Rapidinhas: Que fazer quando se perde $US1,3B do cliente? Invade-se o país.

No seguimento das entradas sobre a Líbia e dentro de um esquema muito semelhante empregado pela NWO «Nova (Des)Ordem Mundial» no Afeganistão, ontem encontrei mais informação que mostra bem como funciona a canalha que vai destruindo o nosso planeta.

Esta informação ajuda também a perceber melhor porque razão a primeira medida tomada pelos supostos revoltosos, que não passam de agentes da Al-CIA, foi criar um novo Banco Central.

Segundo este interessante artigo no Cryptogon, que não mais é que uma chamada de atenção para os artigos do NYTimes e do WSJournal, a corja da Goldman Sachs (recomenda-se ver o documentário Inside Job) nas suas diversas aldrabices que tem vindo a fazer ao longo dos últimos anos, perdeu 98% dos $US 1,3 biliões de dólares (confirmado por documentos internos da GS) que o fundo soberano da Líbia controlado por Muamar Kadafi lhes havia confiado para investirem em diversos negócios.

Não podendo esconder semelhante roubo, mesmo para esta corja, a GS propõe a Muamar Kadafi algo ainda mais interessante, que a Líbia se tornasse num dos maiores e mais importantes acionistas da GS.

Parece que a negociata não foi avante e como tal nada melhor que em vez de pagarem o que devem, com a preciosa ajuda do MIC (complexo industrial militar) resolvem invadir o país e ficar com o que resta das suas muitas riquezas.

Libya’s Investment With Goldman Ends in Losses, Acrimony – WSJ.com

In early 2008, Libya’s sovereign-wealth fund controlled by Col. Moammar Gadhafi gave $1.3 billion to Goldman Sachs Group to sink into a currency bet and other complicated trades. The investments lost 98% of their value, internal Goldman documents show.

What happened next may be one of the most peculiar footnotes to the global financial crisis. In an effort to make up for the losses, Goldmanoffered Libya the chance to become one of its biggest shareholders, according to documents and people familiar with the matter.

Negotiations between Goldman and the Libyan Investment Authority stretched on for months during the summer of 2009. Eventually, the talksfell apart, and nothing more was done about the lost money.
(…)

Libya was furious at Goldman over the nearly total loss of the $1.3 billion it invested in nine equity trades and one currency transaction,people involved in the matter say. A confrontation in Tripoli between atop fund executive and two Goldman officials left the bankers so rattledthat they made a panicked phone call to their bosses, these people say.
Goldman arranged for a security guard to protect them before they left Libya the next day, they say.

(…)

But that fall, the credit crisis hit with a vengeance as Lehman Brothers failed and banks all over the world faced financial  crises. The $1.3 billion of option investments were hit especially hard.
The underlying securities plunged in value and all of the trades lost money, according to an internal Goldman memo reviewed by the Journal.
The memo said the investments were worth just $25.1 million as of  February 2010—a decline of 98%.

The Long and Short of It at Goldman Sachs – New York Times

My pal, colleague and alter ego, the financial manager Phil DeMuth, culled data from a financial Web site, ABAlert.com (for “asset-backed alert”), that Goldman Sachs was one of the top 10 sellers of C.M.O.’s for the last two and a half years. From the evidence I see, Goldman was doing  this for years. It might have sold very roughly $100 billion of the stuff in that period, according to ABAlert. Goldman was doing it on a scale of billions even when Henry M. Paulson Jr., the current Treasury secretary, led the firm.

The Goldman spokesman would not comment on this except to note that other firms sold C.M.O.’s too.

The point to bear in mind, as Mr. Sloan brilliantly makes clear, is that as Goldman was peddling C.M.O.’s, it was also shorting the junk on a titanic scale through index sales — showing, at least to me, how
horrible a product it believed it was selling.

The Goldman Sachs  spokesman said that the company routinely shorts the securities it underwrites and said that this is disclosed. He noted candidly that Goldman is much more short in this sector than usual.

5 Respostas

  1. Ricardo, concordando com as tuas considerações e somando-lhe os recentes acontecimentos que têm surgido, sagas, episódios um tanto “estranhos”, para não dizer “Orwellianos”, do género da “gripe das Aves” e outras “pandemias” (agora são as hortícolas) do “HAARP”, do “olho de Osíris”, das guerras para telespectador ver, dos genocídios que não se comentam, etc… do princípio do fim do crude, das consequências do nuclear, das mentiras acerca do aquecimento global e do aumento dos oceanos, das placas tectónicas, do domínio das máquinas, etc… paralelamente e como se não bastasse: o estouro das muitas bolhas, dos escândalos (sexuais) e dos bailouts providenciais, a perda de soberania da maioria dos países cada vez mais endividados, o controle salarial das populações ainda no activo, o desemprego dos mais jovens e dos que estão perto de atingir reformas, a miséria em crescendo de muitos e obscena riqueza de uns poucos, o controle da natalidade e da informação/desinformação, etc… enfim, como diria McLuhan nos idos anos de 60: “O meio é a mensagem”. «Tenham muito medo!» Assim, eis aqui possíveis, lógicas e racionais explicações/indagações: http://thirteenthmonkey.blogspot.com/ que de certa forma complementam estas realidade que estamos a testemunhar.
    Big Money, Big pharma, Big Farming, Big “research”, big LIES.

    Fica bem.
    Bjs

    • yep…sem dúvida os 5 grandes pilares da nossa sociedade decadente!

      obrigado pelo link…interessante.

      estou a escrever uma pequena entrada com alguns links sobre o tema e esse é que me despertou a atenção.

      bjs

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: