Algumas das PROSTITUTAS da Nação

WikiPortugal Sócrates e Amado autorizaram voos da CIA – Expresso.pt

“Sócrates aceitou permitir o repatriamento, caso a caso, de combatentes inimigos a partir de Guantánamo, através da base das Lajes”, nos Açores, escreve o embaixador Alfred Hoffman num telegrama remetido de Lisboa a 7 de Setembro de 2007 e citado pelo “El País”.

“Foi uma decisão difícil devido às críticas constantes dos órgãos de informação portugueses e de elementos da esquerda do seu próprio partido à ação do Governo na polémica dos voos da CIA”, escreve ainda.
(…)
Entre os documentos revelados pelo El País há ainda um telegrama de janeiro de 2007 que refere uma reunião na embaixada norte-americana em Lisboa onde participaram os socialistas José Lello e Paulo Pisco e onde alegadamente se teceram duras críticas à eurodeputada Ana Gomes, uma das pessoas que mais pressionou Portugal devido aos voos com prisioneiros de Guantánamo.
(…)
Finalmente, entre os documentos, está um outro telegrama, remetido à secretária de Estado norte-americana Condoleeza Rice, em que Portugal é considerado um “aliado” importante dos Estados Unidos.

Sócrates aprobó en secreto los vuelos desde Guantánamo · ELPAÍS.com

El primer ministro portugués, José Sócrates, y el ministro de Asuntos Exteriores, Luis Amado, autorizaron el sobrevuelo de aviones estadounidenses con prisioneros repatriados de la cárcel de Guantánamo, y el uso de la base aérea estadounidense de Lajes, en las islas Azores, aunque el Gobierno luso nunca lo ha reconocido públicamente. Varios cables de la Embajada de EE UU en Lisboa entre los años 2006 y 2009 dan cuenta de las presiones de Washington y la cautela con la que actuó el Ejecutivo portugués para autorizar dichos vuelos. Las denuncias de la existencia de prisiones clandestinas en Europa (Rumania y Polonia) y de vuelos secretos de la CIA, en los que detenidos de origen árabe, sospechosos de terrorismo, eran trasladados clandestinamente en aviones estadounidenses a Guantánamo, habían levantado una gran polvareda en Portugal.
(…)
La excelente reputación de Luis Amado en la Administración estadounidense queda reflejada en un cable enviado a la secretaria de Estado, Condoleezza Rice, por el embajador Hoffman pocos días antes de una reunión entre los dos dirigentes políticos. El diplomático destaca la tradicional lealtad de Portugal, “socio fundador de la OTAN”, y recuerda que se trata de una nación que apoyó desde el primer momento la intervención de EE UU en Irak y albergó la cumbre de las Azores antes de la guerra [la de la famosa foto de Bush, Blair y Aznar]. Un aliado que “permitió virtualmente libre acceso al espacio aéreo y marítimo portugués para los vuelos de apoyo a las operaciones militares en Irak y Afganistán, con unos 3.000 vuelos al año que pasaban por la base de Lajes”.

WikiLeaks: BCP propôs informar Washington sobre finanças do Irão – Mundo – PUBLICO.PT

O presidente do Banco Comercial Português (BCP), Carlos Santos Ferreira, propôs informar a administração norte-americana sobre as actividades financeiras do Irão como contrapartida a que os Estados Unidos não penalizassem a instituição por querer negociar com o regime de Teerão.

Wikileaks Presidente do BCP propõe dar informações sobre Irão aos EUA – Expresso.pt

Segundo o jornal espanhol, Carlos Santos Ferreira propôs “fazer trabalho de espionagem ao serviço dos Estados Unidos”, tendo “proposto ir ao Irão e, em troca, oferecer a Washington informação das atividades financeiras da República Islâmica”.

A operação, segundo um telegrama remetido em fevereiro deste ano pela embaixada norte-americana em Lisboa, conta com o “conhecimento do primeiro-ministro português, José Sócrates, e de membros do seu Governo”, referiu o jornal.
(…)
O responsável do BCP terá, segundo o telegrama citado pelo “El Pais”, “oferecido à embaixada o controlo das contas iranianas”. 
(…)

“Ainda que considere que os custos podem ser maiores do
que os benefícios, Santos Ferreira deseja estabelecer uma relação com o
Irão para ajudar o Governo dos Estados Unidos a investigar fundos e
atividades financeiras iranianas”, referiu o telegrama. 

Em concreto, de acordo com o jornal espanhol, o
responsável do BCP “oferece aos seus interlocutores na embaixada a
possibilidade que o Governo dos Estados Unidos controle as contas
iranianas no Millennium’, mediante um sistema que seja satisfatório para
as duas partes”. 

“O BCP informou o primeiro-ministro Sócrates e altos
funcionários do Governo, incluindo o Governador do Banco de Portugal, do
interesse do Irão em estabelecer uma relação com o Millennium”
, refere o
telegrama citado pelo diário. 

“Ainda que Santos Ferreira não o tenha referido
explicitamente, a embaixada acredita que, no mínimo, o Ministério dos
Negócios Estrangeiros está ao corrente da proposta do banqueiro”,

acrescenta o “El Pais”. 

Powered by ScribeFire.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: