Escumalha do Bilderberg reunida na Catalunha

Entrada curta apenas para noticiar que os criminosos do grupinho Bilderberg começam a chegar à Catalunha, Sitges, para mais um encontro conspirativo contra todos nós.

http://1.bp.blogspot.com/_7_MTr5U8xIg/SHPbjOcnT5I/AAAAAAAAAOw/QUZPiN0aN2g/s400/Clube_Bilderberg_Daniel_Estulin.jpg

Como reporta o artigo do Guardian (estranho que tenham um jornalista a cobrir «Charlie Skelton»), no encontro da Grécia estiveram presentes os Ministros das Finanças e Negócios Estrangeiros bem como o Governador do Banco da Grécia, após o encontro a Grécia está na bancarrota, como pergunta o jornalista será que a seguir é a Espanha?

O hotel escolhido é o Dolce in Sitges.

Alguns dos presentes serão como é de esperar a realeza Espanhola, nomeadamente a rainha Sofia, Marcus Agius (Presidente do Barclays Bank e um dos directores da BBC), o Presidente do Banco Mundial, Robert Zoellick , bem como diversos Euro-Comissários, e representantes das “Goldman Sachs, Microsoft, AIB, Deutsche Bank, Chase Manhattan and Royal Dutch Shell”, presumo que também não faltará alguém da Google, há que esperar pela confirmação da lista.

No ano passado o jornalista do Guardian teve uns quantos problemas, dêem olhada aqui – http://www.guardian.co.uk/world/series/charlie-skeltons-bilderberg-files

Podem seguir mais info nesta página do Prison Planet e no RussiaTV

http://muslimvillage.files.wordpress.com/2009/06/bildswed1.jpg

Parece que Teixeira dos Santos e Paulo Rangel serão uns dos convidados portugueses, claro que por certo com o sr SIC, Balsemão.

Será interessante verificar se Pedro Passos Coelho e quem sabe António Costa que já lá esteve com Rui Rio bem como “Manuela Ferreira Leite. António Barreto em 1992, Durão Barroso em 94, Joaquim Ferreira do Amaral em 99, António Guterres em 1995 ou Vítor Constâncio em 1988, são outros dos portugueses presentes a convite de Balsemão.”

Bilderberg: Teixeira dos Santos e Paulo Rangel convidados para clube secreto

Mais recentemente, foram difundidas na internet queixas do autor do livro “Clube Bilderberg – Os Senhores do Mundo”, dirigidas “a todos os bloggers portugueses a pedir ajuda”. Segundo Daniel Estulin, o livro estaria a ser perseguido e censurado em Portugal: “Têm medo que este se torne num fenómeno mundial. De facto, está a tornar-se num fenómeno mundial, uma vez que foi editado em 28 países e em 21 línguas.” Mais: “Esta carta é um pedido de ajuda. Por favor enviem-na a qualquer pessoa disposta a lutar pela liberdade de expressão.”

Powered by ScribeFire.

Israel, terrorismo de Estado, fotografias falsas e a NATO

Antes de lá mais para o fim de semana colocar a próxima entrada da semana, não posso deixar de mencionar três artigos, especialmente os dois primeiros que a seguir refiro.

Date and Time (Modified): 2010:06:02 10:37:58
YCbCr Positioning: Co-sited
Exposure Program: Aperture-priority AE
Date and Time (Original): 2006:02:07 04:49:57
Date and Time (Digitized): 2006:02:07 04:49:57

Tiff data: Taken on January 1, 2003. Oops!

  • O segundo artigo, Israeli Murders, NATO and Afghanistan, do diplomata Britânico Craig Murray, diz tudo em poucas palavras, não tendo qualquer problema em chamar os bois pelos nomes. Segundo as suas fontes parece que no HQ /Quartel General da NATO em Bruxelas, se vivem horas, dias, muito difíceis, afinal de contas Israel atacou em águas internacionais um barco com bandeira de um país da NATO, a Turquia. Murray afirma mesmo que de acordo com o Tratado a NATO é legalmente OBRIGADA a reagir uma vez que um seu membro foi vitima de um ataque por parte de um Estado que não pertence à NATO. É claro que ninguém está à espera de um ataque militar a Israel por parte da NATO, mas esta tem de levantar a sua voz em alto e bom som para defender um seu Estado membro. Mas uma das frases que mais me chamou a atenção foi sem dúvida quando Murray questiona a relação da NATO, EUA e restantes membros, pergunta ele se a NATO é realmente uma organização de defesa mútua ou serve apenas e só para defender os interesses geo-estratégicos dos EUA?!

Craig Murray – Israeli Murders, NATO and Afghanistan

What I was being told last night was very interesting indeed. NATO HQ in Brussels is today a very unhappy place. There is a strong understanding among the various national militaries that an attack by Israel on a NATO member flagged ship in international waters is an event to which NATO is obliged – legally obliged, as a matter of treaty – to react.
(…)
Therefore what is troubling the hearts and souls of non-Americans in NATO HQ is this fundamental question. Is NATO genuinely a mutual defence organisation, or is it just an instrument to carry out US foreign policy? With its unthinking defence of Israel and military occupation of Afghanistan, is US foreign policy really defending Europe, or is it making the World less safe by causing Islamic militancy?

  • Por último recomendo ainda a leitura de mais este artigo na Global Research por parte de Craig Roberts, no qual ele afirma que os EUA são um Estado fracassado.

A Plague Upon The World: The USA is a “Failed State”

Question: You said that the US was a failed state. How can that be? What do you mean?

Roberts: The war on terror, invented by the George W. Bush/Dick Cheney regime, destroyed the US Constitution and the civil liberties that the Constitution embodies. The Bill of Rights has been eviscerated. The Obama regime has institutionalized the Bush/Cheney assault on American liberty. Today, no American has any rights if he or she is accused of “terrorist” activity. The Obama regime has expanded the vague definition of “terrorist activity” to include “domestic extremist,” another undefined and vague category subject to the government’s discretion. In short, a “terrorist” or a “domestic extremist” is anyone who dissents from a policy or a practice that the US government regards as necessary for its agenda of world hegemony.
(…)

Unlike some countries, the
US is not an ethic group. It is a collection of diverse peoples united under the Constitution. When the Constitution was destroyed, the US ceased to exist. What exists today are power centers that are unaccountable. Elections mean nothing, as both parties are dependent on the same powerful interest groups for campaign funds. The most powerful interest groups are the military/security complex, which includes the Pentagon, the CIA, and the corporations that service them, the American-Israel Public Affairs Committee, the oil industry that is destroying the Gulf of Mexico, Wall Street (investment banks and hedge funds), the insurance companies, the pharmaceutical companies, and the agri-companies that produce food of questionable content.

Powered by ScribeFire.

Powered by ScribeFire.

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 66 outros seguidores