11Set2001 – 10 anos depois, só muda o número de guerras onde os EUA estão metidos

Confesso que não tenho seguido com muita atenção o tema do 11set2001 nos últimos tempos, mas como hoje faz 10 anos a que assistimos à maior False Flag da história da humanidade, deixo aqui alguns artigos recentes sobre o tema.

 

“I’m afraid, based on my own experience, that fascism will come to America in the name of national security”Jim Garrison

“They who would give up an essential liberty for temporary security, deserve neither liberty or security.”
Benjamin Franklin

Antes de mais um sentimento de pesar por todos os que faleceram e que espero estejam em paz bem como para as suas famílias que hoje passados 10 anos ainda continuam muitas delas a debaterem-se por uma investigação séria e credível sobre o que realmente sucedeu naquele dia.

E ainda uma palavra para com Danny Jowenko, um especialista em demolições controladas, que infelizmente faleceu recentemente vítima de um acidente de viação.

Começo por me questionar, porque raio tenho eu com os meus impostos e numa altura em que o actual desgoverno corta em tudo excepto no que deve, vai a RTP esbanjar milhares em directos a partir dos EUA apenas e só para vender a propaganda do medo das Administrações criminosas de Bush/Obama?!

Se já assistiram a alguns deles, por certo terão percebido que nada acrescentam, trata-se apenas de mais choradinho, sem qualquer pensamento critico sobre o que realmente se passou e muito menos sobre o verdadeiro ataque aos Direitos, Liberdades e Privacidade a que os cidadãos dos EUA, UE etc têm sido sujeitos, cada vez mais, desde essa data.

Mas é claro que a máquina de lavar cá do burgo, tem diversos programas de lavagem, a do bilderberger mor, Balsemão, é a das que mais branco lava!

Trailer do mais recente documentário do projecto AE911Truth.org

Architects & Engineers – Solving the Mystery of WTC 7 – AE911Truth.org

Obama Extends U.S. Perpetual State Of Emergency Due To The Terrorist Threat

The Special US “Visas for Terrorists” Program

The decade’s biggest scam

Exaggerating, manipulating and exploiting the Terrorist threat for profit and power has been the biggest scam of the decade; only Wall Street’s ability to make the Government prop it up and profit from the crisis it created at the expense of everyone else can compete for that titleNothing has altered the mindset of the American citizenry more than a decade’s worth of fear-mongering  So compelling is fear-based propaganda, so beholden are our government institutions to these private Security State factions, and so unaccountable is the power bestowed by these programs, that even a full decade after the only Terrorist attacks on U.S. soil, its growth continues more or less unabated.

You Only Believe the Official 9/11 Story Because You Don’t Know the Official 9/11 Story

During the past 10 years I have not met a single individual who, after doing research on the subjectpen, switched from questioning the official narrative of the events of 9/11/2001 to believing the official narrative of those events.. It is always the other way around. Why do you think that is? There are good reasons for this, and I will try to explain this phenomenon right now.”

10 Lies Enshrined by H.Res. 391 to “Never Forget” 9/11

The official version of the events of 9/11 are deemed written in stone according to a new 5-page House Resolution (pdf) which was passed to Never Forget 9/11.  The intention is great, in theory . . . the facts completely warped.

George Washington’s Blog: Continuity of Government Measures WERE Implemented on 9/11 . . . Were They EVER Revoked?

While I have no direct evidence that the COG is still in effect, the fact that key players have said that the measures would be permanent, the continuous exaggeration by the administration of major terrorist threats, and the circumstantial evidence that the COG measures are still in effect all argue for their continued existence.

[este artigo já tem algum tempo, mas com no vídeo acima se pode comprovar, tudo está na mesma, o COG mantém-se como indica Obama]

9/11: The day we lost our privacy and power [printer-friendly] • The Register

This is not a new structural problem in journalism or politics. It can make it hard for many to argue against the jibe that they have “nothing to hide”. This is never true, of course, but it leads an informed audience away from the central harm, which is that it is the existence of uncontrolled surveillance and (critically) the power to act on its results, that causes harm to society. This is the “chilling effect”. Fear, no more and no less.

Enhanced fear has now been common currency for a decade. It could be why – following Winston Smith, the central character of 1984 – that since 9/11 we may all be headed to a time why we don’t understand anymore why privacy matters.

Para quem ainda continua a acreditar que os governos/administrações seriam incapazes de matar os seus próprios cidadãos em ataques terroristas, relembro a Operação Gladio e os planos referentes à Operação Northwoods.

Operation Northwoods, the 1960s government plan to fake terrorist attacks on the U.S.

At the core of the 9/11 Truther movement is the idea that the government staged the attacks to drum up support for a war. So much Truther evidence is laughable that it’s easy to dismiss the idea, but there exists a chilling reminder that the U.S. military was once all-too-willing to deceive and attack its own citizens for political reasons. That was the goal of Operation Northwoods.

The Informants | Mother Jones

If this sounds vaguely familiar, it’s because such sting operations are a fixture in the headlines. Remember the Washington Metro bombing plot? The New York subway plot? The guys who planned to blow up the Sears Tower? The teenager seeking to bomb a Portland Christmas tree lighting? Each of those plots, and dozens more across the nation, was led by an FBI asset.”

9/11: When truth became a casualty of war

How did the 9/11 attacks impact the media?

New Documents Suggest DoD Watchdog Covered Up Intelligence Unit’s Work Tracking 9/11 Terrorists | Truthout

Senior Pentagon officials scrubbed key details about a top-secret military intelligence unit’s efforts in tracking Osama bin Laden and al-Qaeda from official reports they prepared for a Congressional committee probing the 9/11 terrorist attacks, new documents obtained by Truthout reveal.

Moreover, in what appears to be an attempt to cover up the military unit’s intelligence work on al-Qaeda and Bin Laden prior to 9/11, a September 2008 Defense Department (DoD) Inspector General’s (IG) report that probed complaints lodged by the former deputy chief of the military unit in question, the Asymmetrical Threats Division of Joint Forces Intelligence Command (JFIC), also known as DO5, about the crucial information withheld from Congress, claimed “the tracking of Usama Bin Ladin did not fall within JFIC’s mission.””

Canadian psychology prof says there is basis for 9/11 conspiracy theories

“Floyd Rudmin, with the University of Tromso, says those labelled “conspiracy theorists” with regard to 9/11, the John F. Kennedy assassination or any number of other dramatic events have good reason to doubt the explanations given to the public by authorities.”

(…)

“Rudmin notes that many of the organizations of people who question what happened on Sept. 11, 2001, are experts in architecture, aviation and military. “These are not wackos. These are professional people.”

THE BILDERBERG GROUP, THE PRESS & 9/11 : Part One / Two

Remembering 9/11: 10 Years of War

Never heard of 9/11?

Se forem levados pela calada da noite para uma prisão secreta dos EUA, não estranhem!

A escumalha que nos desgoverna, seja a actual, seja a anterior, no fundo os três partidos que vêm dando cabo do NOSSO país desde o 25 de Abril de 1974, continuam a apostar na completa destruição da nossa Soberania de mais de 800 anos.

Ora é a entrega da nossa Soberania aos alemães e franceses via a Constituição Europeia, vulgo Tratado de Lisboa, ora é de forma ainda mais subtil e velada via acordos bilaterais e não só, com as Administraçõs dos EUA, escumalha que já tem provas dadas no que ao Terrorismo de Estado concerne, ora através da venda do nosso país a preços de saldo à escumalha da Troika (no fundo os criminosos da Banca), ou ainda via a entrega dos dados relativos aos passageiros de avião ou ainda aos dados bancários dos portugueses.

Também é preciso relembrar que usando a desculpa dos Direitos de autor, se entrega de mão beijada a nossa Soberania à escumalha que designo por MAFIAA (as senhoras e senhores da RIAA, MPAA, BSA, SPA etc etc), basta olhar para o que se vai passando com o Tratado ACTA bem como com o Convention on Cybercrime

Esta gentinha que vai dando alegremente e sem serem responsabilizados criminalmente, cabo do nosso país, resolveu dar mais um passo em frente, seguindo aliás o exemplo do anterior desgoverno do putativo engenheiro Sócrates e seus acólitos [Ainda a oferta da nossa Privacidade e Soberania aos EUA], para tal o triunvirato PS, PSD e CDS no “Parlamento disse(ram) sim à partilha de dados biométricos com os EUA “.

Este caso é um exemplo muito claro do que o mentor de Bill Clinton, Quigley, embora referindo-se aos EUA, escreveu sobre o que se passa com os dois partidos políticos naquele país.

“…the two parties should be almost identical, so that the American people can throw the rascals out at any election without leading to any profound or extensive shifts in policy.” “…it should be possible to replace it, every four years if necessary, by the other party, which…will still pursue, with new vigor, approximately the same basic policies.” –Carrol Quigley

A realidade ultrapassa a ficção, ou quem sabe a ficção é transposta para a realidade, fazendo lembrar “O Processo”,de Kafka.

Aliás o senhor mudança, para pior sem dúvida, Obama de seu nome, já há tempos pretendia implementar detenções ao estilo de Minority Report e o seu PRE-CRIME.

Tendo em conta que o autentico Estado de vigilância/policial que se cada vez mais vive nos EUA e UE, é muito provavel que um dia destes um português sem culpa do que quer que seja venha a bater com os costados em alguma prisão secreta e ilegal controlada pela escumalha que desgoverna os EUA.

Até porque quer Bush/Cheney, quer Obama/Biden e seus acólitos nos respectivos partidos, têm vindo a colocar em causa ou mesmo acabar com o Habeas Corpus, aprovam pseudo-leis como a Extraordinary Rendition, que não mais é do que o rapto de pessoas, já para não falar da autorização de Obama que permite o assassinato de pessoas, incluindo cidadãos dos EUA sem que haja o devido processo legal ou ainda outras propostas como a “S.3081 – Enemy Belligerent, Interrogation, Detention, and Prosecution Act of 2010” de John Mcain.

E tudo isto por causa da ficção da história oficial dos atentados de 11Set2001 que levou a mais guerras, mais mortes, gastos monstruosos e à implementação de um verdadeiro Estado Policial nos EUA com ramificações pelo mundo inteiro, especialmente nas ditas democracias ocidentais que de democracias e Repúblicas vão tendo cada vez menos, tendo o advogado e jornalista dos EUA Glenn Greenwald num artigo muito recente apelidado de“The decade’s biggest scam”.

“The number of people worldwide who are killed by Muslim-type terrorists, Al Qaeda wannabes, is maybe a few hundred outside of war zones. It’s basically the same number of people who die drowning in the bathtub each year,” said John Mueller, an Ohio State University professor who has written extensively about the balance between threat and expenditures in fighting terrorism.

via The Los Angeles Times

Exaggerating, manipulating and exploiting the Terrorist threat for profit and power has been the biggest scam of the decade; only Wall Street’s ability to make the Government prop it up and profit from the crisis it created at the expense of everyone else can compete for that title.  Nothing has altered the mindset of the American citizenry more than a decade’s worth of fear-mongering  So compelling is fear-based propaganda, so beholden are our government institutions to these private Security State factions, and so unaccountable is the power bestowed by these programs, that even a full decade after the only Terrorist attacks on U.S. soil, its growth continues more or less unabated.”

via Salon

E tudo isto e mais [caso do “Governo quer base de dados entre Saúde e Finanças apesar de “chumbo” da CNPD”] é feito, colocando completamente de parte a CNPD, questiono-me mesmo para que raio ela servirá se nunca é tida nem achada nestes casos mais importantes.

Pergunto-me também por onde andarão os constitucionalistas e o Tribunal Cosntitucional deste país, mas claro tendo em conta que a nossa Constituição também já foi trocada pelo Tratado de Lisboa, percebo a ausência desta gentinha!

A caminho do colapso total – tumultos em Inglaterra são mais um exemplo da fórmula PRS da NWO

via http://photoshoplooter.tumblr.com/

Cada dia que passa aproxima-nos cada vez mais do colapso total da sociedade tal como a conhecemos hoje em dia, algo que é conhecido nos meios do designado Survivalism/Prepper como SHTF ou TEOTWAWKI.

A realidade é que com um planeta com recursos finitos não pode haver crescimento infinito, é simples matemática.

A sociedade que hoje conhecemos só foi possível de construir em virtude da descoberta e uso dos combustíveis fósseis, com estes a passarem ou mesmo já tendo passado o Peak Oil, vamos assistir cada vez mais a este tipo de acontecimentos, com cada vez maior gravidade, especialmente quando a fome começar a generalizar-se.

É óbvio que a tudo isto se soma a sempre presente mão da elite que a todos controla, a Banca dos senhores todo poderosos das sociedades secretas e criminosas como a Maçonaria, CFR, Trilateral, Bilderberg entre muitas outras que são quem na realidade detém o poder e controlam na sombra o planeta, usando os fantoches políticos como seus peões de ataque.

Estes tumultos só servem a elite da NWO e mais ninguém.

O objectivo como sempre é colocar todas as pessoas umas contra as outras, fomentando e aumentando as diferenças que existem, criando o caos e preparando o caminho para a introdução da moeda mundial, que na realidade o IMF/FMI já construiu.

A clássica técnica da NWO, PRS – Problem…Reaction…Solution!

Por isso mesmo já estamos hoje a assistir ao pedido por parte da maior parte da população inglesa para que a elite que a controla coloque as tropas na rua, declare a Lei Marcial e dispare sobre os cidadãos, aumentando ainda mais o controlo de uma sociedade das mais controladas do mundo, onde existem literalmente milhões de câmaras CCTV espalhadas pelas ruas.

E ninguém pára se questionar:

* Porque razão a polícia não interviu a tempo, porque razão deixou as coisas chegarem ao ponto que chegaram

* Porque razão a polícia matou a tiro uma pessoa, que supostamente foi o que desencadeou os acontecimentos numa primeira fase, sem qualquer necessidade, uma vez que podia e deveria simplesmente tê-la detido.

* Existem diversos relatos que indicam que muitos dos jovens foram pagos para causar tumultos

E claro não nos podemos esquecer de outros pormenores muito importantes:

* O Reino Unido foi um dos principais, ou mesmo o principal ideólogo do terrorismo de Estado via a Operação Gladio

* Sabe-se hoje que o Reino Unido infiltrava no IRA agentes da intelligence que fomentavam e levavam a cabo atentados terroristas

* Há não muito tempo a ex-agente do MI5, Annie Machon descreveu num artigo que cada vez mais a intelligence (incluindo privada) se infiltrava em todo o tipo de organizações por forma a torná-las cada vez mais radicais

* E não nos podemos esquecer do que se tem passado nos encontros do G20 etc, onde agentes da polícia infiltrados fomentavam, incentivavam e iniciavam os distúrbios que posteriormente eram atribuídos a grupos radicias/anarquistas pelos media fantoches ao serviço da elite da NWO

Recomendo pois que leiam estes dois interessantes artigos que explicam muita coisa, a actualidade e o que nos espera o futuro próximo.

  1. Please Don’t Riot … It’s Just What ‘They’ Want – David Icke Website
  2. 5 Reasons Why American Riots Will Be The Worst In The World : Deadline Live With Jack Blood

E já agora dêem olhada a estes dois vídeos:

Num dos artigos encontrei esta frase de Martin Luther King Jr que explica e bem que este tipo de caos não leva a nada e apenas serve a canalha da elite que nos quer destruir.

‘The limitation of riots, moral questions aside, is that they cannot win and their participants know it. Hence, rioting is not revolutionary but reactionary because it invites defeat. It involves an emotional catharsis, but it must be followed by a sense of futility.’–MLK

Há que fazer alguma coisa, sem dúvida, mas actuar da forma que se tem visto em Inglaterra é dar mais armas à canalha da elite, como tal não é a forma mais inteligente de o fazer.

P.S. ainda sobre o Peak Oil, há quem pense que o petróleo aparece, forma-se, de forma diferente da que é habitualmente mencionada, mas a verdade é que mesmo que isso seja verdade não muda em nada o que hoje e nos tempos que aí vêm se irá passar, pela simples razão que as elites da Nova (Des)Ordem Mundial (NWO) nunca irão dar a conhecer ao mundo tecnologia que já hoje possuem, com grande probabilidade desde finais dos anos 50 do século passado, a chamada Zero Point Energy, que muitos problemas resolveria.

Ainda a oferta da nossa Privacidade e Soberania aos EUA

Nestas duas entradas já havia destacado mais uns quantos crimes contra a Soberania do nosso quase milenar país pela escumalha que nos desgoverna, hoje surgiram mais algumas notícias que queria aqui destacar, sem grandes comentários, apenas a constatação de que as senhoras e senhores do poder não prestam e têm de ser removidos o mais depressa possível desses mesmos cargos, se possível directamente para a prisão, ou para um local sem oxigénio.

Já agora expliquem-me como raio é que um deputado vai ratificar o que quer que seja sem conhecer o seu conteúdo?
Estaremos a assistir por cá ao que se passou nos EUA com a aprovação do Patriot Act?

O blog Esquerda Republicana chama-lhe e bem Pré-crime, algo que o fantoche da mudança, Obama, também aprecia, tal como a sua amiga Janet Napolitano.


Portugal cede dados aos EUA sem excluir pena de morte – Portugal – DN

O acordo que os ministros da Administração Interna e da Justiça assinaram com os Estados Unidos da América (EUA) para a cedência de dados pessoais de portugueses não exclui a possibilidade de essa informação contribuir para uma condenação à morte, violando a nossa constituição. Este acordo visa o “reforço da cooperação no domínio da prevenção e do combate ao crime” e foi assinado em Julho de 2009 entre o ministro Rui Pereira, o então ministro da Justiça, Alberto Costa, e a secretária de Estado norte-americana, Janet Napolitano. Rui Pereira tinha garantido que o acordo salvaguardava a lei nacional.
O Governo tem mantido o texto secreto, sem que os deputados que o vão ratificar o conheçam ainda, mas o blogue Esquerda Republicana descobriu-o no site do Department of Homeland Security (dhs) norte-americano e publicou-o. Segundo o documento, a partilha de informação, que inclui desde dados pessoais a impressões digitais e perfis de ADN, abrange os crimes “que constituem uma infracção punível com pena privativa de liberdade de duração máxima superior a um ano ou com uma pena mais grave”.
(…)
O professor viu também outra inconstitucionalidade no texto. Diz respeito ao facto de o acordo “não criar limitações à conservação dos dados que, eventualmente, venham a ser recolhidos pelos eua”. O nosso ordenamento jurídico, “no que concerne às análises de sangue ou de outras células corporais, estatui que só podem ser utilizadas no processo em curso ou em outro já instaurado, devendo ser destruídos, por despacho de juiz, logo que não sejam necessários”.  

Esquerda Republicana: Pré-crime: ser culpado do crime antes de o crime ser cometido

O já famoso «Acordo entre os Estados Unidos da América e a República Portuguesa para reforçar a cooperação no domínio da prevenção e do combate ao crime» merece mais umas palavras. Porque o seu artigo 11º é muito interessante. Especifica de que cidadãos serão partilhados os dados. São aqueles que «irão cometer ou cometeram infracções terroristas, infracções relacionadas com terrorismo ou infracções relacionadas com um grupo ou uma associação terrorista», «estão a ser ou foram treinados para cometer as infracções referidas» ou ainda «irão cometer ou cometeram uma infracção penal, ou participam num grupo criminoso organizado ou numa associação criminosa». 

Portugal cede dados aos EUA sem excluir pena de morte- – Jornal de negócios online

Rui Pereira tinha garantido que o acordo salvaguardava a lei nacional, mas a notícia de hoje do “DN” mostra o contrário. Os deputados tem anda que ratificar o acordo, mas não conhecem o documento, que o blogue Esquerda Republicana descobriu no site do Department of Homeland Security (DHS) norte-americano e publicou. 

Governo nega que troca de dados pessoais entre Portugal e EUA viole a Constituição – Notícia Sapo – SAPO Notícias

O acordo sobre o reforço da cooperação para a prevenção e o combate ao crime entre Portugal e os EUA foi assinado a 30 de junho de 2009 e visa facultar a “troca de informações sobre atos cuja prática poderia pôr em perigo vidas humanas, sacrificadas por crimes graves e ações terroristas”, e só entrará em vigor depois de discutido e aprovado pela Assembleia da República.

Um acordo desta natureza já foi assinado por 15 Estados da União Europeia: Bulgária, República Checa, Alemanha, Estónia, Letónia, Lituânia, Hungria, Malta, Áustria, Portugal, Eslováquia, Eslovénia, Espanha e Itália.

 

Powered by ScribeFire.

Mais vigilância: Computação TRAIÇOEIRA… ‘Intel Spy Inside’

TeK > Notícias > Computadores > Novos processadores Intel “filtram” acesso a filmes HD

A Intel vai apresentar esta semana uma nova funcionalidade, a incluir na sua mais recente geração de processadores, que vai permitir aos estúdios venderem filmes em alta-definição através da Internet, para serem vistos no computador. 

A tecnologia – denominada Intel Insider – oferece protecção contra a cópia ilegal integrada no próprio hardware, dando aos produtores dos conteúdos a segurança necessária para disponibilizarem mais filmes através do canal online, defendeu o responsável de vendas da Intel, Tom Kilroy, citado pela Bloomberg

 

https://hritcu.files.wordpress.com/2007/09/trustedcomputing.jpg?w=450
(clicar na imagem para ver o vídeo) via Smiling

Parece que a intel está a acompanhar a apple no ataque as seus utilizadores/clientes.

Tal como a apple e seguindo a linha do software proprietário, do qual a microsoft, oracle, SAP entre outras são excelentes exemplos, parece que agora é a vez do hardware se tornar em algo que nunca é nosso, apenas o alugamos, uma vez que nunca temos total controlo sobre o que adquirimos, estando sempre dependentes de terceiros, tipo DRM.

Mas toda esta Computação Traiçoeira não fica por aqui, o passo seguinte é controlarem tudo o que fazemos com o hardware e software proprietário que no fundo não adquirimos mas alugamos (ver EULAs), para isso a Intel e não só, tem mais algumas cartas na manga desde o TPM «que falei aqui» (que pode ser positivo caso o utilizador seja o detentor da Endorsement crypto key), passando pelo ‘kill switch’ também da Intel até à possibilidade de desligar o sistema remotamente via mais uma vez tecnologia Intel, a vPro, que por certo dará imenso jeito aos planos de Obama para ‘desligar’ a rede.

Sinceramente necessitamos de um CPU open source, quem sabe a partir do SPARC da ex-SUN.

P.S. não esquecer que o sistema operativo da google, o ChromeOS que começará a aparecer dentro de pouco tempo em Netbooks fará uso de TPM, resta saber quem controla a Endorsement crypto key; se for o utilizador tudo bem, se for a google, não obrigado!

Cloud computing is a trap, warns GNU founder | Technology | guardian.co.uk

Web-based programs like Google’s Gmail will force people to buy into locked, proprietary systems that will cost more and more over time, according to the free software campaigner 

Trust or treachery? – CNET News (2002)

Richard Stallman, founder of the Free Software Foundation and of the GNU project for creating free versions of key Unix programs, lampooned the technology in a recent column as “treacherous computing.” 

“Large media corporations, together with computer companies such as Microsoft and Intel, are planning to make your computer obey them instead of you,” he wrote. “Proprietary programs have included malicious features before, but this plan would make it universal.”

He and others, such as Cambridge University professor Ross Anderson, argue that the intention of so-called trusted computing is to block data from consumers and other PC users, not from attackers. The main goal of such technology, they say, is “digital-rights management,” or the control of copyrighted content. Under today’s laws, copyright owners maintain control over content even when it resides on someone else’s PC–but many activists are challenging that authority.

Words to Avoid (or Use with Care) Because They Are Loaded or Confusing – GNU Project – Free Software Foundation (FSF)

There are a number of words and phrases that we recommend avoiding, or avoiding in certain contexts and usages. Some are ambiguous or misleading; others presuppose a viewpoint that we hope you disagree with. 

IT Business – Business Advantage through Technology – Channel Recent News

“This is our first microprocessor where we have one billion transistors on a single CPU like this,” Allen said. “Now we’ve built in more thermal capabilities and performance enhancements. With Sandy Bridge, we’ll still have the naming conventions for Core i3, Corei5 and Core i7.” 

Among the new performance capabilities are improved integrated graphics, faster processing and better security and trust features designed to keep the computing environment more secure.

With Intel anti-theft technology built into Sandy Bridge, Allen said users can set it up so that if their laptop gets lost or stolen, it can be shut down remotely. The microprocessor also comes with enhanced recovery and patching capabilities.

Powered by ScribeFire.

Cambada de VENDIDOS…dados dos BI portugueses oferecidos aos EUA

UPDATE: link para o site do DHS dos EUA em que mencionam a visita a Portugal bem como acordos semelhantes com “Spain, Germany, Italy, Greece and the eight new entrants to the Visa Waiver Program”; Ainda notícia no site da TVI.

Esta CAMBADA de VENDIDOS que nos vêm destruindo aos poucos bem como cedendo a nossa Soberania a outros países, à UE bem como a multinacionais e que ficam escandalizados quando tocam na sua privacidade em locais para os quais foram eleitos e onde deveriam estar a TRABALHAR em prol dos cidadãos que os elegeram, já não têm qualquer problema em OFERECEREM às Administrações criminosas dos EUA todos os dados dos cidadãos PORTUGUESES.

Governo cede dados dos BI portugueses aos Estados Unidos – Portugal – DN

Em nome da luta contra o terrorismo, os EUA querem aceder aos elementos do Arquivo de IdentificaçãoOs Estados Unidos (EUA) querem ter acesso a bases de dados biométricas e biográficas dos portugueses que constam no Arquivo de Identificação Civil e Criminal. O FBI, com a justificação da luta contra o terrorismo, quer também aceder à ainda limitada base de dados de ADN de Portugal. O acordo com o Governo português está feito e só falta ser ratificado na Assembleia da República. No entanto, este mês vai sair um parecer da Comissão Nacional de Protecção de Dados (CNPD) que alerta para os problemas que constam no texto do acordo bilateral.Em Junho de 2009, Janet Napolitano, secretária do Departamento de Segurança Interna norte-americano esteve em Portugal e firmou o acordo com os ministérios da Administração Interna e da Justiça. Em Novembro deste ano, foi pedido à CNPD um parecer. Este, segundo o DN apurou, embora não seja vinculativo, vai alertar a Assembleia da República e a Comissão dos Negócios Estrangeiros para os perigos de violação da privacidade dos portugueses que decorre deste acordo bilateral.

 

As poucas senhoras e senhores jornalistas que ainda dignificam essa profissão cuja principal função é defender a Democracia, estão à espera do quê para perguntarem aos candidatos à Presidência da República e principalmente ao actual Presidente, como é possível semelhante acordo?!!

O voto dos portugueses não legitima de forma alguma este tipo de decisões criminosas contra a nossa SOBERANIA, os nossos direitos, a nossa privacidade.

Se algo como o que é descrito nesta notícia não faz acordar os portugueses e não os leva à REVOLTA, sinceramente já não sei o que os possa acordar desta letargia profunda.

P.S. A criminosa Janet Napolitano afirmou recentemente o seguinte a propósito do Estado Policial que se vive nos aeroportos dos EUA onde a TSA humilha por completo os utilizadores desse tipo de transporte:

“I think the tighter we get on aviation, we have to also be thinking now about going on to mass transit or to trains or maritime. So, what do we need to be doing to strengthen our protections there?”
“The long-term

is, how do we get out of this having to have an ever-increasing security apparatus because of terrorists and a terrorist attack?” she said. “I think having a better understanding of what causes someone to become a terrorist will be helpful.”Janet Napolitano

Quanto à questão que a dita senhora deixa sobre as causas que levam alguém ao terrorismo, talvez esta senhora devesse deslocar-se ao Pentágono, ao FBI, bem como a Langley na Virginia e perguntar aos seus amigos da CIA, com toda a certeza que saberão responder-lhe.

Powered by ScribeFire.

Wikileaks Cablegate: Sexo, muitas MENTIRAS, but no videotapes…. [p#1]

“How is it that a team of five people has managed to release to the public more suppressed information, at that level, than the rest of the world press combined?” –Julian Assange

Update: Julian Assange foi detido sem direito a fiança.
Update II: A juntar a tudo isto a revista Times remove Julian Assange da sua votação 2010 quando ia à frente da corrida para Personalidade do ano. (ainda existem algumas dúvidas mas pelo menos a lista está mudada)

Update III: A Fox news está longe, anos luz, de ser uma fonte de notícias mas desta vez Glen Beck por incrível que possa parecer explica literalmente com desenhos a marosca das duas ‘senhoras’. Recomendo ainda os artigos de Craig Murray e do site Rixstep que complementam o vídeo da Fox. A Suécia continua sem fazer qualquer acusação a Julian Assange, querendo apenas interrogá-lo. Entrevista de Julian Assange à Time.

Tenho andado a ler imenso sobre esta mais recente incursão do site Wikileaks pelos segredos dos Estados mas a vontade de escrever sobre o tema tem faltado, estou a dar início a esta entrada num domingo de temporal, pelo menos onde vivo, não creio que fique pronta a entrada ainda neste dia, mas há que começar 😉

Preparem-se que vai ser uma entrada longa 😉 e cheia de info.

Depois de começar a escrever verifico que é info a mais para apenas uma entrada como tal irei dividir a entrada em três; esta é a primeira parte.

“The very word “secrecy” is repugnant in a free and open society; and we are as a people inherently and historically opposed to secret societies, to secret oaths and to secret proceedings. We decided long ago that the dangers of excessive and unwarranted concealment of pertinent facts far outweighed the dangers which are
cited to justify it. Even today, there is little value in opposing the threat of a closed society by imitating its arbitrary restrictions. Even today, there is little value in insuring the survival of our nation if our traditions do not survive with it. And there is very grave danger
that an announced need for increased security will be seized upon by those anxious to expand its meaning to the very limits of official censorship and concealment. That I do not intend to permit to the extent that it is in my control. And no official of my Administration,  whether his rank is high or low, civilian or military, should interpret my words here tonight as an excuse to censor the news, to stifle dissent, to cover up our  mistakes or to withhold from the press and the public the facts they deserve to know.”

JFK

Começo por estabelecer os pontos sobre os quais irei escrever.

  1. Desmistificar os ataques ad hominem de que Julian Assange tem sido vitima, nomeadamente a acusação de violação de duas mulheres.
  2. Como neste blog não existe censura e todas as hipóteses podem ser alvo de pelo menos uma tentativa de investigação, deixo também no ar a possibilidade levantada mais uma vez por algumas pessoas, entre elas Webster Griffin Tarpley, de que Julian Assange possa estar ao serviço da CIA e dos amigos de George Soros. Como já escrevi mantenho tudo em aberto, no meu caso a minha dúvida acentua-se devido às declarações de Assange relativamente ao 11Set2001.
  3. O pensamento de Assange e um pouco da sua história
  4. Documentos ‘cor de rosa’
  5. Portugal e os voos da CIA, tortura e questões ao putativo engº Sócrates e seu Ministro dos Negócios Estrangeiros
  6. Documentos realmente interessantes, como a ACTA, copyright em Espanha, Coreias e China e os famosos mísseis supostamente adquiridos pelo Irão à Coreia do Norte
  7. Desmistificação dos tais mísseis por parte da Rússia e de como os media mainstream têm feito o jogo de propaganda dos EUA, não trazendo à discussão informações extremamente importantes e que negam a importância atribuida por esses mesmos media aos tais cables onde são mencionados.
  8. As ameaças de morte e a mentira da tão famosa Land of the free; Amazon Web Services, Paypal, Tableau Public e o Twitter, bem como a Visa, Mastercard e a Banca Suíça. [um excelente resumo da fuga das empresas aqui] [é interessante assinalar que a Mastercard e a Paypal continuam alegremente a fazer negócios com o KKK]
  9. Sites interessantes para seguir toda esta informação
  10. O wikileaks apesar de todos os ataques de que tem sido alvo NÃO MORRE! A ‘Insurance file‘ e próximas revelações, a Banca dos EUA.

I. Open covenants of peace, openly arrived at, after which there shall be no private international understanding of any kind but diplomacy shall proceed always frankly and in the public view.”President Woodrow WiIson put forth his Fourteen Points proposal for ending the war in a speech on January 8, 1918. In it he established the basis of a peace treaty and the foundation of a League of Nations.

1. Julian Assange e as acusações de violação

“The great enemy of the truth is very often not the lie — deliberate, contrived and dishonest — but the myth — persistent, persuasive, and unrealistic.
JFK

Assim que começaram estes ataques ad hominem a Assange, um amigo meu que gosta muito de chatear nos mails que me envia sobre o tema Wikileaks começou logo a apelidar Julian Assange (JA) de violador, por forma a rebater essa acusação completamente ridicula e desprovida de qualquer fundamento pelo que já hoje se conhece sobre ela, resolvi em 10 pontos ‘fazer um desenho’ a esse meu amigo ( que também já escrevi num comentário do TEK) sobre essas mesmas acusações baseando-me em tudo o que havia lido sobre o tema.

Ei-los.

(Desculpem a linguagem, mas às vezes não há pachorra para carneirinhos; tudo o que aqui digo se encontra em diversos artigos dos media por essa web fora)

  • ele foi para a cama com duas tipas separadamente (Anna Ardin e Sofia Wilen)
  • as tipas eram amigas (em alguns artigos, noutros conheceram-se depois)
  • não sabiam que tinham ido com o mesmo gajo para a cama
  • qdo uma contou à outra, ambas ficaram muito lixadas com ele
  • apresentam-se feitas virgens à policia e fazem queixas
  • o juiz que primeiro as ouve manda-as bugiar
  • uma desiste da queixa (não sei se já voltou novamente a trás com a sua decisão…)
  • a outra armada em estúpida ou quem sabe muito bem paga pela CIA, resolve agora continuar o processo com o argumento fantástico que se soubesse que ele tinha ido para a cama com a amiga que não teria ido para a cama com ele e que por estar arrependida acha que isso foi uma violação
  • esta mesma vaquinha afirma ainda que ficou traumatizada porque ele não terá usado preservativo, mas não estava traumatizada qd depois da noite de sexo o deixou na cama e foi ao supermercado para a seguir lhe fazer um belo pequeno-almoço.
  • Apesar de Julian Assange sempre ter acedido prestar declarações o Tribunal/Investigação sueca nunca lhe enviou/efectuou qq pedido nesse sentido.

Nestes artigos encontra-se um resumo bastante interessante de toda a tramóia destas duas senhoras e hoje sabe-se que Anna Ardin pertence a uma organização com ligações aos terroristas da CIA, Luis Posada Carriles e Carlos Alberto Montaner, através dos seus grupos anti-Cuba e anti-Castro.

Ou seja, no fundo a acusação supostamente tão grave, sobre a qual os media mainstream tanta tinta gostam de gastar, resume-se ao seguinte, ambas as mulheres aceitaram de livre vontade terem sexo com Julian Assange a grande questão é o uso ou não de preservativo!!!

Recomenda-se a leitura do guia Essential reading for any men planning to have sex in Sweden aos homens que pretendam passar umas temporadas nesse país nórdico.

Infelizmente parece que algumas pessoas com poder na Suécia resolveram fazer um serviço aos EUA e com a cumplicidade da INTERPOL (a polícia internacional com fortes e contínuas ligações a NAZIs), emite um mandato internacional contra Julian Assange, mandato esse nada credível até porque nunca havia sido emitido algo deste género contra ninguém, especialmente porque o acusado sempre pediu para ser ouvido.

Mais info sobre este tópico:

”I have much respect for my father and his cause, and these ridiculously ill-handled allegations of sexual abuse serve only to distract from the audacious awesomeness that he has actually done.”Daniel Assange

2010-12-05: Sweden case updates [Update 1] | WL Central

“In Sweden it’s quite bizarre though, because the chief prosecutor, the director of public prosecution in Sweden dropped the entire case against him, saying there was absolutely nothing for him to face, back in
September.
And then, a few weeks ago, after the intervention of a Swedish politician, a new prosecutor, not in Stockholm, where Julian and these women had been, but in Gothenburg, began a new case, which of
course has resulted in these warrants and of course the Interpol red notice being put out across this week.


It does seem to be a political stunt, I mean, I have, and his Swedish lawyer, have been trying to get in touch with the prosecutors since August. Now, usually, it’s the prosecutor who does the pursuing, not the pursued. And in this particular case, Julian Assange has tried to vindicate himself, has tried to meet with the prosecutors, to have his
good name restored.”

2. Será o Wikileaks uma super manobra de bastidores por parte da Intelligence do Governo Sombra dos EUA com os habituais cúmplices como George Soros?

Continuo sem ter dados para responder a esta questão, embora hajam alguns que me mantém alerta.

  • O que JA afirmou ao jornal Belfast Telegraph sobre os atentados do 11Set2001 e as pessoas que continuam a pedir uma investigação verdadeiramente INDEPENDENTE e RIGOROSA, quer do ponto de vista científico quer judicial. “What about 9/11? “I’m constantly annoyed that people are distracted by false conspiracies such as 9/11, when all around we provide evidence of real conspiracies, for war or mass financial fraud.” What about the Bilderberg conference? “That is vaguely conspiratorial, in a networking sense. We have published their meeting notes.”
    — Julian Assange
  • Julian Assange pelo que escreveu no seu antigo blog, IQ.org, que neste momento só se pode aceder via a Wayback Machine, também parece concordar com as Ecotretas (AGW e Alterações Climáticas), ainda que o Wikileaks tenha divulgado os mails relativos ao escândalo Climategate e agora também haja info nos Cables.
  • Algumas das histórias que Webster Tarpley menciona nesta entrevista a Alex Jones.
  • O facto dos jornais que JA escolheu para divulgar estes dados do cablegate e os anteriores do Iraque e do Afeganistão serem usados pela Intelligence para todo o tipo de propaganda, basta dar o exemplo do NYTimes que foi um dos principais jornais dos EUA a vender a mentira das WMD (armas de destruição massiva e a pseudo-ligação de Bin Laden a Sadam Hussein) que levou à invasão do Iraque e de toda a carnificina que se tem seguido.
  • Custa-me a crer que alguém como JA que na realidade tem colocado cá fora com a ajuda como é óbvio dos diversos whisleblowers, dados realmente muito incómodos para os EUA e não só, continue ainda a respirar e não tenha sido liquidado logo que o site Wikileaks começou a ganhar visibilidade. Custa-me a crer que a Intelligence dos EUA, Israel, Paquistão, Rússia ou outros, tenha permitido que JA se passeasse e desse entrevistas e palestras um pouco por todo o mundo.
  • Apesar das contribuições de cidadãos anónimos, onde até eu me incluo, e que pelo que se sabe têm gerado algum dinheiro, ainda assim será que é suficiente para tudo isto? Ou será que há algo mais que não sabemos, até porque até hoje as contas do Wikileaks não são totalmente transparentes ainda que JA agora tenha afirmado que dentro de muito pouco tempo estarão à vista de todos.
  • As criticas de John Young do site Cryptome.

3. O pensamento de Julian Assange e um pouco da sua história

Já aqui no blog escrevi sobre JA, como tal vou apenas limitar-me nesta entrada a deixar alguns links relativos a entradas que JA escreveu no seu antigo blog bem como diversas intervenções suas numa mailing list relativa a criptografia e underground.

Da mailing list Cypherpunks ficamos a conhecer algum do pensamento de JA bem como alguns pormenores geek interessantes como usar GNU/Linux e FreeBSD bem como a opção pelo editor Emacs, criar software de cifra etc.

“To radically shift regime behavior we must think clearly and boldly for if we have learned anything, it is that regimes do not want to be changed. We must think beyond those who have gone before us, and discover technological changes that embolden us with ways to act in which our forebears could not. Firstly we must understand what aspect of government or neocorporatist behavior we wish to change or remove. Secondly we must develop a way of thinking about this behavior that is strong enough carry us through the mire of politically distorted language, and into a position of clarity. Finally must use these insights to inspire within us and others a course of ennobling, and effective action.”
Julian Assange, “State and Terrorist Conspiracies”

Folha.com – Mundo – Inimigo nº 2 dos EUA, criador do WikiLeaks, mantém a vida a sete chaves – 05/12/2010

Assange não frequentou escolas regulares, por causa das mudanças, mas também porque a mãe achava que o ensino formal acabaria com o espírito livre do filho.

Christine o educava em casa, e ele virou uma espécie de rato de biblioteca, lendo tudo o que caia em suas mãos.

Seu conhecimento diverso fica claro em algumas entrevistas, quando consegue discorrer sobre história americana, leis britânicas, literatura, matemática ou física.

Ainda adolescente, Assange se interessou por computadores e por maneiras de invadir sistemas e mostrar suas vulnerabilidades. Chegou a ser detido em 1991, na Austrália, por agir como hacker.

Julian Assange Writes on Cypherpunks 1995-2002

Julian Assange along with John Young and some 1400 others were on the Cypherpunks mail list (crypto, politics) from late in 1995 to 2002 (and beyond, Young is among few still on the now very quiet list). Below are Julian’s messages from 1995-98 to 2001-02. Taking them out of the raucous and disputatious context omits a lot about the Cypherpunks vitality and range of interests, but they indicate Julian’s capabilities, wit, eloquence and disdain for authority — the last foretelling Wikileaks. Among the messages is his description of a program he co-invented, ”Rubberhose deniable encryption” (a/k/a Marutukku), mentioned in an interview today:

http://www.theage.com.au/national/keeper-of-secrets-20100521-w230.html

Keeper of secrets

Of no fixed address, or time zone, Assange has never publicly admitted he is the brains behind the website that has so radically rewritten the rules in the information era. (He acknowledges registering a website, Leaks.org, in 1999, but denies ever having done anything with it.) He has never even admitted his age – although this is not so hard to work out from the parts of his life that journalists have so far been able to piece together.

”Are you 38?” I ask. He gives an unintelligible response. So that’s a yes? ”Something like that.”

Julian Assange answers your questions | World news | guardian.co.uk

The founder of WikiLeaks, Julian Assange, answers readers’ questions about the release of more than 250,000 US diplomatic cables

Media Diary Blog | The Australian

These things have stayed with me. WikiLeaks was created around these core values. The idea, conceived in Australia , was to use internet technologies in new ways to report the truth.

WikiLeaks coined a new type of journalism: scientific journalism. We work with other media outlets to bring people the news, but also to prove it is true. Scientific journalism allows you to read a news story, then to click online to see the original document it is based on. That way you can judge for yourself: Is the story true? Did the journalist report it accurately?

Democratic societies need a strong media and WikiLeaks is part of that media. The media helps keep government honest. WikiLeaks has revealed some hard truths about the Iraq and Afghan wars, and broken stories about corporate corruption.