no timex 2068 aquele com a cartridge http://en.wikipedia.org/wiki/Timex_Sinclair_2068 eheheh

      de Amiga e Amstrad/atari só mexi em alguns de colegas do secundário, havia uma guerra entre os dois, um dizia o meu é que é bom o outro a mesma coisa! eheheh

      mas na realidade creio que os Amiga é que davam cartas, aliás a NASA usa ou usava-os até há bem pouco tempo para cálculo de trajectórias, se procurares no google encontras essa info e sei que a série de ficção babylon5 tb era feita com Amiga

    • @Ricardo,
      O problema com que nos debatemos hoje é exactamente porque nos deixamos levar pela «trabalheira» em reclamar. Na maioria das vezes pensamos assim – dá muito trabalho! Se efectivamente contestássemos mais e mais vezes, estaríamos agora bem mais salvaguardados dos esquemas sujos que abundam por aí!
      Dou-te um exemplo recente – liberalização da energia. Ainda hoje mandei reclamação para a ERSE (regulador energético). Então não é que a ENDESA não informa condições contratuais ao consumidor ainda em fase de consulta! Limita-se a informar que cobrará o mesmo que a EDP + 5% de desconto por causa do pagamento único admitido – débito directo.
      Aposto que em Espanha não é assim e vêm para cá para isto? Cadê a transparência??
      Esquema escuro, pois claro, tanto da ERSE, como EDP e “concorrentes”!

      A propósito, caso concordem, assinem e/ou divulguem: http://www.peticao.com.pt/taxa-de-juro

      Fonte: http://www.netconsumo.com/2009/0…obranca- de.html

      Fiquem bem!

  6. Isto é tudo uma cambada de velhos, o meu primeiro computador foi este http://en.wikipedia.org/wiki/ZX81 e tenho 37 anos.
    Quanto à história das garantias aqui no nosso cantinho não serve de grande coisa, a malta reclama mas depois não acontece nada. (infelizmente).

    • eheheheh por isso mesmo é que sabemos infelizmente do que a casa gasta, ou melhor, casas, o país e as multinacionais monopolistas.

  7. eheheh só cotas!
    Eu ainda tenho um amiga completamente operacional, (ou pelo menos penso que ainda esteja, pois não é ligado há muito), bem como o primeiro spectrum (grandes jogatinas). Fazem parte do meu “museu” pessoal, junto com máquinas de escrever e calcular “pré-históricas” que eram dos meus pais, e muitas consolas …. lollll
    Bons velhos temppos!

    • lolllllllllllll eu aind tenho guardado o timex 2068 e o gravador que usava para o famoso load”” e para o pirata eheheh o programa que dava para gravar o resto do software.

      • Pois, não sei se era o mesmo, fui à procura por aí do meu, é este, que o meu dad comprou http://www.nvg.ntnu.no/sinclair/computers/zxspectrum/zxspectrum.htm.
        Assim de repentemente lembraste-me da velhinha Triudus, a loja de informática mais cool na época. Óbalhamedeuscumcarago…. como o tempo passa.
        Claro que esta foi a solução encontrada para afastar as “melgas” do amiga do velho… lollll
        Era preciso um leitor de cassetes extra sim e, claro, nós tanto jogávamos que o coitado aquecia demais, ao ponto de usarmos 1 ventoinha colocada estrategicamente a arrefecer o teclado, antes que o processador desse o berro.
        Lembras dos sons que aquela cena fazia a carregar jogos? Waw, se jogássemos de noite às escondidas dos velhos, éramos logo apanhados… lolll.
        Depois veio um 386 (Schneider, creio) que ainda hoje é do meu irmão mais cota que eu.
        A seguir veio um Pentium / 125 e o meu 1º HD para a sucata. Depois, veio um autêntico tractor, 1 IBM 225 que durou, durou, durou e jogou, jogou, jogou. A partir daí tudo perdeu a graça… porque chegaram as consolas.
        Lembras da SEGA Mega-Drive? Gandas jogos! Sonic, pois claro… lolll Ainda a tenho operacional, só tem um problemita num comando. De resto é só colocar os cartuchos e recordar!
        No meio de tudo isto, também passei pela viciante saga do Dr Mario (Game Boy), para não falar nas mais recentes PS1/2 e 3 ou XBox. Nunca experimentei a 360. Possivelmente porque a criança que havia em mim emigrou, já não lhes acho piada e penso até que os jogos actuais são estupidificantes. Mas, isto sou eu a pensar, claro.😉

      • lolllllllll, quanto às consolas nunca fui muito adepto e não tive nenhuma.

        a seguir ao timex e passados uns bonsssssssssss tempos comecei com um cyrix a 33Mhz depois passei para um amd dx280 a seguir creio que foi um cyrix 200 mas como a virgula flutuante dos cyrix, hoje Via, sempre foi uma treta, resolvi vende-lo e comprar um intel a 166Mhz.

        depois desse creio que foi um celeron a 300Mhz que era uma maravilha em overclocking, funcionava durante o inverno a 450Mhz e durante o verão lá vinha outra vez para os 300Mhz, ainda o tenho hoje em dia, embora não o esteja a usar, mas funciona na boa, foi nesse que me iniciei no software livre.

        os pc’s comigo duram sempre muito tempo, depois do cel300 montei o actual, um Intel(R) Pentium(R) D CPU 2.66GHz

  8. Será que tudo não passa do «Galápagos syndrome» em todo o seu esplendor? http://www.nytimes.com/2009/07/20/technology/20cell.html?_r=2

  9. Depois do IBM, passei para um Pentium 600 que nunca me deu chatices e aguentou com todo o software mais pesado. A partir dele já lhes perdi a conta até hoje, entre arquitecturas Intel ou Amd. Passei por muitas máquinas, devido às exigências de software.
    Pessoalmente nada se equipara aos Mac . A interligação hardware e software é (quase) perfeita, pelo menos na minha área… o pior é ter de andar com o win às “costas”.

    Tens razão quanto à manutenção das actuais máquinas por muitos e bons. Como o mercado está, o melhor é mesmo poupar o que temos o mais possível e rezar para que nada de mau aconteça. Não tardará muito para que voltemos a estar “desligados” da www.😦 Sim, porque o resto (criatividade, inovação e negócio) já está em agonia…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: