TRATAR PELES ACNEICAS através de produtos NATURAIS (Cura para o acne IV)

Depois de um comentário que a Sofia fez numa das entradas sobre o combate ao acne, sugeri-lhe que escrevesse algo mais completo sobre o tema, aqui ficam então as suas interessantes dicas.

Obrigado Sofia!

*******

TRATAR PELES ACNEICAS

Há formas de eliminar ou, pelo menos, reduzir o acne a longo prazo, através de certos métodos ditos naturais. Os ingredientes são facilmente encontrados em lojas de produtos naturais e têm uma relação qualidade-preço-rentabilidade compensatória.

Antes de prosseguir, afirmo que não sou dermatologista, nem nutricionista ou algo ligado à área de sáude. O que será aqui referido é fruto de conhecimento obtido através de leituras e de experiências feitas por mim. O tipo de acne que tenho é ligeiro, pelo que, em casos mais graves não sei até que ponto a situação poderá ser atenuada ou resolvida. Têm de experimentar. Incito-vos a adquirir mais informação, além da exposta. Os links são só um pequeno complemento.

O que comemos é um factor a ter em conta. O estado interno do organismo repercute-se no exterior. Os alimentos que poderão contribuir para o desenvolvimento do acne são: leite, seus derivados ou os que o contenham na sua composição; produtos com açúcar adicionado, como refrigerantes e sumos de compra, bolos, gelados e chocolates; farináceos refinados… Reduzam aos poucos este tipo de alimentos, começando pelos que ingerem com mais frequência e vejam como o corpo vai reagindo.

Ter uma rotina de limpeza da pele e claro, uma toalha devidamente limpa, são importantes. Os cuidados externos da pele consistem em 4 passos: limpar, esfoliar, tonificar e hidratar. A limpeza tem como objectivo, remover a sujidade para que a pele possa cumprir a sua função excretora e a esfoliação ajuda nesse processo removendo as células mortas; a tonificação irá estreitar os poros dilatados, típicos da pele oleosa, havendo tónicos que ajudam a manter equilibrado o nível de pH da pele; e a hidratação tem o intuito de manter a pele com um nível adequado de humidade, fornecer-lhe, por via tópica, os nutrientes de que necessita e ajudá-la a proteger-se contra as agressões externas (ex.: radiação solar, frio, sujidade).

No dia-a-dia é indispensável lavar o rosto ao acordar e ao deitar, com produtos específicos para peles oleosas. Existe um sabonete da Faith in Nature, com óleo essencial de Tea Tree, cujos resultados, meus e de outras pessoas que experimentaram, são bastante satisfatórios.

Passar água morna/tépida pela cara. Com as mãos humedecidas, pegar num pedaço de sabonete e fazer um bocado de espuma. É com essa espuma que se lava o rosto, durante uns segundos, em movimentos circulares ascendentes.

De seguida, enxagua-se, para remover o sabonete. Limpar suavemente todo o rosto, com uma toalha limpa, em sentido ascendente.

Após a lavagem, aplicar o tónico/adstringente. Faz-se uma infusão de uma das seguintes plantas. Estas são algumas das indicadas para tratar peles acneica:

– Tomilho (Thymus Vulgaris L.);

– Malvas (Malva Sylvestris L.);

– Alecrim/Rosmaninho (Rosmarinus officinalis);

– Camomila (Matricaria Chamomilla L.);

– Flor de Laranjeira (Citrus Aurantium).

O efeito de algumas é mais potente do que outras. A infusão poderá ser usada para limpar o rosto ao longo do dia, se necessário. Deixar arrefecer antes da aplicação.

Por fim, aplicar um hidratante. A escolha deve recair sobre produtos específicos para peles oleosas. Se preferirem não usar creme, é indispensável adicionar e/ou manter na dieta alimentos com nutrientes de que a pele necessita (ex.: vitaminas E, C, A, ácidos gordos essenciais); ingerir água e aplicar máscaras faciais. Uma vez por semana ou, pelo menos, de quinze em quinze dias, fazer uma máscara de mel ou de abacate. O abacate é indicado especialmente para o Inverno, por ser bastante hidratante. Aplicar somente o mel pelo rosto, ou o abacate, maduro, previamente migado. Deixar actuar durante uns 15 minutos.

Limpeza complementar

Uma a duas vezes por semana, fazer uma limpeza mais “caprichada” usando argila. Esta pode ser comprada em pó e, aquando da preparação, adicionar-lhe água. Existem diversos tipos de argila, sendo, por exemplo, a argila branca e a argila rosa mais indicadas para peles sensíveis.

A argila em pó tem de ser preparada com material de vidro ou cerâmica. Não usem de todo qualquer tipo de metal.

A quantidade a usar, para uma máscara, corresponde a duas colheres de sopa. Adicionem-lhe água aos poucos até que a mistura fique com uma consistência nem muito espessa, nem muito líquida.

A argila preparada deve ser somente usada no próprio momento.

Começar por lavar a cara com o sabonete, enxaguar bem, secar um pouco e depois fazer uma vaporização.

Atenção para quem tiver problemas respiratórios. Durante a vaporização, a cabeça ficará coberta num ambiente muito abafado.

A vaporização, uma sauna facial, vai abrir os poros, permitindo a pele beneficiar das propriedades medicinais da planta adicionada, e potenciar o efeito da máscara de argila. As plantas podem ser usadas frescas ou secas. Quando se usam plantas secas, a quantidade é sempre menor.

Ferver 1,5l de água. Escolher uma das plantas medicinais já referidas e colocá-la dentro de uma bacia. Uma mão cheia ou duas de planta fresca ou, se secas, o equivalente a 3 colheres de sopa rasas. Verter a água fervida e tapar o recipiente por uns minutos.

Depois, pôr o rosto a uma distância de 40cm da bacia e cobrir a cabeça, durante 10 minutos, com um pano ou toalha para abafar.

Manter os olhos fechados e cuidado para não queimar a pele.

Após a vaporização, lavar o rosto com água tépida/morna, para não fechar os poros e aplicar a máscara de argila. Evitar mudanças bruscas de temperatura.

Não colocar argila no contorno dos olhos nem dos lábios.

Deixar a máscara actuar no máximo uns 10 minutos, a depender da temperatura ambiente. Não deixá-la secar completamente. Para removê-la, usar água tépida.

Limpar o rosto com suavidade, em movimento ascendente. É normal o rosto ficar ruborizado (avermelhado). Por fim, aplicar o tónico.

A esfoliação poderá ser feita antes da vaporização. Para quem tem o acne agravado, é preferível reduzir a frequência da esfoliação (ex.: uma vez de quinze em quinze dias ou mais) ou mesmo não fazê-la. Vai depender do quão grave é a situação. Pode piorar, além de que poderá ser muito doloroso.

Usar uma colher de sopa rasa de mel e outra de açúcar. Misturar bem.

Humedecer as mãos, pegar num bocado da mistura, esfregar as mãos e depois, no rosto, fazer movimentos suaves, circulares e em sentido ascendente.

No fim, enxaguar a cara com água tépida.

O açúcar amarelo é preferido ao branco por ser mais fino e, por isso, menos agressivo. Como o mel não é todo igual, priorizar o de Alecrim/Rosmaninho e Flor de Laranjeira. Existe também o mel de Manuka.

O mel também poderá ser usado sozinho quando a pele estiver irritada, aplicando-o na zona afectada e massajando suavemente, por uns minutos, em movimentos circulares ascendentes. Ou passar pelo rosto um bocado de algodão embebido em infusão de camomila. Isto irá acalmar a pele.

Para quem tem acne severo, adapta-se um pouco o processo. No dia-a-dia, fazer as lavagens com o sabonete e usar a infusão (tónico). Duas vezes por semana, complementar com a máscara de argila e aplicar também uma máscara de mel, após a remoção completa da máscara de argila. Não fazer a esfoliação. É importante que não insistam, nem forcem a pele. Se ela não está em condições de receber esfoliação, aguardem uns tempos. A vaporização não sei se será indicada. O importante é tratar primeiro as inflamações e deixar a pele recuperar o melhor que puder.

Além da alimentação, existem outros factores que poderão contribuir para o aparecimento do acne ou agravar o já existente, tais como, exposição solar prolongada; mexer no rosto com frequência ao longo do dia, coçar ou espremer as borbulhas; ter as zonas afectadas cobertas pelos cabelos; o stress; dormir com a maquilhagem por remover; a aplicação de produtos inadequados para o tipo de pele, entre outros.

Estas são algumas dicas que podem ser postas em prática para eliminar ou reduzir o acne. Talvez algumas pessoas obtenham mais resultados do que outras. Os efeitos começarão a surgir aos poucos. E mesmo obtendo melhoras significativas, continuem a cuidar da vossa pele com regularidade. Caso contrário, o acne indesejado reaparece.

Adenda: Se encontrarem informação sobre limão ou vinagre de cidra, tenham cuidado ao usarem estes produtos. Além de provocar bastante ardor, podem ficar com cicatrizes ou manchas. Atenção redobrada para o limão, porque a pele não pode apanhar sol após a sua utilização. Se se atreverem a usar, pelo menos diluam muito bem em água o vinagre de cidra ou o limão. Pelos motivos referidos, não me parece que sejam uma boa escolha. Há outros produtos menos agressivos e que dão bons resultados.

Alguns links para consulta:

=-=-=-=-=
Powered by Blogilo

Anúncios