O que os nossos media não nos dizem sobre o Haiti

Uma entrada curta, apenas para referir alguns artigos de jornalistas dos EUA e Canadá  que mostram bem que o caos que se vive no Haiti, se deve mais à destruição política levada a cabo por parte das Administrações dos EUA com o seu apoio a ditadores e ao não respeito das decisões políticas do haitianos, do que propriamente devida ao grave terramoto que por lá se viveu.

Aconselho ainda a leitura da entrada na wikipedia sobre este país, que demonstra bem que a Europa, nomeadamente a França no passado bem como os EUA nos dias de hoje são o verdadeiro flagelo daquela nação.

http://samrainer.files.wordpress.com/2009/04/haiti.jpg


Naomi Klein dá opinião sobre a situação no Haiti


History of a Haitian Holocaust           : Information Clearing House –  ICH
Blackwater before drinking water

There’s no such thing as a ‘natural’ disaster. 200,000 Haitians have been slaughtered by slum housing and IMF “austerity” plans.

Send in the Marines. That’s America’s response. That’s what we’re good at. The aircraft carrier USS Carl Vinson finally showed up after three days. With what? It was dramatically deployed — without any emergency relief supplies. It has sidewinder missiles and 19 helicopters.

But don’t worry, the International Search and Rescue Team, fully equipped and self-sufficient for up to seven days in the field, deployed immediately with ten metric tons of tools and equipment, three tons of water, tents, advanced communication equipment and water purifying capability. They’re from Iceland.

Our role in Haiti’s plight | Peter Hallward | Comment is free | The Guardian

The noble “international community” which is currently scrambling to send its “humanitarian aid” to Haiti is largely responsible for the extent of the suffering it now aims to reduce. Ever since the US invaded and occupied the country in 1915, every serious political attempt to allow Haiti’s people to move (in former president Jean-Bertrand Aristide’s phrase) “from absolute misery to a dignified poverty” has been violently and deliberately blocked by the US government and some of its allies.

Aristide’s own government (elected by some 75% of the electorate) was the latest victim of such interference, when it was overthrown by an internationally sponsored coup in 2004 that killed several thousand people and left much of the population smouldering in resentment.
The UN has subsequently maintained a large and enormously expensive stabilisation and pacification force in the country.

The Militarization of Emergency Aid to Haiti: Is it a Humanitarian Operation or an Invasion? (a versão em português mais a baixo)

Haiti has a longstanding history of US military intervention and occupation going back to the beginning of the 20th Century. US interventionism has contributed to the destruction of Haiti’s national economy and the impoverishment of its population.

The devastating earthquake is presented to World public opinion as the sole cause of the country’s predicament.

A country has been destroyed, its infrastructure demolished. Its people precipitated into abysmal poverty and despair.

Haiti’s history, its colonial past have been erased.

The US military has come to the rescue of an impoverished Nation. What is its Mandate?

Is it a Humanitarian Operation or an Invasion?

Porque os EUA devem milhares de milhões ao Haiti

Porque é que os EUA devem milhares de milhões ao Haiti? Colin Powell, antigo secretário de Estado dos EUA, definiu a sua política externa como a “regra do Pottery Barn”. Ou seja – “quem parte, paga”.

Durante 200 anos os EUA fizeram tudo para “partir” o Haiti. Estamos em dívida para com o Haiti. Não é uma questão de caridade. Estamos em dívida para com o Haiti por uma questão de justiça. Indemnizações. E não apenas os 100 milhões de dólares prometidos pelo presidente Obama – isso são trocos. Os EUA devem ao Haiti milhares de milhões – com Ms maiúsculos.

Há séculos que os EUA têm feito tudo para dar cabo do Haiti. Os EUA usaram o Haiti como uma plantação. Os EUA ajudaram a sangrar o país economicamente desde que ele se tornou independente, invadiu várias vezes o país com forças militarizadas, apoiou ditadores que violentaram a população, utilizaram o país como caixote do lixo para nossa conveniência económica, arruinaram as suas estradas e a sua agricultura, e derrubaram os eleitos pela população. Os EUA até usaram o Haiti como os antigos proprietários de plantações e esgueiravam-se para ali frequentemente para recreação sexual.

A militarização da ajuda de emergência ao Haiti

O Haiti tem uma história prolongada de intervenção militar e ocupação pelos EUA que remonta ao princípio do século XX. O intervencionismo estado-unidense contribuiu para a destruição da economia nacional do Haiti e para o empobrecimento da sua população.
O terramoto devastador é apresentado à opinião pública mundial como a causa única da situação do país.
Um país que foi destruído, cuja infraestrutura foi demolida. O seu povo precipitado na pobreza abissal e no desespero.
Na história do Haiti, o seu passado colonial foi apagado.
Os militares estado-unidenses vieram em resgate de um país empobrecido. Qual é o seu mandato?
Trata-se de uma operação humanitária ou de uma invasão?

Powered by ScribeFire.

3 Respostas

  1. Britânico preso por fazer piada sobre aeroporto no Twitter http://sol.sapo.pt/PaginaInicial/Tecnologia/Interior.aspx?content_id=160044

  2. […] além do sismo que varreu há semanas o Haiti, seguem-se agora o Chile e a Argentina. via […]

  3. […] remotely through the use of electromagnetic waves.” Para além do sismo que varreu há semanas o Haiti, seguem-se agora o Chile e a […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: