11Set2001 – 10 anos depois, só muda o número de guerras onde os EUA estão metidos

Confesso que não tenho seguido com muita atenção o tema do 11set2001 nos últimos tempos, mas como hoje faz 10 anos a que assistimos à maior False Flag da história da humanidade, deixo aqui alguns artigos recentes sobre o tema.

 

“I’m afraid, based on my own experience, that fascism will come to America in the name of national security”Jim Garrison

“They who would give up an essential liberty for temporary security, deserve neither liberty or security.”
Benjamin Franklin

Antes de mais um sentimento de pesar por todos os que faleceram e que espero estejam em paz bem como para as suas famílias que hoje passados 10 anos ainda continuam muitas delas a debaterem-se por uma investigação séria e credível sobre o que realmente sucedeu naquele dia.

E ainda uma palavra para com Danny Jowenko, um especialista em demolições controladas, que infelizmente faleceu recentemente vítima de um acidente de viação.

Começo por me questionar, porque raio tenho eu com os meus impostos e numa altura em que o actual desgoverno corta em tudo excepto no que deve, vai a RTP esbanjar milhares em directos a partir dos EUA apenas e só para vender a propaganda do medo das Administrações criminosas de Bush/Obama?!

Se já assistiram a alguns deles, por certo terão percebido que nada acrescentam, trata-se apenas de mais choradinho, sem qualquer pensamento critico sobre o que realmente se passou e muito menos sobre o verdadeiro ataque aos Direitos, Liberdades e Privacidade a que os cidadãos dos EUA, UE etc têm sido sujeitos, cada vez mais, desde essa data.

Mas é claro que a máquina de lavar cá do burgo, tem diversos programas de lavagem, a do bilderberger mor, Balsemão, é a das que mais branco lava!

Trailer do mais recente documentário do projecto AE911Truth.org

Architects & Engineers – Solving the Mystery of WTC 7 – AE911Truth.org

Obama Extends U.S. Perpetual State Of Emergency Due To The Terrorist Threat

The Special US “Visas for Terrorists” Program

The decade’s biggest scam

Exaggerating, manipulating and exploiting the Terrorist threat for profit and power has been the biggest scam of the decade; only Wall Street’s ability to make the Government prop it up and profit from the crisis it created at the expense of everyone else can compete for that titleNothing has altered the mindset of the American citizenry more than a decade’s worth of fear-mongering  So compelling is fear-based propaganda, so beholden are our government institutions to these private Security State factions, and so unaccountable is the power bestowed by these programs, that even a full decade after the only Terrorist attacks on U.S. soil, its growth continues more or less unabated.

You Only Believe the Official 9/11 Story Because You Don’t Know the Official 9/11 Story

During the past 10 years I have not met a single individual who, after doing research on the subjectpen, switched from questioning the official narrative of the events of 9/11/2001 to believing the official narrative of those events.. It is always the other way around. Why do you think that is? There are good reasons for this, and I will try to explain this phenomenon right now.”

10 Lies Enshrined by H.Res. 391 to “Never Forget” 9/11

The official version of the events of 9/11 are deemed written in stone according to a new 5-page House Resolution (pdf) which was passed to Never Forget 9/11.  The intention is great, in theory . . . the facts completely warped.

George Washington’s Blog: Continuity of Government Measures WERE Implemented on 9/11 . . . Were They EVER Revoked?

While I have no direct evidence that the COG is still in effect, the fact that key players have said that the measures would be permanent, the continuous exaggeration by the administration of major terrorist threats, and the circumstantial evidence that the COG measures are still in effect all argue for their continued existence.

[este artigo já tem algum tempo, mas com no vídeo acima se pode comprovar, tudo está na mesma, o COG mantém-se como indica Obama]

9/11: The day we lost our privacy and power [printer-friendly] • The Register

This is not a new structural problem in journalism or politics. It can make it hard for many to argue against the jibe that they have “nothing to hide”. This is never true, of course, but it leads an informed audience away from the central harm, which is that it is the existence of uncontrolled surveillance and (critically) the power to act on its results, that causes harm to society. This is the “chilling effect”. Fear, no more and no less.

Enhanced fear has now been common currency for a decade. It could be why – following Winston Smith, the central character of 1984 – that since 9/11 we may all be headed to a time why we don’t understand anymore why privacy matters.

Para quem ainda continua a acreditar que os governos/administrações seriam incapazes de matar os seus próprios cidadãos em ataques terroristas, relembro a Operação Gladio e os planos referentes à Operação Northwoods.

Operation Northwoods, the 1960s government plan to fake terrorist attacks on the U.S.

At the core of the 9/11 Truther movement is the idea that the government staged the attacks to drum up support for a war. So much Truther evidence is laughable that it’s easy to dismiss the idea, but there exists a chilling reminder that the U.S. military was once all-too-willing to deceive and attack its own citizens for political reasons. That was the goal of Operation Northwoods.

The Informants | Mother Jones

If this sounds vaguely familiar, it’s because such sting operations are a fixture in the headlines. Remember the Washington Metro bombing plot? The New York subway plot? The guys who planned to blow up the Sears Tower? The teenager seeking to bomb a Portland Christmas tree lighting? Each of those plots, and dozens more across the nation, was led by an FBI asset.”

9/11: When truth became a casualty of war

How did the 9/11 attacks impact the media?

New Documents Suggest DoD Watchdog Covered Up Intelligence Unit’s Work Tracking 9/11 Terrorists | Truthout

Senior Pentagon officials scrubbed key details about a top-secret military intelligence unit’s efforts in tracking Osama bin Laden and al-Qaeda from official reports they prepared for a Congressional committee probing the 9/11 terrorist attacks, new documents obtained by Truthout reveal.

Moreover, in what appears to be an attempt to cover up the military unit’s intelligence work on al-Qaeda and Bin Laden prior to 9/11, a September 2008 Defense Department (DoD) Inspector General’s (IG) report that probed complaints lodged by the former deputy chief of the military unit in question, the Asymmetrical Threats Division of Joint Forces Intelligence Command (JFIC), also known as DO5, about the crucial information withheld from Congress, claimed “the tracking of Usama Bin Ladin did not fall within JFIC’s mission.””

Canadian psychology prof says there is basis for 9/11 conspiracy theories

“Floyd Rudmin, with the University of Tromso, says those labelled “conspiracy theorists” with regard to 9/11, the John F. Kennedy assassination or any number of other dramatic events have good reason to doubt the explanations given to the public by authorities.”

(…)

“Rudmin notes that many of the organizations of people who question what happened on Sept. 11, 2001, are experts in architecture, aviation and military. “These are not wackos. These are professional people.”

THE BILDERBERG GROUP, THE PRESS & 9/11 : Part One / Two

Remembering 9/11: 10 Years of War

Never heard of 9/11?

Se forem levados pela calada da noite para uma prisão secreta dos EUA, não estranhem!

A escumalha que nos desgoverna, seja a actual, seja a anterior, no fundo os três partidos que vêm dando cabo do NOSSO país desde o 25 de Abril de 1974, continuam a apostar na completa destruição da nossa Soberania de mais de 800 anos.

Ora é a entrega da nossa Soberania aos alemães e franceses via a Constituição Europeia, vulgo Tratado de Lisboa, ora é de forma ainda mais subtil e velada via acordos bilaterais e não só, com as Administraçõs dos EUA, escumalha que já tem provas dadas no que ao Terrorismo de Estado concerne, ora através da venda do nosso país a preços de saldo à escumalha da Troika (no fundo os criminosos da Banca), ou ainda via a entrega dos dados relativos aos passageiros de avião ou ainda aos dados bancários dos portugueses.

Também é preciso relembrar que usando a desculpa dos Direitos de autor, se entrega de mão beijada a nossa Soberania à escumalha que designo por MAFIAA (as senhoras e senhores da RIAA, MPAA, BSA, SPA etc etc), basta olhar para o que se vai passando com o Tratado ACTA bem como com o Convention on Cybercrime

Esta gentinha que vai dando alegremente e sem serem responsabilizados criminalmente, cabo do nosso país, resolveu dar mais um passo em frente, seguindo aliás o exemplo do anterior desgoverno do putativo engenheiro Sócrates e seus acólitos [Ainda a oferta da nossa Privacidade e Soberania aos EUA], para tal o triunvirato PS, PSD e CDS no “Parlamento disse(ram) sim à partilha de dados biométricos com os EUA “.

Este caso é um exemplo muito claro do que o mentor de Bill Clinton, Quigley, embora referindo-se aos EUA, escreveu sobre o que se passa com os dois partidos políticos naquele país.

“…the two parties should be almost identical, so that the American people can throw the rascals out at any election without leading to any profound or extensive shifts in policy.” “…it should be possible to replace it, every four years if necessary, by the other party, which…will still pursue, with new vigor, approximately the same basic policies.” –Carrol Quigley

A realidade ultrapassa a ficção, ou quem sabe a ficção é transposta para a realidade, fazendo lembrar “O Processo”,de Kafka.

Aliás o senhor mudança, para pior sem dúvida, Obama de seu nome, já há tempos pretendia implementar detenções ao estilo de Minority Report e o seu PRE-CRIME.

Tendo em conta que o autentico Estado de vigilância/policial que se cada vez mais vive nos EUA e UE, é muito provavel que um dia destes um português sem culpa do que quer que seja venha a bater com os costados em alguma prisão secreta e ilegal controlada pela escumalha que desgoverna os EUA.

Até porque quer Bush/Cheney, quer Obama/Biden e seus acólitos nos respectivos partidos, têm vindo a colocar em causa ou mesmo acabar com o Habeas Corpus, aprovam pseudo-leis como a Extraordinary Rendition, que não mais é do que o rapto de pessoas, já para não falar da autorização de Obama que permite o assassinato de pessoas, incluindo cidadãos dos EUA sem que haja o devido processo legal ou ainda outras propostas como a “S.3081 – Enemy Belligerent, Interrogation, Detention, and Prosecution Act of 2010” de John Mcain.

E tudo isto por causa da ficção da história oficial dos atentados de 11Set2001 que levou a mais guerras, mais mortes, gastos monstruosos e à implementação de um verdadeiro Estado Policial nos EUA com ramificações pelo mundo inteiro, especialmente nas ditas democracias ocidentais que de democracias e Repúblicas vão tendo cada vez menos, tendo o advogado e jornalista dos EUA Glenn Greenwald num artigo muito recente apelidado de“The decade’s biggest scam”.

“The number of people worldwide who are killed by Muslim-type terrorists, Al Qaeda wannabes, is maybe a few hundred outside of war zones. It’s basically the same number of people who die drowning in the bathtub each year,” said John Mueller, an Ohio State University professor who has written extensively about the balance between threat and expenditures in fighting terrorism.

via The Los Angeles Times

Exaggerating, manipulating and exploiting the Terrorist threat for profit and power has been the biggest scam of the decade; only Wall Street’s ability to make the Government prop it up and profit from the crisis it created at the expense of everyone else can compete for that title.  Nothing has altered the mindset of the American citizenry more than a decade’s worth of fear-mongering  So compelling is fear-based propaganda, so beholden are our government institutions to these private Security State factions, and so unaccountable is the power bestowed by these programs, that even a full decade after the only Terrorist attacks on U.S. soil, its growth continues more or less unabated.”

via Salon

E tudo isto e mais [caso do “Governo quer base de dados entre Saúde e Finanças apesar de “chumbo” da CNPD”] é feito, colocando completamente de parte a CNPD, questiono-me mesmo para que raio ela servirá se nunca é tida nem achada nestes casos mais importantes.

Pergunto-me também por onde andarão os constitucionalistas e o Tribunal Cosntitucional deste país, mas claro tendo em conta que a nossa Constituição também já foi trocada pelo Tratado de Lisboa, percebo a ausência desta gentinha!

Ainda a oferta da nossa Privacidade e Soberania aos EUA

Nestas duas entradas já havia destacado mais uns quantos crimes contra a Soberania do nosso quase milenar país pela escumalha que nos desgoverna, hoje surgiram mais algumas notícias que queria aqui destacar, sem grandes comentários, apenas a constatação de que as senhoras e senhores do poder não prestam e têm de ser removidos o mais depressa possível desses mesmos cargos, se possível directamente para a prisão, ou para um local sem oxigénio.

Já agora expliquem-me como raio é que um deputado vai ratificar o que quer que seja sem conhecer o seu conteúdo?
Estaremos a assistir por cá ao que se passou nos EUA com a aprovação do Patriot Act?

O blog Esquerda Republicana chama-lhe e bem Pré-crime, algo que o fantoche da mudança, Obama, também aprecia, tal como a sua amiga Janet Napolitano.


Portugal cede dados aos EUA sem excluir pena de morte – Portugal – DN

O acordo que os ministros da Administração Interna e da Justiça assinaram com os Estados Unidos da América (EUA) para a cedência de dados pessoais de portugueses não exclui a possibilidade de essa informação contribuir para uma condenação à morte, violando a nossa constituição. Este acordo visa o “reforço da cooperação no domínio da prevenção e do combate ao crime” e foi assinado em Julho de 2009 entre o ministro Rui Pereira, o então ministro da Justiça, Alberto Costa, e a secretária de Estado norte-americana, Janet Napolitano. Rui Pereira tinha garantido que o acordo salvaguardava a lei nacional.
O Governo tem mantido o texto secreto, sem que os deputados que o vão ratificar o conheçam ainda, mas o blogue Esquerda Republicana descobriu-o no site do Department of Homeland Security (dhs) norte-americano e publicou-o. Segundo o documento, a partilha de informação, que inclui desde dados pessoais a impressões digitais e perfis de ADN, abrange os crimes “que constituem uma infracção punível com pena privativa de liberdade de duração máxima superior a um ano ou com uma pena mais grave”.
(…)
O professor viu também outra inconstitucionalidade no texto. Diz respeito ao facto de o acordo “não criar limitações à conservação dos dados que, eventualmente, venham a ser recolhidos pelos eua”. O nosso ordenamento jurídico, “no que concerne às análises de sangue ou de outras células corporais, estatui que só podem ser utilizadas no processo em curso ou em outro já instaurado, devendo ser destruídos, por despacho de juiz, logo que não sejam necessários”.  

Esquerda Republicana: Pré-crime: ser culpado do crime antes de o crime ser cometido

O já famoso «Acordo entre os Estados Unidos da América e a República Portuguesa para reforçar a cooperação no domínio da prevenção e do combate ao crime» merece mais umas palavras. Porque o seu artigo 11º é muito interessante. Especifica de que cidadãos serão partilhados os dados. São aqueles que «irão cometer ou cometeram infracções terroristas, infracções relacionadas com terrorismo ou infracções relacionadas com um grupo ou uma associação terrorista», «estão a ser ou foram treinados para cometer as infracções referidas» ou ainda «irão cometer ou cometeram uma infracção penal, ou participam num grupo criminoso organizado ou numa associação criminosa». 

Portugal cede dados aos EUA sem excluir pena de morte- – Jornal de negócios online

Rui Pereira tinha garantido que o acordo salvaguardava a lei nacional, mas a notícia de hoje do “DN” mostra o contrário. Os deputados tem anda que ratificar o acordo, mas não conhecem o documento, que o blogue Esquerda Republicana descobriu no site do Department of Homeland Security (DHS) norte-americano e publicou. 

Governo nega que troca de dados pessoais entre Portugal e EUA viole a Constituição – Notícia Sapo – SAPO Notícias

O acordo sobre o reforço da cooperação para a prevenção e o combate ao crime entre Portugal e os EUA foi assinado a 30 de junho de 2009 e visa facultar a “troca de informações sobre atos cuja prática poderia pôr em perigo vidas humanas, sacrificadas por crimes graves e ações terroristas”, e só entrará em vigor depois de discutido e aprovado pela Assembleia da República.

Um acordo desta natureza já foi assinado por 15 Estados da União Europeia: Bulgária, República Checa, Alemanha, Estónia, Letónia, Lituânia, Hungria, Malta, Áustria, Portugal, Eslováquia, Eslovénia, Espanha e Itália.

 

Powered by ScribeFire.

Mais vigilância: Computação TRAIÇOEIRA… ‘Intel Spy Inside’

TeK > Notícias > Computadores > Novos processadores Intel “filtram” acesso a filmes HD

A Intel vai apresentar esta semana uma nova funcionalidade, a incluir na sua mais recente geração de processadores, que vai permitir aos estúdios venderem filmes em alta-definição através da Internet, para serem vistos no computador. 

A tecnologia – denominada Intel Insider – oferece protecção contra a cópia ilegal integrada no próprio hardware, dando aos produtores dos conteúdos a segurança necessária para disponibilizarem mais filmes através do canal online, defendeu o responsável de vendas da Intel, Tom Kilroy, citado pela Bloomberg

 

https://hritcu.files.wordpress.com/2007/09/trustedcomputing.jpg?w=450
(clicar na imagem para ver o vídeo) via Smiling

Parece que a intel está a acompanhar a apple no ataque as seus utilizadores/clientes.

Tal como a apple e seguindo a linha do software proprietário, do qual a microsoft, oracle, SAP entre outras são excelentes exemplos, parece que agora é a vez do hardware se tornar em algo que nunca é nosso, apenas o alugamos, uma vez que nunca temos total controlo sobre o que adquirimos, estando sempre dependentes de terceiros, tipo DRM.

Mas toda esta Computação Traiçoeira não fica por aqui, o passo seguinte é controlarem tudo o que fazemos com o hardware e software proprietário que no fundo não adquirimos mas alugamos (ver EULAs), para isso a Intel e não só, tem mais algumas cartas na manga desde o TPM «que falei aqui» (que pode ser positivo caso o utilizador seja o detentor da Endorsement crypto key), passando pelo ‘kill switch’ também da Intel até à possibilidade de desligar o sistema remotamente via mais uma vez tecnologia Intel, a vPro, que por certo dará imenso jeito aos planos de Obama para ‘desligar’ a rede.

Sinceramente necessitamos de um CPU open source, quem sabe a partir do SPARC da ex-SUN.

P.S. não esquecer que o sistema operativo da google, o ChromeOS que começará a aparecer dentro de pouco tempo em Netbooks fará uso de TPM, resta saber quem controla a Endorsement crypto key; se for o utilizador tudo bem, se for a google, não obrigado!

Cloud computing is a trap, warns GNU founder | Technology | guardian.co.uk

Web-based programs like Google’s Gmail will force people to buy into locked, proprietary systems that will cost more and more over time, according to the free software campaigner 

Trust or treachery? – CNET News (2002)

Richard Stallman, founder of the Free Software Foundation and of the GNU project for creating free versions of key Unix programs, lampooned the technology in a recent column as “treacherous computing.” 

“Large media corporations, together with computer companies such as Microsoft and Intel, are planning to make your computer obey them instead of you,” he wrote. “Proprietary programs have included malicious features before, but this plan would make it universal.”

He and others, such as Cambridge University professor Ross Anderson, argue that the intention of so-called trusted computing is to block data from consumers and other PC users, not from attackers. The main goal of such technology, they say, is “digital-rights management,” or the control of copyrighted content. Under today’s laws, copyright owners maintain control over content even when it resides on someone else’s PC–but many activists are challenging that authority.

Words to Avoid (or Use with Care) Because They Are Loaded or Confusing – GNU Project – Free Software Foundation (FSF)

There are a number of words and phrases that we recommend avoiding, or avoiding in certain contexts and usages. Some are ambiguous or misleading; others presuppose a viewpoint that we hope you disagree with. 

IT Business – Business Advantage through Technology – Channel Recent News

“This is our first microprocessor where we have one billion transistors on a single CPU like this,” Allen said. “Now we’ve built in more thermal capabilities and performance enhancements. With Sandy Bridge, we’ll still have the naming conventions for Core i3, Corei5 and Core i7.” 

Among the new performance capabilities are improved integrated graphics, faster processing and better security and trust features designed to keep the computing environment more secure.

With Intel anti-theft technology built into Sandy Bridge, Allen said users can set it up so that if their laptop gets lost or stolen, it can be shut down remotely. The microprocessor also comes with enhanced recovery and patching capabilities.

Powered by ScribeFire.

Cambada de VENDIDOS…dados dos BI portugueses oferecidos aos EUA

UPDATE: link para o site do DHS dos EUA em que mencionam a visita a Portugal bem como acordos semelhantes com “Spain, Germany, Italy, Greece and the eight new entrants to the Visa Waiver Program”; Ainda notícia no site da TVI.

Esta CAMBADA de VENDIDOS que nos vêm destruindo aos poucos bem como cedendo a nossa Soberania a outros países, à UE bem como a multinacionais e que ficam escandalizados quando tocam na sua privacidade em locais para os quais foram eleitos e onde deveriam estar a TRABALHAR em prol dos cidadãos que os elegeram, já não têm qualquer problema em OFERECEREM às Administrações criminosas dos EUA todos os dados dos cidadãos PORTUGUESES.

Governo cede dados dos BI portugueses aos Estados Unidos – Portugal – DN

Em nome da luta contra o terrorismo, os EUA querem aceder aos elementos do Arquivo de IdentificaçãoOs Estados Unidos (EUA) querem ter acesso a bases de dados biométricas e biográficas dos portugueses que constam no Arquivo de Identificação Civil e Criminal. O FBI, com a justificação da luta contra o terrorismo, quer também aceder à ainda limitada base de dados de ADN de Portugal. O acordo com o Governo português está feito e só falta ser ratificado na Assembleia da República. No entanto, este mês vai sair um parecer da Comissão Nacional de Protecção de Dados (CNPD) que alerta para os problemas que constam no texto do acordo bilateral.Em Junho de 2009, Janet Napolitano, secretária do Departamento de Segurança Interna norte-americano esteve em Portugal e firmou o acordo com os ministérios da Administração Interna e da Justiça. Em Novembro deste ano, foi pedido à CNPD um parecer. Este, segundo o DN apurou, embora não seja vinculativo, vai alertar a Assembleia da República e a Comissão dos Negócios Estrangeiros para os perigos de violação da privacidade dos portugueses que decorre deste acordo bilateral.

 

As poucas senhoras e senhores jornalistas que ainda dignificam essa profissão cuja principal função é defender a Democracia, estão à espera do quê para perguntarem aos candidatos à Presidência da República e principalmente ao actual Presidente, como é possível semelhante acordo?!!

O voto dos portugueses não legitima de forma alguma este tipo de decisões criminosas contra a nossa SOBERANIA, os nossos direitos, a nossa privacidade.

Se algo como o que é descrito nesta notícia não faz acordar os portugueses e não os leva à REVOLTA, sinceramente já não sei o que os possa acordar desta letargia profunda.

P.S. A criminosa Janet Napolitano afirmou recentemente o seguinte a propósito do Estado Policial que se vive nos aeroportos dos EUA onde a TSA humilha por completo os utilizadores desse tipo de transporte:

“I think the tighter we get on aviation, we have to also be thinking now about going on to mass transit or to trains or maritime. So, what do we need to be doing to strengthen our protections there?”
“The long-term

is, how do we get out of this having to have an ever-increasing security apparatus because of terrorists and a terrorist attack?” she said. “I think having a better understanding of what causes someone to become a terrorist will be helpful.”Janet Napolitano

Quanto à questão que a dita senhora deixa sobre as causas que levam alguém ao terrorismo, talvez esta senhora devesse deslocar-se ao Pentágono, ao FBI, bem como a Langley na Virginia e perguntar aos seus amigos da CIA, com toda a certeza que saberão responder-lhe.

Powered by ScribeFire.

O Estado Policial Português do sr. Ministro da Administração Interna

Ontem li no Tek Sapo o artigo “Videovigilância avança em novos locais”, mais um artigo a somar a uns quantos que já por aqui mencionei e que demonstram o caminho que vamos trilhando!

TeK > Notícias > Telecomunicações > Videovigilância avança em novos locais

Satisfeito com os resultados obtidos no Porto, em Fátima e em Coimbra, o Governo anunciou que o sistema de videovigilância público vai estender-se a novos locais. Portimão e Óbidos, além da Amadora, de Setúbal e do Bairro Alto, em Lisboa, que já haviam sido divulgados, estão entre o conjunto de localidades visadas.

“O sistema tem dado bons resultados e por isso o Ministério da Administração Interna vai continuar a apostar nele”, garantiu Rui Pereira, ministro da Administração Interna, citado pela Lusa.

Continuamos pois a caminho de um verdadeiro Estado Policial.

Um Estado policial com Newspeak Orwelliano e tudo, segundo o ministro da Administração Interna, Rui Pereira,  controlar, vigiar, espiar os cidadãos trata-se de “um instrumento de liberdade”.

Ou nós os portugueses somos muito sui generis e o que lá fora não funciona aqui funciona, ou o caro nunca terá ouvido falar quer dos números ridiculos de combate ao crime usando cctvs no Reino Unido (a sociedade mais vigiada por este tipo de sistemas) , ou melhor a ausência destes, nem dos potencias erros a que estes sistemas estão sujeitos, ainda que na realidade não previnem e muito menos impeçam os crimes.

Então e que tal verificar porque razão estão de baixa quase 1500 polícias, que tal lhes dar condições para estarem nas ruas fazendo o que lhes compete?!

Quanto custa toda esta vigilância?

Tal como na vigarice do Classmate Magalhães e da empresa JPSáCouto acusada de fraude fiscal e fuga ao fisco mas protegida pelo regime do sr. Sócrates e amigos também aqui serão as empresas dos amigos a instalarem e gerirem todo o equipamento de vigilância?

Não seria melhor investir esses valores em policia de proximidade?

Há 1482 polícias de baixa – Exclusivo CM – Correio da Manhã

Há 1482 elementos da PSP de baixa de norte a sul do País. O número é avançado ao CM pelo Sindicato dos Profissionais de Polícia (SPP) e representa uma considerável diminuição do número de efectivos na actividade operacional da PSP – um universo de 22 mil polícias. “Isto faz com que haja menos polícias na rua e que as esquadras fiquem cada vez mais desfalcadas, com consequências negativas no combate ao crime”, alerta António Ramos, presidente do sindicato, salientando ainda que “mais de metade” das baixas são de natureza psiquiátrica .

Powered by ScribeFire.

Weekly News: O secretismo dos EUA no WPost; Drones sobre Londres; NSA ‘Perfect Citizen’; Distopia Rockefeller

E depois de uns quantos dias de interregno, aqui ficam mais más notícias para todos nós cidadãos de supostas democracias!

Precisamos mesmo de uma verdadeira revolução!

  • Começo por um fabuloso artigo no ‘Washington Post’ da autoria de Dana Priest e William Arkin, que Glenn Greenwald do site Salon considera ser uma das melhores ou mesmo a melhor jornalista de investigação dos EUA. Trata-se da primeira parte de um longo artigo de uma investigação levada a cabo durante dois anos e que documenta grande parte do secretismo conduzido pelo Governo Secreto / Sombra, enormemente aumentado após os atentados do 11set2001, escondido da opinião pública e de qualquer controlo por parte do Congresso e entidades de supervisão. Merece sem dúvida uma leitura atenta ainda para mais quando um jornal mainstream resolve nos brindar com tanta informação e quem a tenta esconder ainda antes desta vir a público não olha a meios para a desacreditar. Recomendo mais uma vez a leitura dos artigos de Glenn Greenwald que dia após dias vai expondo muitos dos podres que se passam nos EUA.

A hidden world, growing beyond control | washingtonpost.com

The investigation’s other findings include:

* Some 1,271 government organizations and 1,931 private companies work on programs related to counterterrorism, homeland security and intelligence in about 10,000 locations across the United States.

* An estimated 854,000 people, nearly 1.5 times as many people as live in Washington, D.C., hold top-secret security clearances.

* In Washington and the surrounding area, 33 building complexes for top-secret intelligence work are under construction or have been built since September 2001. Together they occupy the equivalent of almost three Pentagons or 22 U.S. Capitol buildings – about 17 million square feet of space.The Real U.S. Government – Glenn Greenwald – Salon.com

Most of what the U.S. Government does of any significance — literally — occurs behind a vast wall of secrecy, completely unknown to the citizenry. . . . Secrecy is the religion of the political class, and the prime enabler of its corruption. That’s why whistle blowers are among the most hated heretics. They’re one of the very few classes of people able to shed a small amount of light on what actually takes place.Intelcrats’ Awesomely Bad Pushback to ‘Top Secret America’ | Danger Room | Wired.com

Late last week, the Office of the Director of National Intelligence sent out the call to contractors and intelligence agencies: the Washington Post is gearing up an expose, so compile a list of your triumphs. Some of those memos have now arrived in reporters’ inboxes as pushback to the Post’s “Top Secret America” series. And wow, are some of the intelcrats’ talking points tendentious.

  • A NSA, cujo boss foi designado para chefe do Cyber Command, aproveitando a embalagem do fantoche Obama com o seu ‘interruptor’ para desligar partes da rede [que o especialista em segurança Bruce Schneier afirma ser ridículo], resolve apresentar mais um projecto por forma a avançar o seu Big Brother, trata-se do ‘Cidadão Perfeito’ (Perfect Citizen). Era sem dúvida difícil arranjar um nome mais Orwelliano para a coisa. O objectivo segundo estas alminhas é…surprise… monitorizar e proteger partes importantes da infraestrutura dos EUA, tais como redes eléctricas, centrais nucleares etc. Logo à partida existe um problema, é que este tipo de infraestruturas nunca deveriam estar acessíveis do exterior e muito menos fazerem uso de software de péssima qualidade como mais uma vez se demonstra com o mais recente BURACO da microsoft que já causou enormes problemas neste tipo de sistemas. Parece que a NSA através de mais um contracto ‘black budget’, ou seja sem qualquer controlo por parte do Congresso, atribui à Raytheon cerca de 100Milhões de dólares [como não pode ser controlado, isto será apenas a ponta do iceberg] para esta instalar diverso equipamento de vigilância nas diversas infraestruturas. Interessante é ainda um mail interno da Raytheon citado pelo WSJ que afirma que o Perfect Citizen é o Big Brother. Estão a ver é sempre para protecção dos cidadãos, nós é que somos muito desconfiados e maus cidadãos, não somos Perfeitos 😉

NSA setting up secret ‘Perfect Citizen’ spy system • The Register

The US National Security Agency (NSA) is embarking on a secret domestic surveillance project dubbed "Perfect Citizen", intended to monitor and protect important national infrastructure such as power grids and transport systems.

The Wall Street Journal, citing unnamed government and industry sources, says that the NSA has awarded a "black" (classified) $100m contract to defence contractor Raytheon which will see secret monitoring equipment installed within US networks deemed to be of national importance.Lieberman’s Model For America: Purging The Internet of Dissent

When Senator Joe Lieberman attempted to justify draconian legislation that would provide President Obama with a figurative kill switch to shut down parts of the Internet, he cited the Chinese system of Internet policing as model which America should move towards.

Search Top Secret America’s Database of Private Spooks | Danger Room | Wired.com

U.S. spy agencies, the State Department and the White House had a collective panic attack Friday over a new Washington Post exposé on the intelligence-industrial complex. Reporters Dana Priest and William Arkin let it drop Monday morning.

It includes a searchable database cataloging what an estimated 854,000 employees and legions of contractors are apparently up to. Users can now to see just how much money these government agencies are spending and where those top secret contractors are located.FOXNews.com – Is the NSA’s ‘Perfect Citizen’ the Ultimate Spying Tool?

If Perfect Citizen really is a series of sensors that monitor cyber-attacks, it’s easy to envision how this same network could be used for monitoring everyday citizens.

With any NSA program, communication is a one-way street, noted Nigam. There won’t be any new official information about the Perfect Citizen program, so it’s left to the experts to hypothesize about what it really is — and the true nature of the program, he says.

They have. And they’re worried about what the NSA is planning.
via theregister

  • Claro que os amigalhaços deste lado do atlântico não poderiam ficar atrás (diria mesmo que estão à frente) e como tal seguem-se umas quantas notícias da sociedade securitária/policial do Reino Unido. Começo por duas notícias que se complementam, ainda que uma seja de 2007, digamos que demonstra a progressão dos projectos de vigilância em terras de sua majestade. Em 2007 já a BAE se preparava em parceria com outras agências governamentais, para construir diversos drones por forma a implementar o seu uso nas cidades do Reino Unido (já por aqui referi que a UE apoia estas medidas ainda que tenha que modificar legislação), hoje o Watchkeeper baseado num drone israelita, Hermes 450, e construído pela Thales UK com peças de França e Reino Unido chegou às ilhas britânicas, ainda que apenas por ora para ser usado em conflitos como o Afeganistão e Iraque, não tardará a ser adoptado para consumo interno. Mas a BAE e o Defence Science and Technology Laboratory (DSTL) tem ainda mais uns quantos truques na manga, desde imagens de altíssima resolução analisadas por software que supostamente consegue distinguir pessoas com ‘algo a esconder’ [semelhante a um dos projectos europeus que mencionei aqui] até imagens de enorme resolução capazes de abarcarem espaços de 4km por 4km conseguindo distinguir diversos espectros [tipo o alien do filme Predator], por forma a distinguir camuflagem ou vegetação, há de tudo um pouco, com os cidadãos a pagarem a sua prisão. Para além deste tipo de vigilância e controlo, chegam ainda umas notícias nada animadoras sobre a recolha e uso de DNA em gigantescas bases de dados. Mais de 10mil bebés de Leicestershire viram o seu ADN ir parar à base de dados NHS, sem que os seus pais tivessem sequer sido informados.


via BBC

CCTV in the sky: police plan to use military-style spy drones | UK news | The Guardian

Police in the UK are planning to use unmanned spy drones, controversially deployed in Afghanistan, for the ­"routine" monitoring of antisocial motorists, ­protesters, agricultural thieves and fly-tippers, in a significant expansion of covert state surveillance.

The arms manufacturer BAE Systems, which produces a range of unmanned aerial vehicles (UAVs) for war zones, is adapting the military-style planes for a consortium of government agencies led by Kent police.BBC News – Defence lab reveals ultimate CCTV

But the imaging forms part of what the UK’s Defence Science and Technology Laboratory (DSTL) says will be used by soldiers within five years – a package of surveillance systems that can recognise insurgents or terrorists. UK’s Watchkeeper drone ‘can see footprints through cloud’ • The Register

The spyplane in question is the (in)famous Watchkeeper now under development by Thales UK for the Royal Artillery’s surveillance-drone units. Watchkeeper is a modified version of the Israeli Hermes 450 with added French and British bits and pieces. For now the British army are using ordinary Hermes 450s leased via Thales in Afghanistan, the embarrassing "Phoenix" drone having been deep-sixed without regret in 2008.

  • Nos EUA a ACLU debate-se contra a Proposition 69, uma lei votada pelos eleitores [é impressionante a lavagem de cérebro] que determina que qualquer pessoa detida sob suspeita de haver cometido um qualquer crime tem de fornecer uma amostra de DNA, independentemente de vir a ser acusada ou condenada.

Blog of Rights: Official Blog of the American Civil Liberties Union » It’s Your DNA — Or Is it?

At issue is Proposition 69, a voter-enacted law which mandates that anyone arrested on suspicion of a felony in California has to hand over a DNA sample, regardless of whether or not they are ever charged or convicted. As a result, tens of thousands of innocent Californians will be subject to a lifetime of genetic surveillance because a single police officer suspected them of a crime.

  • Para terminar, deixo ainda umas quantas pérolas,começo pela notícia que a China [como se já não chegasse o que têm] está a instalar cerca de 40mil câmeras CCTV em Xinjiang, antes das manifestações que levaram à morte de cerca de 200 pessoas. Num editorial do site Automated Buildings, Toby Considine, escreve que estamos a caminhar para um futuro onde todas as máquinas, edifícios serão usadas para nos espiarem, vigiarem e ainda por cima poderão maximizar os ganhos das empresas que as vendem à custa desta criminosa invasão de privacidade. E a cereja no topo do bolo vai para a distopia escrita pela pena dos senhores do mundo, daquilo que eles acham que será o nosso futuro, nada risonho convenhamos. Como digo eles adoram humilharem-nos dizendo-nos o que vão fazer e nós apesar de o saber-mos, quando acontece negamos, recusamo-nos a ver. Mais cego é aquele que não quer ver.

China installs 40,000 CCTV cameras in Xinjiang ahead of anniversary of deadly riots – Telegraph

China has installed 40,000 high-definition ‘Eagle-Eye’ surveillance cameras in the far west region of Xinjiang days before the first anniversary of ethnic riots that left 200 people dead. Every Machine Can Be Used To Watch You. Interested in Privacy?

What if your activities were watched and recorded so we could not only catch you for any crime but could maximize how much money we make selling you stuff? An editorial by Toby Considine over at Automated Buildings suggests that this is fast becoming the future we’re moving into.

[removido link devido aos problemas reportados pelo google – link original http://www.prisonplanet.com/rockefeller-study-outlines-doom-decade-life-for-all-but-super-wealthy-will-be-hell-on-earth.html]

In our leading article today we provide an overview of the nightmare future envisaged by a recent Rockefeller Foundation study which describes a global dictatorship tightly controlled by the world’s elite and super rich.

The Rockefeller blueprint for a new world order entitled “Scenarios for the Future of Technology and International Development” predicts four future narratives.

“The years 2010 to 2020 were dubbed the “doom decade” for good reason: the 2012 Olympic bombing, which killed 13,000, was followed closely by an earthquake in Indonesia killing 40,000, a tsunami that almost wiped out Nicaragua, and the onset of the West China Famine, caused by a once-in-a-millennium drought linked to climate change.” it continues.

Por fim dêem olhada a esta banda desenhada que alerta para os perigos de uma sociedade securitária.


via BoingBoing

Powered by ScribeFire.