Prendam Blair e já agora o resto da corja

E já agora aproveitemos e coloquemos Bush, Cheney, Rumsfeld, Powell, Barroso e Aznar atrás das grades e ainda assim ficam muitos cá fora.

Arrest Blair » Blair’s crime

The Downing Street memo, a record of a meeting in July 2002, reveals that Sir Richard Dearlove, director of the UK’s foreign intelligence service MI6, told Blair that in Washington “Military action was now seen as inevitable. Bush wanted to remove Saddam, through military action, justified by the conjunction of terrorism and WMD. But the intelligence and facts were being fixed around the policy.”

The Downing Street Memo :: What is it?

The Downing Street “Memo” is actually the minutes of a meeting, transcribed during a gathering of many of the British Prime Minister’s senior ministers on July 23, 2002. Published by The Sunday Times on May 1, 2005 this document was the first hard evidence from within the UK or US governments that exposed the truth about how the Iraq war began.

Since that time, much more information has come to light through leaks of secret government documents and the accounts of an increasing number of people who have witnessed the administration’s wrongdoing firsthand.

Powered by ScribeFire.

PCP defende OMS e já agora os interesses instalados da BIG PHARMA

Como escrevi num comentário à entrada do blog Citadino sobre este mesmo assunto, como sempre digo não existe esquerda nem direita, a corja comanda tudo.

Esquerda e direita mais uma vez limita-se a ser apenas e só mais um plano dos senhores do mundo, dividir a carneirada para melhor a controlar.

Sabe-se perfeitamente que o ser humano precisa de grupos de se sentir integrado em determinado clã, como é lógico a escumalha sabe disso e por isso mesmo criou estes dois grandes blocos de interesses que no fundo pretendem exactamente o mesmo, subjugar-nos e controlar-nos.

Deputados exigem explicações sobre vacinas – Portugal – DN

O PCP, por sua vez, “não tomará, pelo menos por agora, nenhuma iniciativa sobre esta matéria” a nível nacional. Em resposta ao DN, o partido defende ainda a OMS, que diz ser “um baluarte na defesa da saúde pública, muitas vezes contra os interesses instalados”.

Ora o que os senhores do PCP e já agora do nosso desgoverno bem como da restante pseudo-oposição, se esqueceram de perguntar, verificar, investigar e porque não, explicar a todos nós foram os seguintes problemas:

Que provas existiam sobre a perigosidade da doença? onde ela tinha realmente aparecido? como? quantas mortes haviam ocorrido na primeira fase? quem havia sido o paciente zero? Quem havia divulgado essa informação e como?

Foi pena que as senhoras e senhores que estão na AR pagos pelos nossos impostos não as tenham colocado e como tal não tenham tentado informarem-se, usando por exemplo o site do professor Michel Chossudovsky, Global Research.
Aqui fica o link para um conjunto de artigos que faz muita luz sobre algumas delas.

Tendo em conta a dificuldade de verificar com relativa facilidade se as pessoas ficavam afectadas realmente pela estirpe AH1N1, ainda para mais no país, região onde supostamente ela deflagrou e tendo em conta que os sintomas são iguais ou muito parecidos a outras estirpes; como se acreditou e sim foi apenas acreditar e não um rigoroso controlo cientifico, que os números indicados pelo México eram os correctos?
E quando falo no México o mesmo é válido para muitos outros países.

É que o incorrecto número de casos foi usado pelos media coniventes e subservientes para continuarem e fomentarem a propaganda dos grandes interesses, da Big Pharma, por forma a que políticos tolos, subservientes, cobardes, gastassem biliões em vacinas perigosas e desnecessárias.

Parece-me que os únicos casos em que a OMS e os nossos pseudo-governantes e irresponsáveis clínicos achavam por bem negar qualquer envolvimento entre mortes e esta doença foi a quando da tomada das vacinas por parte de grávidas e que deram como resultado a morte de fetos.

Que tipo de contratos foram assinados pela nossa Ministra da propaganda Saudável?

Foram do tipo dos do Reino Unido em que este ficou obrigado a adquirir um determinado número de vacinas mesmo que se provasse que estas eram desnecessárias?

Por detrás da gripe A | Económico (artigo do ex-Ministro das Finanças do PSD/CDS; Bagão Félix)

Em Portugal, onde nos foi permanentemente incutido um cenário alarmista e negro, com conferências de imprensa em catadupa “por dá cá aquela palha” e com a previsão de encerramentos temporários desde escolas a
fábricas até igrejas e práticas desportivas, houve até agora 83 mortes, valor muito aquém da gripe sazonal (2000 óbitos por ano). Ao menos que esse exagero tenha trazido uma vantagem adicional: a de incitar e habituar as pessoas a uma maior cultura de higiene e profilaxia.

As vacinas e antivirais adquiridos pelos países mais desenvolvidos sobejam por todo o lado. Primeiro por pouca certeza da OMS (duas doses da vacina primeiro e logo a seguir apenas uma), depois porque as pessoas se aperceberam de que a situação não seria tão trágica quanto se previra. Em França, por exemplo, compraram-se 94 milhões de doses e só se usaram 5%! Os grandes beneficiários desta gestão desastrosa foram, de facto, os laboratórios!

Ou pior, foram do tipo dos EUA onde a Administração Obama desresponsabilizou a Big Pharma que produzia as vacinas de qualquer problemas que viessem a ocorrer com a saúde dos cidadãos que as tomavam ou que eram obrigados a tomá-las?

Por acaso questionaram-se sobre a perigosidade de uma vacina que continha aditivos perigosos para a saúde de quem a tomasse e que como o sindicato dos enfermeiros franceses divulgou, poderia causar doenças auto-imunes como a Crohn, Lupus etc?

E porque razão na Alemanha havia vacinas com determinados componentes que apenas eram administradas à elite enquanto que para o cidadão comum existia outro tipo de vacina com os perigosos aditivos?

Ninguém com as responsabilidades que esta gentinha que está na AR supostamente deveria ter, se lembrou de ir investigar e tentar perceber se haveria alguma coisa de errado com o aparecimento da nova estirpe, como por exemplo o caso do CDC dos EUA andar a criar esta e outras estirpes supostamente como propósito de as estudar?

Alguém se preocupou em verificar as notícias sobre as mortes que ocorreram na Polónia com os testes das vacinas?

Alguém se preocupou em verificar da validade ou não das acusações que foram feitas a uma das empresas que produziam essas vacinas relativamente a terem colocado virus activos num lote de vacinas?

Alguma alminha das que estão sentadas na AR, no Governo deste país, jornalistas que se gabam de saber o que se passa nos outros países, que seguem os seus media, se lembraram de questionar se o que a jornalista da CBS, Sharyl Attkisson, uma reporter de investigação afirmava alto e em bom som que os números apresentados pelo CDC, pela OMS não faziam qualquer sentido e que estavam muito mas muito inflacionados e que serviam apenas para levar a cabo as agendas e objectivos de grupos de interesses?

Será possível que esta corja que está na AR se limite apenas a estar no Twitter a dizer parvoíces e não pesquise sobre coisas realmente importantes para a saúde dos cidadãos que os elegeram, e já agora para o bolso desses mesmos cidadãos, uma vez que o erário público é que sofre com a incompetência desta cambada.

Porque não tentaram descobrir o que se passava à volta das notícias que meios de informação que não os tradicionais, mencionavam?
Casos como os que por aqui e no blog do Bruno Fehr foram mencionados relativamente à existência meses antes do aparecimento da estirpe AH1N1 quer das patentes para essa estirpe, quer de patentes para a criação das vacinas.

[2571483.jpg]

retirada daqui

Alguém na AR questionou a Ministra,o Primeiro Ministro, os responsáveis clínicos sobre os possíveis conflitos de interesse entre a big pharma os senhor Rumsfeld e a directora do CDC dos EUA?

Para terminar e não totalmente relacionado com o caso português, pergunto directamente aos media deste mundo, se por acaso se preocuparam em saber o que teria acontecido ao microbiólogo Joseph Moshe que acusou a Baxter de estar a desenvolver uma arma biológica na Ucrânia, usando para tal a desculpa da AH1N1?

H1N1 VIP: Joseph Moshe

‘At first we were told that he had been deported to Israel, but he never arrived in Israel. Then we were told that he had been locked up at the Patton state mental hospital in San Bernadino, CA. A call to that facility (909) 425-7543 will obtain a claim that they do not have him. We called the Twin Towers Correctional Facialty in Los Angeles at 213 473-6080, and reached an employee who admitted that Joseph Moshe has been held there since 8-13-2009. He is charged with “violating a court order”. He has a Court Date on 01/25/2010 at Los Angeles Municipal Court (DIV 141) located at 11701 S. La Cienega Blvd. Los Angeles, CA.

Powered by ScribeFire.

Vigilância e Privacidade: Gmail e outros serviços possuem backdoors?

Ontem li um interessante artigo na CNN do especialista em criptografia e segurança, Bruce Schneier sobre o recente ataque da intelligence chinesa aos servidores da Google onde terão entre outras coisas visado caixas de mail de dissidentes e activistas dos direitos humanos, bem como roubado tecnologia/código da Google.

No fundo o que Schneier afirma é que diversos serviços e empresas como a Google, Microsoft, Yahoo entre outras, em virtude das leis atentatórias aos mais básicos direitos dos cidadãos que vão sendo aprovadas supostamente por países democráticos, as empresas são obrigadas a introduzirem backdoors que se transformam em verdadeiros buracos de insegurança, permitindo que quem tem conhecimento deles tenha acesso a tudo e mais alguma coisa, inclusive a telecomunicações de voz de governantes como ocorreu no caso da Grécia. [Vodafone fined €76m over Greek wiretap scandal] [Schneier: Greek Wiretapping Scandal]

A tecnologia usada para espiar o governo Grego, é exactamente igual à que a Nokia Siemens instalou no Irão ou a Cisco na China.

https://i2.wp.com/aib.de/station11.jpg
Antenas do projecto Echelon da NSA


Mas o artigo levanta-me uma questão, se a Google como é óbvio tem acesso a tudo o que está nos seus servidores sem ter de pedir licença a ninguém,nem sequer aos seus utilizadores e clientes, porque raio seria necessário uma backdoor?

Infelizmente parece-me que a Google e o seu mote de ‘não serem os maus da fita’, como recentemente se tem visto com a China e o suposto fim da censura por parte desta empresa, é apenas e só Relações Públicas e Propaganda para cidadão/utilizador comer.

Provavelmente o que se passa é que a Google bem como as outras estão ao serviço da intelligence, CIA/NSA, e necessitam de Plausible Deniability para um eventual acontecimento futuro, como tal pela frente afirmam que apenas se limitam a cumprir a lei, mas ainda assim fazendo os possíveis para manter a privacidade dos seus utilizadores (isto segundo a Google, as outras são muito mais mãos abertas), mas o problema é o que acontece verdadeiramente no backstage, por detrás de portas e é aí que entra a necessidade de uma backdoor, para um dia mais tarde virem dizer que era um buraco que desconheciam e do qual as agências de intelligence tiraram partido.

Quanto ao cumprimento da lei, até existem valores a serem cobrados por estas empresas para que os Governos acedam às informações dos seus cidadãos que estão guardadas na cloud.
Um dos casos mais controversos foi-nos dado a conhecer pelo site que denuncia este tipo de coisas, o Cryptome, que colocou online os documentos relativos a estas prácticas por parte do Yahoo.

No entanto há mais, muito mais, como o caso da Blackberry e do seu software espião que a Wired neste artigo descreve.

E assim vai o nosso triste mundo!
Por isso digo, usem e abusem de cripto nas vossas comunicações.

Para saberem mais, leiam os artigos abaixo.

NSA Secret Database Ensnared President Clinton’s Private E-mail | Threat Level | Wired.com

A secret NSA surveillance database containing millions of intercepted foreign and domestic e-mails includes the personal correspondence of former President Bill Clinton, according to the New York Times.

Officials Say U.S. Wiretaps Exceeded Law – NYTimes.com

WASHINGTON — The National Security Agency intercepted private e-mail messages and phone calls of Americans in recent months on a scale that went beyond the broad legal limits established by Congress last year, government officials said in recent interviews.

F.B.I. Violated Rules in Obtaining Phone Records, Report Says – NYTimes.com

WASHINGTON — The Federal Bureau of Investigation improperly obtained calling records for more than 3,500 telephone accounts from 2003 to 2006 without following any legal procedures, according to a newly disclosed report by the Justice Department’s inspector general.

UK.gov plans central database for all your communications • The Register

The Brown government is considering a central database of all UK communications data including times and durations of phone calls, emails and internet access for every British citizen.

The draft bill is still being considered by ministers and a Home Office spokeswoman told us no decision had yet been reached.

Sweden’s new wiretapping law ‘much worse than the Stasi’ – The Local

On June 17th the Swedish parliament is set to vote on the introduction of a new “signal surveillance” law.

What the law means is that all telephone and internet operators will be forced to attach a large cable to the state’s supercomputer, where the state will be able to keep a record of everything said in telephone conversations, surfed on the web or written on the internet.

The law can best be described by the more explanatory term “general surveillance”. Instead of just criminal suspects having their phones tapped, now everyone will be tapped via their phones, emails, web surfing, faxes etc.

Feds to give cops Internet-snooping powers

OTTAWA — Police will be given new powers to eavesdrop on Internet-based communications as part of a contentious government bill, to be announced Thursday, which Public Safety Minister Peter Van Loan has said is needed to modernize surveillance laws crafted during “the era of the rotary phone.”

The proposed legislation would force Internet service providers to allow law enforcement to tap into their systems to obtain information about users and their digital conversations.

Powered by ScribeFire.

Dollhouse, MKULTRA, Haiti e Chavez; Cinema, Séries, catástrofes e false flags

Há dias vi no FriendFeed uma entrada sobre uma série que está quase a acabar em virtude de ter sido cancelada no final da season 2, trata-se de Dollhouse, a casa das bonecas.

Achei o nome meio estranho para uma série de ficção científica e como tal resolvi dar espreitadela na Wikipedia para saber do que se tratava, como achei interessante o que por lá escreveram resolvi dar olhada no Bitsnoop para ver se apanhava por lá a primeira season, estava lá.

Tenho andado a ver é uma pena que tenha acabado, o último episódio está previsto para 29Jan2010.

O interessante da série é que retirando os adornos típicos numa série de tv, vislumbramos o projecto MKULTRA levado a cabo pela CIA.
Já agora aproveito para escrever que está no cinema o filme The Men Who Stare at Goats, baseado num livro que retrata as experiências paranormais que a intelligence e o exército dos EUA vêm fazendo ao longo das últimas décadas com o intuito de as usar como arma.

Estas experiências enquadram-se nos temas Psychological operations, First Earth Battalion bem como no Project MKULTRA, outra particularidade interessante é que um dos principais responsáveis do projecto a que o filme alude é o criador do projecto de Remote Viewing, Stargate, também levado a cabo pela intelligence dos EUA, trata-se do Major General Albert Stubblebine, que alguns de nós vimos em documentários sobre o 11Set2001/911.

Stargate Project – Wikipedia, the free encyclopedia

The
Stargate Project was the umbrella code name of one of several
sub-projects established by the U.S. Federal Government to investigate
the reality, and potential military and domestic applications, of
psychic phenomena, particularly “remote viewing”
: the purported ability
to psychically “see” events, sites, or information from a great
distance. These projects were active from the 1970s through 1995,
and followed up early psychic research done at The Stanford Research
Institute (SRI), The American Society for Psychical Research, and other
psychical research labs
.

Entrevistado há pouco tempo no decorrer do programa do ex-Governador Jesse Ventura, Conspiracy Theory (episódio Manchurian Candidate), este General afirmou que com grande probabilidade ainda hoje projectos deste tipo e eventualmente mais avançados são levados a cabo pela CIA e pelo Complexo Industrial Militar, até porque oficialmente estiveram activos até 1995.

Ainda no FriendFeed li ontem que o ditador da Venezuela, Chavez terá afirmado que o terramoto do Haiti teria sido despoletado por uma experiência militar dos EUA que se inseria no verdadeiro objectivo que seria atingir o Irão, devastando-o com diversos cataclismos do mesmo género, o que Chavez não menciona é qual a possível tecnologia que permitiria tal acontecimento.

Chavez and the Russian Fleet: U.S. Used “Earthquake Weapon” On Haiti

Earlier
this week, a Spanish newspaper quoted Venezuelan leader Hugo Chavez as
saying the U.S. Navy caused the Haiti earthquake with a tectonic
weapon.
The Venezuelan media reported that the earthquake “may be
associated with the project called HAARP, a system that can generate
violent and unexpected changes in climate,” Press TV reported on
January 21.

Como sabemos o projecto que permitiria tal coisa é a HAARP que se situa no Alaska e do qual os Russos também possuem semelhante projecto designado de Sura.

Aliás tem havido acusações de ambos os lados, Russos e Norte-Americanos sobre supostos ataques de ambos usando este tipo de armas que modificam as altas camadas da atmosfera e que permitem segundo diversas informações, gerar tremores de terra.

USA and Russia supposedly develop secret meteorological weapons – Pravda.Ru

U.S.
media quickly spread the news around. Both Russia and the U.S. were
long rumored to have been involved in the development of meteorological
weapon.
But those rumors seemed too wild to searching a grain of truth
hidden underneath. In the meantime, some Russian politicians say the
experiments have been conducted and still conducted on either side of
the ocean.
Following death and destruction caused by Katrina, The
Americans promptly unearthed the controversial interview by Vladimir
Zhirinovsky
in which he threatened to unleash floods all over the
United States when “our scientists slightly change the earth’s
gravitational field.”

Esta tecnologia teve o seu inicio em diversas teorias de um dos maiores génios que a humanidade já conheceu e que nos deu entre outras coisas a Corrente Alterna, trata-se de Nikola Testa.
Este foi o cientista que no séc.XIX propôs construir algo semelhante ao que hoje designamos por Rede Internet, uma rede de comunicações global usando as redes de energia eléctrica que ele pretendia construir.

Terá ainda sido a partir de alguns dos seus estudos e teorias sobre tecnologia electrogravítica que mais tarde Thomas Townsend Brown, levou um passo além no caminho para a fabulosa tecnologia da Anti-Gravidade.

Sobre o tema recomendo o fantástico livro “The Hunt for Zero Point: Inside the Classified World of Antigravity Technology” do jornalista inglês da Jane Defense Weekly, Nick Cook.

Mas foi através da patente do cientista Bernard J. Eastlund, que o projecto HAARP viria a tomar forma, a princípio para fins pacíficos mas que mais tarde e como é habitual degenerou e tornou-se numa poderosa arma para guerras geofísicas tal como este cientista mais tarde a designou, descontente com o caminho que tinha tomado as suas investigações de uma vida.
Bernard J. Eastlund faleceu há cerca de 3 anos.

Sobre o tema da HAARP recomendo o primeiro episódio do Conspiracy Theory de Jesse Ventura, mas acima de tudo muita leitura sobre o tema.

Para terminar deixo um repto a quem me lê, é que começou a germinar na minha cabeça, provavelmente sem grande sentido, uma teoria segundo a qual os senhores do mundo mostrando toda a sua arrogância e desfaçatez e para seu enorme prazer, presumo, nos vão avisando, informando sobre o que vão fazer ou têm feito, usando para tal séries e filmes.

O repto é que escrevam por aqui nos comentários séries ou filmes ou documentários cujo o tema sejam projectos como os que acima descrevo, false flags, novas armas, terramotos etc.

Para perceberem melhor o que digo deixo-vos o exemplo da série Dollhouse mas especialmente dois exemplos que me parecem muito importantes e interessantes, o primeiro é relativo ao episódio piloto do spin-off dos X-Files, a série The lone gunmen que no seu primeiro episódio, que foi para o ar meses antes dos atentados, mostrou uma false flag às torres gémeas usando um avião comercial.
O segundo caso ocorreu também meses antes dos atentados de Londres, tal como no caso dos atentados do 11Set2001 e a série que acima menciono, onde a BBC transmitiu uma espécie de documentário que era practicamente um decalque do que viria a acontecer meses depois.

Como alguém dizia, quando as coincidências são muitas e os beneficiados por elas são sempre os mesmos, dificilmente se pode acreditar que sejam apenas coincidências.

Powered by ScribeFire.

A Justiça portuguesa está PODRE! Será da FRUTA?

Alguns links para o youtube sobre os negócios da FRUTA ou de como este país é uma completa bandalheira, onde a corja domina e controla a Justiça.

Após ouvir algumas destas conversas, pergunto-me como é possível que esta gente não esteja toda na CADEIA?
Que mais precisam para condenar esta CORJA?

Recomendo que façam download porque os ditos videos não deverão estar muito mais tempo por lá.

Algumas dicas para facilmente fazerem o seu download usando o browser Mozilla Firefox.

1ª Opção: Instalem a extensão DownloadHelper e têm o caso arrumado

2ª Opção: Instalem a extensão Greasemonkey e após a terem instalado (têm de reiniciar o Firefox) instalem o user script Youtube without Flash Auto

E já está.
Guardem esses documentos porque farão parte da história, tipo os livros que misteriosamente desaparecem dos escaparates nacionais.

E já agora, percebam que os diversos ataques à rede Internet a que continuamente estamos a assistir, servirão para não ter-mos acesso a este tipo de coisas num futuro muito próximo.
Após a entrada em vigor da Constituição Europeia e dentro de muito pouco tempo com a entrada em vigor do Tratado ACTA, não esperem ter acesso a este tipo de denuncias a que hoje ainda podemos assistir.
Não faltará muito para estar-mos sujeitos a todo o tipo de censura tal qual aos cidadãos chineses.


ESTRELA X PORTO 12 – 2 – Escutas Pinto da Costa


ESTRELA X PORTO 12 – 1 – Escutas Pinto da Costa


Até o senhor dos Ban por cá anda! BOAVISTA X ESTRELA 2 – Escutas Pinto da Costa

Powered by ScribeFire.

O que os nossos media não nos dizem sobre o Haiti

Uma entrada curta, apenas para referir alguns artigos de jornalistas dos EUA e Canadá  que mostram bem que o caos que se vive no Haiti, se deve mais à destruição política levada a cabo por parte das Administrações dos EUA com o seu apoio a ditadores e ao não respeito das decisões políticas do haitianos, do que propriamente devida ao grave terramoto que por lá se viveu.

Aconselho ainda a leitura da entrada na wikipedia sobre este país, que demonstra bem que a Europa, nomeadamente a França no passado bem como os EUA nos dias de hoje são o verdadeiro flagelo daquela nação.

http://samrainer.files.wordpress.com/2009/04/haiti.jpg


Naomi Klein dá opinião sobre a situação no Haiti


History of a Haitian Holocaust           : Information Clearing House –  ICH
Blackwater before drinking water

There’s no such thing as a ‘natural’ disaster. 200,000 Haitians have been slaughtered by slum housing and IMF “austerity” plans.

Send in the Marines. That’s America’s response. That’s what we’re good at. The aircraft carrier USS Carl Vinson finally showed up after three days. With what? It was dramatically deployed — without any emergency relief supplies. It has sidewinder missiles and 19 helicopters.

But don’t worry, the International Search and Rescue Team, fully equipped and self-sufficient for up to seven days in the field, deployed immediately with ten metric tons of tools and equipment, three tons of water, tents, advanced communication equipment and water purifying capability. They’re from Iceland.

Our role in Haiti’s plight | Peter Hallward | Comment is free | The Guardian

The noble “international community” which is currently scrambling to send its “humanitarian aid” to Haiti is largely responsible for the extent of the suffering it now aims to reduce. Ever since the US invaded and occupied the country in 1915, every serious political attempt to allow Haiti’s people to move (in former president Jean-Bertrand Aristide’s phrase) “from absolute misery to a dignified poverty” has been violently and deliberately blocked by the US government and some of its allies.

Aristide’s own government (elected by some 75% of the electorate) was the latest victim of such interference, when it was overthrown by an internationally sponsored coup in 2004 that killed several thousand people and left much of the population smouldering in resentment.
The UN has subsequently maintained a large and enormously expensive stabilisation and pacification force in the country.

The Militarization of Emergency Aid to Haiti: Is it a Humanitarian Operation or an Invasion? (a versão em português mais a baixo)

Haiti has a longstanding history of US military intervention and occupation going back to the beginning of the 20th Century. US interventionism has contributed to the destruction of Haiti’s national economy and the impoverishment of its population.

The devastating earthquake is presented to World public opinion as the sole cause of the country’s predicament.

A country has been destroyed, its infrastructure demolished. Its people precipitated into abysmal poverty and despair.

Haiti’s history, its colonial past have been erased.

The US military has come to the rescue of an impoverished Nation. What is its Mandate?

Is it a Humanitarian Operation or an Invasion?

Porque os EUA devem milhares de milhões ao Haiti

Porque é que os EUA devem milhares de milhões ao Haiti? Colin Powell, antigo secretário de Estado dos EUA, definiu a sua política externa como a “regra do Pottery Barn”. Ou seja – “quem parte, paga”.

Durante 200 anos os EUA fizeram tudo para “partir” o Haiti. Estamos em dívida para com o Haiti. Não é uma questão de caridade. Estamos em dívida para com o Haiti por uma questão de justiça. Indemnizações. E não apenas os 100 milhões de dólares prometidos pelo presidente Obama – isso são trocos. Os EUA devem ao Haiti milhares de milhões – com Ms maiúsculos.

Há séculos que os EUA têm feito tudo para dar cabo do Haiti. Os EUA usaram o Haiti como uma plantação. Os EUA ajudaram a sangrar o país economicamente desde que ele se tornou independente, invadiu várias vezes o país com forças militarizadas, apoiou ditadores que violentaram a população, utilizaram o país como caixote do lixo para nossa conveniência económica, arruinaram as suas estradas e a sua agricultura, e derrubaram os eleitos pela população. Os EUA até usaram o Haiti como os antigos proprietários de plantações e esgueiravam-se para ali frequentemente para recreação sexual.

A militarização da ajuda de emergência ao Haiti

O Haiti tem uma história prolongada de intervenção militar e ocupação pelos EUA que remonta ao princípio do século XX. O intervencionismo estado-unidense contribuiu para a destruição da economia nacional do Haiti e para o empobrecimento da sua população.
O terramoto devastador é apresentado à opinião pública mundial como a causa única da situação do país.
Um país que foi destruído, cuja infraestrutura foi demolida. O seu povo precipitado na pobreza abissal e no desespero.
Na história do Haiti, o seu passado colonial foi apagado.
Os militares estado-unidenses vieram em resgate de um país empobrecido. Qual é o seu mandato?
Trata-se de uma operação humanitária ou de uma invasão?

Powered by ScribeFire.

Microsoft abre buraco no Google, razão para usar Software Livre

[update25.01.2010: Esta vulnerabilidade foi reportada à microsoft por um dos especialistas da BugSec, Meron Sellen em AGOSTO de 2009, ou seja a microsoftesteve-se marimbando para os seus clientes e utilizadores e só colocou cá fora uma correcção quase 6 meses depois, porque tudo isto se soube e como tal foi forçada a reconhecer que existiam problemas e foi obrigada a corrigi-los.
É esta a postura de uma empresa responsável? não creio! http://ur1.ca/ki4v (wired) http://ur1.ca/ki4w (kasperski) http://ur1.ca/ki4x (downloadsquad)
]

Se vivem neste planeta nos últimos dias, terão sabido que a empresa Google anda à pancada com o Governo chinês tudo porque viu os seus servidores e caixas de correio de dissidentes e activistas dos direitos humanos chineses terem sido atacadas a partir da China, com grande probabilidade pela intelligence Chinesa, a designada operação ‘Aurora’.

Para fazer vincar o seu lema de não ser má da fita, o tal de ‘be no evil’, a Google resolveu contra-atacar deixando de filtrar os seus conteúdos e buscas, algo que fazia em virtude de todas as restrições impostas pelo Governo chinês.

Apesar da Google servir de veículo de censura para o Governo chinês, é verdade que servia bem melhor os interesses de todos os chineses que gostariam de saber mais e de viver num país mais livre, do que as suas congéneres Yahoo e microsoft, uma vez que apesar da Google filtrar o que o Governo chinês impunha, era-lhe permitido informar que determinado conteúdo estava barrado, dando assim algumas pistas aos chineses sobre o que o seu Governo lhes estava a esconder algo.

Por exemplo, caso fizessem uma busca sobe o Tibete relacionada com o que por lá se tem passado, poderiam no Google não receber a informação, mas pelo menos sabiam que o seu Governo a estava a censurar uma vez que o Google os avisava de tal facto.

Escusado será dizer que o Governo chinês se apressou a dizer que quem quer estar na China, tem de obedecer às suas leis.
Estamos assim num impasse, pelo que se sabe Google e China estão em conversações.

Uma das informações que vieram a público com este caso foi de que o acesso às contas de mail dos activistas chineses, terão sido possíveis graças a uma mega vulnerabilidade considerada de Extrema Gravidade por parte da Secunia e que coloca em causa diversas versões dos browsers da microsoft, 6.x, 7.x e 8.x, ainda que a microsoft tente desinformar indicando que a versão 8.x não terá o problema, mas no mundo real e não de fantasia e desinformação da microsoft, a verdade é que mesmo a última versão esta comprometida.

https://i1.wp.com/i17.photobucket.com/albums/b68/The_Wizard_of_OZ/internet_explrer_holes.jpg

É verdade que todo o software tem bugs, erros, vulnerabilidades, incluindo o Software Livre, a grande diferença, ou melhor as diferenças mais palpáveis é que no caso do Software Livre os utilizadores têm conhecimento dos problemas assim que eles são conhecidos, tudo é transparente, e a correcção desses mesmos bugs é extremamente célere, por vezes apenas demorando algumas horas, pelo contrário o software Proprietário como é o caso do software da microsoft, para além de inúmeras vezes a empresa esconder esses bugs aos seus clientes que pagam e bem o seu software, ainda demoram muito, muito tempo a corrigi-los, levando por vezes anos.

Hoje mesmo leio que a microsoft nos seus sistemas operativos baseados no kernel NT, desde o NT 3.1 até ao mais recente ms-windows 7, têm uma vulnerabilidade grave com 17 anos, da qual segundo a H-online terão sido informados desde meados de 2009 e ainda hoje não a corrigiram, tendo deixado os seus clientes sem qualquer informação sobre ela, logo deixando-os vulneráveis a ataques.

Passados diversos dias após se ter conhecimento da vulnerabilidade zero-day nos browsers da microsoft, quem usa o software desta empresa continua à espera da correcção.
No entanto para remediar a situação, dois países da UE que habitualmente não estão muito de acordo 😉 França e Alemanha através das suas entidades relacionadas com as Tecnologias de Informação e Segurança, BSI na Alemanha e CERTA na França, vieram a público aconselhar os utilizadores a mudarem de browser pelo menos enquanto a microsoft não lança uma correcção.

Na Alemanha verificou-se um enorme aumento nos downloads de browsers como o livre Firefox e o proprietário Opera.

Para terminar dêem olhada ao site do Bruce Schneier e este artigo do NYT também é interessante.

E já agora se ainda usam o browser da microsoft, aproveitem este problema e deixem de usá-lo, para além de inseguro, lento e de não cumprir com as normas da W3C, incluindo as novas tags de audio e video do HTML5, mesmo a última versão 8.x, optem por browsers que vos dão segurança, rápida correcção de bugs, respeito pelas normas da W3C, rapidez e são Software Livre onde todos podem contribuir e onde não se escondem os problemas, casos do Mozilla Firefox e seus derivados, Chrome/Chromium e Iron e até o proprietário Opera que apesar de não se poder verificar tudo é históricamente cumpridor dos padrões e bastante seguro.

Official Google Blog: A new approach to China

Like many other well-known organizations, we face cyber attacks of varying degrees on a regular basis. In mid-December, we detected a highly sophisticated and targeted attack on our corporate infrastructure originating from China that resulted in the theft of intellectual property from Google. However, it soon became clear that what at first appeared to be solely a security incident–albeit a significant one–was something quite different.

First, this attack was not just on Google. As part of our investigation we have discovered that at least twenty other large companies from a wide range of businesses–including the Internet, finance, technology, media and chemical sectors–have been similarly targeted. We are currently in the process of notifying those companies, and we are also working with the relevant U.S. authorities.


Official Google Blog: A new approach to China

We have decided we are no longer willing to continue censoring our results on Google.cn, and so over the next few weeks we will be discussing with the Chinese government the basis on which we could operate an unfiltered search engine within the law, if at all. We recognize that this may well mean having to shut down Google.cn, and potentially our offices in China.


Windows hole discovered after 17 years – The H Security: News and Features

Ormandy has also published a suitable exploit which functions under Windows XP, Windows Server 2003 and 2008, Windows Vista and Windows 7. When tested by the The H’s associates at heise Security, the exploit opened a command prompt in the system context, which has the highest privilege level, under Windows XP and Windows 7. No patch has become available, although Ormandy reports that Microsoft was already informed of the hole in mid 2009.

Powered by ScribeFire.