Indect e Adabts: Conselho da Europa aprova projecto de vigilância dos cidadãos da UE

[update: Li numa entrada do site Global Research e no Wikileaks que já no ano passado investigadores da Universidade de Bath, através do projecto Cityware, vigiaram milhares de bretões sem que ninguém tivesse conhecimento disso, através scanners bluetooth, que recebiam sinais de telemóveis, computadores, câmaras digitais etc]
 
Mind Your Tweets: The CIA Social Networking Surveillance System – Wikileaks

This
isn’t the first time that European academics have applied their
“knowledge skill sets” to keep the public “safe”–from a meaningful
exercise of free speech and the right to assemble
, that is.

Last
year The Guardian reported that Bath University researchers’ Cityware
project covertly tracked “tens of thousands of Britons” through the
installation of Bluetooth scanners that capture “radio signals
transmitted from devices such as mobile phones, laptops and digital
cameras, and using the data to follow unwitting targets without their
permission.


Como tenho amiúde afirmado, não param de nos chegar notícias da cada vez maior preparação para uma sociedade policial, onde todos nós seremos vigiados 24h por dia, desde que nascemos até morrer-mos.

“Ninguém é mais escravizado do que aqueles que erroneamente acreditam ser LIVRES”
Johann Wolfgang von Goethe

“They who would give up an essential liberty for temporary security, deserve neither liberty or security.”
Benjamin Franklin


“As a state gets corrupt, its laws multiply; the most corrupt states have the most numerous laws.”
(Tacitus, Annales 3:27)


Está sem dúvida cada vez mais perto a Ditadura global que as elites das sociedades e grupos secretos Oligarcas nos querem impor, a tal Nova Ordem Mundial, ou como o antigo “British Intelligence Officer for MI6”, Dr. John Coleman lhe chama nos seus livros, One World Government.

Claro que tudo isto não seria possível sem o sempre pronto apoio da prostituição que hoje se tornou o jornalismo, ou melhor, a ausência deste, onde todos os dias assistimos a cada vez maiores lavagens de cérebro dos cidadãos, como é o caso da gripe suína.

Committee of 300 – SourceWatch

Tavistock’s network, Coleman says, “now extends from the University of Sussex to the U.S. through the Stanford Research Institute, Esalen Institute, MIT, Hudson Institute, Heritage Foundation, Center for Strategic and International Studies at Georgetown, where State Dept. personal are trained,” plus US Air Force Intelligence, and both the RAND Corporation and the MITRE Corporation. He says that corporation personnel are “required to undergo indoctrination at one or more of these Tavistock controlled institutions.” Additionally, a “network of secret groups, the Mont Pelerin Society, Trilateral Commission, American Ditchley Foundation, and the Club of Rome is conduit for instructions to the Tavistock network.”

Este post hoje, tal como já havia prometido numa das entradas sobre o Fantoche Obama, será sobre o novo projecto Europeu de vigilância dos cidadãos, o INDECT, mas também o ADABTS [mais].
Não esqueçam estes nomes, embora com quase toda a certeza eles serão pouco ou nada mencionados e muito menos discutidos nos Media da oligarquia, especialmente por cá, onde desde a classe politica, salvo raras excepções como Pacheco Pereira, passando pelos media, sem distinção, e acabando na Igreja Católica, toda a gente aplaudiu o Tratado/Constituição de Lisboa, o Tratado que nos conduzirá a uma DITADURA.

Sobre o Fantoche Obama, já existem mais exemplos de como as coisas não estão a melhorar, bem pelo contrário, demonstrando que o mentor de Bill Clinton, Carrol Quigley sabia bem do que falava.
Continua pois a falta de transparência da sua Administração, sendo que agora e segundo o Washington post que nos brinda com este interessante artigo, Obama administration seeks to block wiretap suit, no qual descreve como a actual Administração continua com os mesmíssimos tiques ditatoriais da anterior, invocando sempre as mesmas desculpas para esconder informação relevante aos cidadãos.

Desta vez, ou melhor, mais uma vez, a Administração Obama defende com unhas e dentes os crimes da anterior Administração invocando EXACTAMENTE as mesmas razões para o fazer, o suposto Privilégio de Segredo de Estado.
O problema é que esse privilégio bem como o motivo de ‘Segurança de Estado’ é continuamente abusado, grande parte das vezes indo FRONTALMENTE contra o seu real e verdadeiro objectivo, que seria o de proteger a Soberania do Estado e a segurança dos cidadãos, mas que no entanto é usado por esta corja para esconder os crimes que têm cometido contra esses mesmos cidadãos.

Indo agora ao INDECT o novo projecto de vigilância dos cidadãos que a UE através do Conselho da Europa se prepara para encher de milhões por forma a acabar de vez com os nossos direitos, a nossa privacidade, no fundo a Liberdade

É pois a construção de uma sociedade securitária, ditatorial, aquela a que estamos a assistir, onde quem mandará na UE muito especialmente após a entrada em vigor do Tratado de Lisboa, será a oligarquia do Conselho da Europa e onde os Eurodeputados não passarão de simples fantoches, logo a opinião dos cidadãos não conta para nada.

Open Europe – independent think tank calling for radical reform of the EU

As ratification of the EU’s Lisbon Treaty draws closer, new research from Open Europe warns that the Treaty will help accelerate moves towards an EU surveillance state. The Lisbon Treaty marks a significant shift of power away from national governments and will lead to an increase in the volume and scope of EU legislation, which is already having a profound impact on EU citizens’ civil liberties and privacy.

Tive conhecimento deste novo atentado aos nossos direitos através do site Wikileaks, o qual em virtude dos documentos que possui online, já por diversas vezes tentaram acabar com ele, estou-me a recordar do caso em que por terem online as blacklists que o goveno Australiano resolveu criar e das quais durante algum tempo se desconhecia a sua existência, levou a que as autoridades alemãs tivessem tentado acabar com os acessos a este site nesse país, entre outros incidentes.

Listening to you at last: EU plans to tap cell phones – Wikinews, the free news source

A report accidentally published on the Internet provides insight into a secretive European Union surveillance project designed to monitor its citizens, as reported by Wikileaks earlier this month. Project INDECT aims to mine data from television, internet traffic, cellphone conversations, p2p file sharing and a range of other sources for crime prevention and threat prediction. The €14.68 million project began in January, 2009, and is scheduled to continue for five years under its current mandate.

Escusado será dizer que toda esta orgia securitária é sempre apresentada como um bem, para uma melhor defesa da segurança dos cidadãos, como tal o INDECT é apresentado nesses mesmos termos, segundo a página oficial deste projecto de VIGILÂNCIA, o INDECT será o “Intelligent information system supporting observation, searching and detection for security of citizens in urban environment”; o que numa tradução livre dará algo como “Sistema Inteligente de informação de Suporte à observação, busca e detecção para a segurança dos cidadãos em ambientes urbanos”

Com um título relativamente inócuo destes, somos supostamente levados a acreditar que tudo isto é para o nosso bem!
Infelizmente, a realidade, tal como no mundo do 1984 de Orwell, onde o significado das coisas está invertido, também ela aqui é invertida por forma a enganar os cidadãos.

A realidade é bem mais sombria, na realidade o que a oligarquia da UE pretende, no seguimento dos objectivos para um controlo global, é apenas e só controlar-nos a todos, usando todos os meios que a tecnologia hoje permite.
É o realizar do sonho da oligarquia, Mussolini, Hitler, Stalin, Mao, entre tantos outros ditadores não o conseguiram mas agora e graças à tecnologia hoje ao seu dispor, esta corja prepara-se assim para o realizar.

Um dos artigos que li e que melhor descreve do que se trata este Indect e Adabts é o artigo do jornal inglês Telegraph, “EU funding ‘Orwellian’ artificial intelligence plan to monitor public for “abnormal behaviour””, o qual aproveito para resumir do que se trata tudo isto.

Segundo este, a UE está a gastar milhões de Euros com estes projectos, o Indect que teve inicio este ano e que se manterá activo por cerca de cinco anos, já arrecadou entre €11M a €14.68 Milhões de euros, o Adabts, já recebeu mais de 3,3Milhões de euros.
Todos estes gastos se enquadram no objectivo mais alargado da UE, de combate aquilo a que denominam de Terrorismo, WMD (armas de destruição massiva) e gestão da emigração, tendo já a UE alocado a tudo isto cerca de 995 Milhões de euros, em virtude do aumento de 13,5%  no orçamento para este tipo de projectos.

Project Indect Set To Monitor Europe Like it’s 1984 | Singularity Hub

Hardware and software platforms to monitor public spaces for ‘abnormal behavior’, special search engines for images and documents using ubiquitous hidden digital watermarks, and internet based intelligence gathering that will monitor public networking communities – if you’ve had a nightmare about government invasion of privacy, chances are that Project Indect is trying to make it come true.

Este esbanjar de dinheiros públicos já levou Stephen Booth, um analista do Open Europe, afirmar que “tudo isto é extremamente assustador uma vez que estes projectos envolvem uma enorme invasão da privacidade dos cidadãos” e pergunta se “os cidadãos não se deveriam questionar sobre o que a UE anda a fazer com os seus impostos.”

Também Shami Chakrabarti director do grupo de Direitos Humanos, Liberty, já veio a público afirmar que “criar perfis de populações inteiras em vez de monitorizarem apenas e só indivíduos suspeitos, é um passo sinistro em qualquer sociedade, sendo ainda mais terrível por ser a uma escala europeia.”

Para já o projecto Indect envolve a polícia da Irlanda do Norte (PSNI) bem como cientistas da Universidade de York em conjunto com colegas de outros nove países.


INDECT is funded under the European Commission’s Seventh Framework Programme (FP7), and includes participation from Austria, Bulgaria, Czech Republic, France, Germany, Hungary, Poland, Slovakia, Spain, and the United Kingdom.
[via wikileaks]

O objectivo é desenvolver sistemas informáticos que actuem como ‘agentes’ por forma a monitorizarem e processarem informação de proveniência diversa, como web sites, grupos e forum de discussão, blogs, redes sociais, servidores de ficheiros, redes P2P bem como de computadores individuais (talvez aqui se enquadre o spyware que a Alemanha pretendia introduzir ainda há pouco tempo).

Segundo o artigo do Wikikeaks, uma das potenciais aplicações do Indect seria a implementação e execução do «MoD Manual of Security» do Reino Unido, um documento de 2001 com 2389 páginas e que também se encontra no wikileaks, conhecido como JSP-440 e marcado como reservado, entra em detalhes consideráveis sobre a forma como os jornalistas devem ser vigiados e eficazmente controlados.

EU funding ‘Orwellian’ artificial intelligence plan to monitor public for “abnormal behaviour” – Telegraph

According to the Open Europe think tank, the increased emphasis on co-operation and sharing intelligence means that European police forces are likely to gain access to sensitive information held by UK police, including the British DNA database. It also expects the number of UK citizens extradited under the controversial European Arrest Warrant to triple.

A Comissão Europeia defende uma ‘cultura’ comum relativamente às forças policiais na UE, por isso mesmo é fomentado o treino nas questões europeias.
Esta cada vez maior cooperação e interligação entre as diversas policias dos diversos países poderá indicar que todas elas poderão aceder a informação sensível como são as bases de dados de ADN do Reino Unido  e porque não dizê-lo, as nossas.

Para além do Indect e tal como já frisei, existe ainda o Adabts «Detecção automática de comportamentos anormais e ameaças em espaços lotados», está baseado na Suécia (que acaba de dar inicio à vacinação em massa ‘contra’ a AH1N1) e tem como parceiros o UK home office e um dos players do Complexo Militar Industrial, a BAE, o maior adjudicatário de armamento do Reino Unido e que como não poderia deixar de ser faz parte da história mal contada dos atentados de 11Set2001. [Documentos secretos da Arábia Saudita e da Grã Bretanha desclassificados, envolvem os dois paises no 11 de Setembro]

O Adabts detectará através de câmaras de CCTV, alterações de comportamento, quer de movimentos quer de voz (usarão outros métodos uma vez que as CCTV para já são só imagem), permitirá o reconhecimento facial bem como a perseguição de indivíduos em multidões.

We’ve seen cameras getting smaller, CCTV spreading through the UK, and even projects aiming to incorporate brain scans into security checks. New software platforms like Vitamin D Video are geared at making such technologies more powerful by helping users sort and filter vast information efficiently.
[via Singularity Hub]

O Open Europe acredita que a intel/informação colhida pelo Indect e Adabts bem como por outros sistemas, poderá ser usada pelo até aqui pouco conhecido e divulgado, SitCen «EU joint situation center» [info] e que segundo o Open Europe é o inicio dos Serviços Secretos da UE, que alguns já denominam de CIA Europeia.
Um cada vez maior papel do SitCen na UE, deverá ser olhado com preocupação e desconfiança, uma vez que este centro de informações desde o seu inicio que está envolto num enorme secretismo.

EU funding ‘Orwellian’ artificial intelligence plan to monitor public for “abnormal behaviour” – Telegraph

Open Europe believes intelligence gathered by Indect and other such systems could be used by a little-known body, the EU Joint Situation Centre (SitCen), which it claims is “effectively the beginning of an EU secret
service”
. Critics have said it could develop into “Europe’s CIA”.

Caminhamos pois a passos largos para o que notícias como “1,600 are suggested daily for FBI’s list – Number of names on terrorist watch list at 400,000, agency says” e “NSA to store yottabytes of surveillance data in Utah megarepository (update: not so much)“, sugerem e descrevem, uma sociedade completamente vigiada, onde deixaremos de ser humanos para passar-mos a ser simples autómatos sem vontade própria, sem saber-mos muitas das vezes quem somos, totalmente controlados pela elite Oligarca, no fundo, sendo os seus escravos.

É bom pois, que tomemos consciência do que se vai passando à nossa volta e que façamos alguma coisa enquanto é tempo, cada vez mais vai sendo tarde para acordar-mos.
É que quando tudo isto estiver implementado e a funcionar, já será demasiado tarde para voltar-mos a trás.

Listening to you at last: EU plans to tap cell phones – Wikinews, the free news source

Ben Hayes’ NeoConoptiocon report, in a concluding section, “Following the money”, states, “[w]hat is happening in practice is that multinational corporations are using the ESRP [European Seventh Research Programme]
to promote their own profit-driven agendas, while the EU is using the programme to further its own security and defence policy objectives. As suggested from the outset of this report, the kind of security described above represents a marriage of unchecked police powers and unbridled capitalism, at the expense of the democratic system.”

Project Indect Set To Monitor Europe Like it’s 1984 | Singularity Hub

I don’t know whether Project Indect will meet with success or be defeated by public outrage. I do know that even if this current form of mass-scale surveillance fails, it will be replaced by another. The technology to track human lives is simply too cheap, too easy, and too profitable not to be used by someone. Unless we see a surge in technology designed to defeat such observation we will likely have to come to terms with a new concept of ‘privacy’. Ok, I’m taking my tinfoil hat off, but the pants stay on. This stuff scares the…out of me.

Powered by ScribeFire.

19 Respostas

    • boas lusitano,

      tenho de ler isso, já tinha visto mas ainda não tive tempo de olhar para lá.

      mas parece mais uma aldrabice, é como sempre digo, estamos nas mãos de corruptos e da oligarquia.

      isto só lá vai a t***

      ab

  1. Caro vigia,

    Devemo-nos preparar para tudo e mais alguma coisa. Todos nós, cidadãos do planeta.

    • Boas Diogo,

      sem dúvida que nos temos de preparar, infelizmente cada vez mais venho constatando que as pessoas para além de não se preocuparem com os seus direitos, ainda pedem que lhos tirem, basta seguir o site português de notícias de tecnologia, o tek.sapo.pt que se percebe o que quero dizer por alguns dos comentários lá feitos e pela forma como atacam as pessoas que tentam passar informação pertinente sobre estes temas.

      ab

  2. Tenho acompanhado o aumento da vigilância a que o cidadão comum tem sido submetido ultimamente aí no hemisfério Norte. Não que aqui no Sul seja diferente, mas acho que as pessoas daqui ainda são muito ignorantes e não percebem que o seu rastro está sendo seguido. Alguns indivíduos até acham bom saber que o Estado está se “preocupando” com a “segurança” de todos. E o pior de tudo isso, se manifestamos nossas opiniões contrárias a essas novas modalidades de vigilância e a tudo isso que estamos presenciado hoje (profusão de câmeras, raios-x em aeroportos, quebra de sigilo telefônico, exigências de toda sorte de documentos, vacinas, etc.) , imediatamente somos desqualificados e execrados, taxados de pessimistas, retrógrados, e outros adjetivos bem pouco lisonjeiros.

    • boas jt,

      interessante notícia, é mais um factor a ter em conta relativamente às NU começarem a caminhada para o poder que a NWO lhes irá conceder.

      e claro, ninguém acha isto estranho!

      ab

  3. […] a nossa Segurança e muito concretamente a nossa Privacidade, como são os casos da HADOPI, ACTA, INDECT, ADABTS, ECHELON, entre muitos outros projectos, resolvi dar início à minha busca de informação que permita a um […]

  4. […] Presumo que o resto do sistema poderá funcionar muito bem com o que se está a desenvolver pela UE, o Indect e ADBTS. […]

  5. […] VIGIAREM E CONTROLAREM os cidadãos Posted on Março 5, 2010 by ovigia Já nesta entrada,Indect e Adabts: Conselho da Europa aprova projecto de vigilância dos cidadãos da UE, falei sobre os muitos milhões, quiçá biliões de euros que estão a ser gastos pelo Conselho da […]

  6. […] exemplos, Adabts, cityware, samurai, Indect, ACTA, bases de dados de ADN, hadopi, blacklists de sites, drones para uso civil, chips nas matriculas, […]

  7. […] redes móveis bem como através dos chips das matrículas dos automóveis, bases de dados de ADN, projectos europeus de vigilância e dentro em pouco por drones para uso […]

  8. […] Indect e Adabts: Conselho da Europa aprova projecto de vigilância dos cidadãos da UE […]

  9. Bom Dia

    Sou o Silvio, do Realidadeoculta.com , nós temos parcerias de links entre blogs, o meu blog é realidadeoculta-novo.blogspot.com

    Entretanto o Google anda a censurar-me contas, já me apagou uma conta de email (Gmail), perdi acesso a blogs e youtube. Vou desistir dos serviços Google.

    Criei novo blog em :
    http://realidadeoculta.blog.com
    num serviço pago (fiz upgrade da conta), gostaria de parcerias de links com o meu novo blog?

    Eu irei adicionar o seu link no meu blog novo ( e mantenho o seu link no blog antigo também, que ainda recebe tráfego).

    Abraço
    Silvio
    realidadeoculta@mail.com

  10. […] eu tenho as minhas sérias dúvidas, mas escusado será dizer que neste país, mundo, onde a privacidade e a Constituição estão cada vez mais demodé, alguém se irá realmente preocupar com isso, […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: