Um documentário “Conspiracy of Silence US Politicians Pedophile Ring”


Conspiracy of Silence US Politicians Pedophile Ring

Conspiracy of Silence US Politicians Pedophile Ring | Conspiracy Reality TV – Documentaries, Movies and Videos

On Tuesday May 3rd 1994 this program was scheduled to air on the Discovery Channel. Influential members of congress applied pressure to the cable industry to stop the airing of the program and destroy ALL COPIES. It was already listed nationwide-wide in the April30th-May 6th edition of TV Guide and newspaper supplements. The Discovery channel and Yorkshire Television were reimbursed for the 1/4 to 1/2 MILLION dollars production costs. THIS IS THE PROGRAM THEY DIDN’T WANT YOU TO SEE!

StolenKids-ThePress: PAEDOPHILE RINGS & HOW SECRET SOCIETIES WORK

I have posted this but do NOT endorse it however I would ask you to consider what you can irrefutably discount and what is your provenance – that is what COMMENTS is for!

Thanks – the aim is that we all stop and think about what is, or is NOT being done TO US!

Once you realise that even The British police murder innocent citizens with virtual impunity – once you realise these Government Enforcers killing innocent citizens ARE acting as hit squads you start to realise what else the State may be doing to you.

HOW THE SECRET SOCIETIES PAEDOPHILE RINGS WORK

‘Blair covering up paedophile scandal?’ | www.tpuc.org

In
early 2003, British police began to close in on some top suspects in
the Operation Ore investigation, including senior members of Blair’s
government.

However, Blair issued a D-Notice, resulting
in a gag order on the press from publishing any details of the
investigation.
Blair cited the impending war in Iraq as a reason for
the D-Notice. Police also discovered links between British Labour
government paedophile suspects and the trafficking of children for
purposes of prostitution from Belgium and Portugal (including young
boys from the Casa Pia orphanage in Portugal).

Powered by ScribeFire.

O putativo engº Sócratino está a jogar à batalha naval….

Esta pequena entrada serve de complemento à anterior, À beira do ABISMO… com o alto patrocínio dos media!, sobre o caminho que este país está a tomar com os prestimosos serviços dos MEDIA subservientes ao poder instituído que lá colocaram.

Na outra entrada que aqui refiro, já havia mencionado o timing perfeito para duas notícias negativas para o país, o descalabro da Dívida Pública e mais um processo da UE por Défice EXCESSIVO, não nos esqueçamos que grande parte destas duas catástrofes são legados dos governos do PS que os MEDIA tanto admiram e apoiam, nomeadamente do governo Guterres e do putativo engº Sócratino.

Não nos esqueçamos que dos últimos 14 anos de governos, há 11 anos que a cambada do PS lá está, apenas com um intervalo de 3 anos para a cambada do PSD.
Não contentes com isso os TUGAS, resolvem dar-lhes mais uma legislatura….

Se já era estranho o timing das duas notícias acima mencionadas, que apenas vieram a lume dois dias depois das eleições, mais estranho é todo este movimento relativo à investigação dos famosos contratos dos submarinos ocorrerem apenas agora.
Coincidências, claro!

Estranho apenas para quem tem vivido noutro planeta ou na dimensão Sócratina.

A central de propaganda e criação de casos aí está com toda a força, por coincidência no dia em que o PR, Cavaco Silva irá falar ao país.

Coincidência será, nem me passaria outra coisa pela cabeça, a investigação do caso dos submarinos sair para terreno dias depois das eleições.
Como é óbvio só depois das eleições isso serviria os interesses do poder instituído e da sua máquina de propaganda.

Como é óbvio antes das eleições havia que deixar Paulo Portas e o CDS/PP em paz, por forma a ganharem embalagem e retirarem votos ao PSD.

Após o CDS/PP ter ganho 21 deputados a trégua interesseira acabou, há que os atacar com toda a energia usando as centrais de desinformação dos MEDIA e o mais grave, INSTRUMENTALIZANDO quer a Judiciária quer a Justiça.

Estamos à beira do abismo e está tudo cego que não o vêem!!!!
Infelizmente podem não ver mas iremos senti-lo e dentro de muito pouco tempo, a catástrofe será ainda maior quando em 2013 a mama da vaca da UE acabar, aí sim vai ser o desespero total.

É pois este o TRISTE país em que vivemos, uma DITADURA velada, onde o poder instituído pode, quer e manda com a cumplicidade subserviente e criminosa de quem deveria alertar os cidadãos para o que se passa, os MEDIA.

Powered by ScribeFire.

À beira do ABISMO… com o alto patrocínio dos media!

Há anos atrás um dos jogadores do plantel do grande SLB 🙂 à pergunta de um jornalista sobre o momento pelo qual passava o Benfica, teve o seguinte discurso, “Estamos à beira do abismo, mas iremos dar um passo em frente”, presumo que o que queria dizer é que iriam dar um passo atrás, mas na realidade foi o que sucedeu, foi dito assim e ocorreu assim, o SLB caiu mesmo no abismo.

Este episódio veio-me hoje à memória ao ler o artigo do JN “Temos de produzir 9 meses para pagar dívida pública”, ao ler o comentário que a Ana por aqui deixou, e ao ouvir o Professor Medina Carreira numa entrevista recente à SIC.

Já aqui havia deixado o vídeo, mas mais uma vez aconselho a verem-no.


Portugal é um grande caso BPN – 1/5

Aproveitem ainda para ouvir uma entrevista do Professor ao RCP.As entrevistas têm muito mais sumo, mas esta entrada do blog Citadino do Diogo, é uma boa síntese de algumas das coisas afirmadas pelo Professor nas diversas entrevistas.

Já agora e para as pessoas terem a noção do caminho que este triste país liderado por um putativo engenheiro, o sr Sócrates, está a levar, deixo aqui alguns do números que o Professor mencionou exactamente para os Portugueses perceberem no que se estão a meter.

Afirma ele no vídeo acima referido que os Juros e Desemprego custam ao país este ano 7000 Milhões de euros, valor igual ao que é gasto em Educação.
O TGV e mais umas coisinhas, caso venham a ver a luz do dia, custarão 450 Milhoes de euros de juros anuais.

No título afirmo que o caminho perigoso que este país está a traçar tem o alto patrocínio dos media, facilmente se percebe porquê, basta ler as notícias que apareceram dois dias depois das eleições, no timing perfeito para o putativo engenheiro.

Temos de produzir 9 meses para pagar dívida pública – JN

Seria preciso juntar a riqueza gerada pelo país durante 9 meses para pagar a dívida do Estado prevista para 2009.
(…)
De acordo com a estimativa do Governo, o Estado português vai terminar este ano a dever mais 11 mil milhões de euros do que devia no ano passado, num total que será equivalente a 74,5% do Produto Interno Bruto (PIB, a riqueza gerada por um país). A quantia reflecte o disparar o défice e chegava e sobrava para pagar o plano do comboio de alta velocidade.

Oje – o Jornal Economico – Economia – Bruxelas abre processo contra Portugal

A Comissão Europeia irá abrir em Novembro um procedimento de “défice excessivo” contra Portugal, uma situação em que se encontram mais de metade dos Estados-membros da União Europeia, que viram as suas contas
públicas derrapar com a crise.

Por onde andaram estes senhores jornalistas durante a campanha eleitoral?
Já não se tinha conhecimento disto antes? Porque não o escreveram?

Porque razão se limitaram a falar de nada sobre nada,de casos que não o eram, de faits divers sem qualquer interesse e substância para a escolha e futuro dos portugueses?

É por isto que afirmo sem qualquer medo que a maioria destas senhoras e senhores dos media PARCIAIS e FACCIOSOS não passam de um bando de papagaios cobardes com agendas obscuras que um dia serão acusados de cumplicidade pelos crimes cometidos contra Portugal e os seus cidadãos.

Powered by ScribeFire.

Quanto mais me bates mais gosto de ti…Mas tanto amor pode não chegar!

[update: esqueci-me de colocar por aqui um vídeo do professor Medina Carreira – ]

Este parece ser o mote dos tugas, sim tugas, é mesmo no sentido depreciativo que uso o termo, aliás para mim não tem outro.

Estava tudo muito revoltado com o desgoverno Sócretino, qual a melhor saída para resolver a situação?
Dar-lhe novamente a vitória, pois claro.

Com quase 40% de abstenção e com 173.266 votos brancos e nulos, nos quais me incluo (votei nulo), questiono-me porque raio irão 230 senhoras e senhores se sentarem na AR, não deveriam ser descontados destes números? Não deveriam ficar umas quantas cadeiras vazias?
Na minha modesta opinião,a resposta é SIM.

Só mais uma pequena nota, como se sabe, as legislativas são eleições para o Parlamento, ou seja, elegem deputados e não Primeiros Ministros, como tal e até o caro Presidente da República falar sobre as tais escutas, não é para mim líquido que o PR aceite a designação pelo PS do putativo engº Sócratino para o cargo de Primeiro Ministro.

Das duas uma, ou o PR andou a dar valentes tiros nos pés e até no corpo todo, ou então tem realmente algo de importante a dizer, como tal e tendo em conta que os votos do PSD+CDS/PP não dão maioria absoluta, ainda que tenham mais três deputados que o PS (pensando nos 4 deputados que faltam eleger e distribuindo 2 para o PS=98 e 2 para o PSD=80), o senhor PR poderá ter dois cenários à sua frente, tendo sempre em vista, tal como presumo, que as acusações das escutas tenham substância.

O primeiro cenário é o PR não aceitar a designação do Sócretino para Primeiro Ministro, dizendo ao PS que poderá formar governo mas não como PM aquele senhor, a Constituição confere-lhe esse poder.

Mas a constituição também lhe confere o poder de falar com os partidos e caso o 2º e o 3º partidos mais votados resolvam formar uma coligação e tendo sempre em conta que existe algo de importante a ser dito pelo PR, não me admiraria que o PR pudesse optar por essa solução, isto claro que existir algo realmente muito grave.

Ambos os cenários dependem de duas coisas muito importantes, o PR ter razão para vir a público dizer que algo de muito grave se passou entre São Bento e Belém, que quebrou qualquer confiança que poderia e deveria haver entre o PR e o PM, e claro CORAGEM por parte do PR, algo que sinceramente faltará, esta gente preocupa-se mais com os lugares e a possível reeleição do que com a Democracia e o estado do País.

A ver vamos no que isto tudo dá.

A meu ver da esquerda à direita, ninguém quererá desgovernar com o PS, isso tiraria força à CDU e BE e muito mais ao CDS/PP.

O PS irá assim ser cozido em lume brando até ser completamente arrasado, e daqui a dois anos teremos de novo eleições, os partidos da oposição todos eles, apenas devem ter em atenção uma coisa, o plano choramingas que a esta hora já deverá estar traçado pelo PS, que a qualquer sinal de real oposição virá sempre fazer-se de coitadinho.

Quanto ao PSD, creio que o mais lógico é MFL após as Autárquicas convocar um novo congresso e de novo concorrer à liderança, legitimando-se assim e podendo como deputada combater no seu terreno o PM, quem quer que ele seja, isto se não houver a tal bomba atómica que acima escrevi.

Espero sinceramente que caso MFL saia da liderança as gentes do PSD não coloquem lá mais um pseudo líder de plástico tal qual o putativo engº Sócratino, falo da triste figura de Pedro Passos Coelho.

Com um bocado de sorte Paulo Rangel seria uma escolha acertada.

Do Portugal Profundo

1. O PS ganhou, mas ficou muito longe da maioria absoluta, e o Bloco não tem deputados suficientes para lhe assegurar no Parlamento a maioria absoluta (são necessários 116 de 230). Quando faltam contar os votos dos emigrantes, o PS tem 36,6% (96 deputados), o PSD 29,1% (78), o CDS 10,5% (21), o Bloco de Esquerda 9,9% (16) e a CDU 7,9% (15). Com os votos dos emigrantes (4 mandatos), o PS pode obter mais dois, ficando com 98. Somando os seus 98 mandatos com os 16 do Bloco, o PS fica a dois mandatos da maioria absoluta. Dir-se-á que se pode aliar ao PSD, mas qualquer liderança do PSD que aceitasse essa coligação sofreria a repulsa dos seus miltantes e eleitores.

ECONOMIA – PUBLICO.PT

A Comissão Europeia irá abrir em Novembro um procedimento de “défice excessivo” contra Portugal, uma situação em que se encontram mais de metade dos Estados-membros da União Europeia, que viram as suas contas públicas derrapar com a crise.

Margens de erro: Rescaldo

As abordagens habituais para apreciar a relação entre os resultados da sondagens e os resultados das eleições são os erros 3 e 5 de Mosteller. No erro 3, calcula-se a média dos desvios absolutos entre resultados e estimativas. No erro 5, o desvio em relação à margem de vitória.

Powered by ScribeFire.

O voto útil é o voto com conhecimento…

Qualquer que seja a sua decisão de como amanhã vai votar ou mesmo resolvendo não o fazer, espero que qualquer uma dessas decisões tenha sido tomada com consciência de alguns factores, sendo o mais importante no conhecimento quer do que está em causa, quer das diversas hipóteses que os diversos partidos nos oferecem.

Votar útil é votar informado.

Como os nosso media tradicionais nada mais fizeram do que desinformar, aqui ficam alguns sites da rede com informações que todos deveríamos ter em conta na hora de marcar a cruzinha.

Eu por mim irei votar NULO!


Bússola Eleitoral

Descubra o seu posicionamento no panorama político português nas eleições legislativas de 2009

Software Livre no SAPO » Blog Archive » Recomendações de Voto para as Legislativas

A Associação Nacional para o Software Livre inquiriu todos os partidos candidatos para, em conjunto com a sua posição geral e a actividade parlamentar, pontuar a sua qualidade no que diz respeito aos direitos civis na era digital.

«Queremos que esta análise seja um apoio à decisão dos eleitores de acordo com o posicionamento com que mais se identifiquem», diz Rui Seabra, presidente da ANSOL.

[ANSOL] PRESS RELEASE ANSOL: Legislativas 2009 e o Software Livre

A campanha explica que o Software Livre é um «bem comum, a ser protegido e desenvolvido, ortogonal a monopólios» cuja «existência baseia-se no direito de um autor distribuir o seu software em conjunto com o código, autorizando a todos o direito de o utilizar, copiar, adaptar e redistribuir, na sua forma original ou modificada. Trata-se por isso de direitos civis na era digital, não sendo um concorrente a empresas.»

Do Portugal Profundo

Desde então, a situação económica e social do País degradou-se e a situação do sistema político agravou-se, confirmando-se a deriva ditatorial do Governo, com a intromissão na imprensa e intoxicação para a impugnação do Presidente da República.

Actualizando o diagnóstico realizado, apontamos 33 causas do desastre a que o País foi conduzido….

BioTerra

Para uma correcta escolha dos deputados que nos representarão, devemos votar no partido que apresenta as propostas com as quais mais concordamos. E a melhor maneira de conhecermos estas propostas é analisando os programas eleitorais de cada partido.

Margens de erro: Quadro final

Todas as sondagens de Setembro. Para as últimas quatro, variação em relação à última sondagem do mesmo instituto e uma média ponderada:

Eleições legistlativas: O que pensam os partidos portugueses da DRM? – Parte II | Remixtures

Software Livre (ANSOL) sobre as suas posições relativamente ao software livre na administração e aos direitos digitais dos cidadãos, decidi escrever um artigo novo em vez de actualizar aquele que publiquei aqui na semana passada.

E por uma razão importante: para que os leitores do Remixtures pudessem ficar com a noção do desinteresse e insensibilidade do Partido Socialista (PS) – a força política actualmente no governo e que de acordo com todas as sondagens irá novamente ganhar as eleições de domingo próximo – relativamente ao campo da Gestão Digital de Direitos. Recorde-se que a questão colocada pela ANSOL era a seguinte:

Powered by ScribeFire.

FLOSS_News: Magalhães com dias contados na América latina? Google arranja ms-IExplorer

Depois de ler esta entrada do site dicas-l, questiono-me sobre o futuro do classmate magalhães do putativo engº Sócas na Venezuela e restante América Latina.

É certo que este YeeLoong8089 Notebook poderá ainda não estar preparado para aguentar o uso dado por uma criança, mas se a América Latina pretender elevar a fasquia e começar a distribuir este tipo de máquinas a idades um pouco mais elevadas, como por exemplo preparatória e secundária, este tipo de equipamento está mais que conseguido, uma vez que o seu target é desde já estudantes, e até profissionais.

Este netbook da chinesa Lemote, tem características bem interessantes que o colocam com uma performance ao nível de um intel P4, CPU Loongson MIPS de 64bits, low power, 512/1024Mb de RAM, disco de 160Gb ou SSD de 8G, LCD de 8.9”, basicamente tudo o que um normal netbook tem, e ainda com a enorme vantagem de todos os seus componentes terem sido escolhidos para suportar Software Livre a sério, incluindo o BIOS que também é software livre, não é dito mas presumo que seja o BIOS do projecto OpenBIOS; descobri que afinal usa o PMON2000, com uma licença BSD.

Claro que o sistema operativo que lá corre também é livre, desde a distribuição completamente livre gNewSense sem os ‘blobs’ que tornam algumas das outras distros um pouco menos livres em virtude do kernel linux conter os tais ‘blobs’.
A gNewSense na sua mais recente versão a 2.3 deltah até foi ao pormenor de retirar tudo o que tivesse a ver com o cavalo de Tróia, ms-novell-mono.

gNewSense 2.3 Screenshots

A decisão do governo do Reino Unido de dar emprego a ex-hackers (esta coisa de ex no artigo do theregister, presumo que queira dizer que continuam a ser HACKERS e não crackers, mas que serão agora white hackers, pela parte que me toca agora é que são BLACK hackers) parece que não foi muito bem recebida por um HACKER muito conhecido (Mathew Bevan, aka Kuji) bem como por um especialista em segurança, relata o theregister.

Parece que os rapazes malandros, “naughty boys”, como lhes chama o czar da segurança lá do sitio, Lord West, deverão, ou deveriam ter um papel importante na cyberdefesa do Reino Unido, segundo o jornal sunday express, o MI5 já teria contratado cerca de 50 adolescentes todos asiáticos, para trabalharem num projecto super secreto de segurança, sendo que os contratos que assinaram não lhes permitem dizer nada do que fazem nem aos pais.

Mas algumas suspeitas foram levantadas pelo Kuji, pergunta ele porque raio é que são chamados de malandros se não têm qualquer registo criminal? Como é que chegaram aos ouvidos do GCHQ (a NSA do UK), se não foram apanhados? Se o tivessem sido deveriam ter registo criminal!

Kuji vai ainda mais longe e afirma que não tem conhecimento de Hackers que tenham sido convidados a participar de tal programa, a verdade é que para contratar este tipo de especialistas, 50, estes teriam de ter sido apanhados, se não o foram e se não se sabe de convites, então o UK teve de contratar outsourcing da Índia ou China, mas como é que esta gente passou o crivo da segurança necessária para trabalhar em projectos como este?

Já há tempos alguns especialistas em segurança informática do UK haviam questionado as decisões do governo em adquirir para a sua infraestrutura de redes do país tecnologia da chinesa Huawei em virtude desta poder ter trojans.

Segundo o mesmo Hacker, isto não passa de uma psyops à primeira vista apenas com o objectivo de demonstrar que o UK também está a seguir a Administração de Obama que supostamente está a contratar hackers.

Até porque não faz qualquer sentido que se venha com notícias como esta que vem em sentido contrário do que o UK está a tentar por todos os meios extraditar para os EUA um Hacker, que seria engraçado que no fim viesse a trabalhar para a Admin Obama, embora UK e USA sejam no fundo a mesma coisa, ou melhor UK continua a ser o manda-chuva da elite da NWO!

Secret teen hacker army ridiculed • The Register

Ferguson’s critique of “schoolboy tales of hiring ‘naughty boys’ for hi-tech derring-do” can be found here.

Partido Pirata do Canada cria tracker de bittorrent

Segundo o torrentfreak, o PP do Canadá que está em vias de ser legalizado, enquanto não o é e para não perder tempo vai criando o seu próprio tracker de bittorrent.
O objectivo é demonstrar que a PARTILHA de ficheiro não é uma ameaça, mas uma grande oportunidade para os artistas promoveremo seu trabalho.

Pirate Party Canada Starts a BitTorrent Tracker | TorrentFreak

“We’re starting a BitTorrent tracker to show artists how to properly use P2P technology in order to gain access to a cheap and efficient marketing and distribution network,” Pirate Party spokesman Jake Daynes told TorrentFreak.

“In addition we hope to show the public that P2P is not only for ‘illegal’ activity, and that it can be used to allow aspiring artists access to the global stage. A tracker is the epitome of filesharing, and one of our platform ‘planks’ as it were, is about the promotion of filesharing,”
Jake added.

Apresentação de Florian Schiessl: LiMux & WollMux: Free Software in Munich

Conforme já por aqui escrevi, o projecto de migração para software livre levado a cabo pela cidade alemã de Munique prossegue estando quase a chegar ao fim, mais dois anos e a cidade e a Alemanha no seu conjunto terá ganho a batalha contra o desperdicio quer de recursos quer de dinheiro e impulsionado fortemente a sua economia de TI.

O director do projecto Florian Schiessl afirma mesmo que desde que o projecto LiMux teve inicio que dos cerca de 4 milhões de euros gastos, quase 90% foram para empresas de Munique, muito especificamente para as PME’s.

Parece que continua a controvérsia à volta das apresentações criadas pela microsoft que a best buy usou numa formação dos seus vendedores e que continham verdadeiros ataques ao software livre, incluindo verdadeiras MENTIRAS como se podem ler por aqui – Microsoft’s Latest Anti-GNU/Linux Moves Are Sign of Agony

Mas os senhores de Redmond que continuam a mentir com quantos dentes têm, como fica bem demonstrado pelas contradições entre o discurso e as acções, não se ficaram por aqui, segundo Jim Zemlin da Linux Foundation, a microsoft tem tentado dissiminar o seu discurso de FUD, usando proxys, ao largar 22 patentes relacionadas com o Linux por forma a que as chamadas empresas que apenas vivem de patentes, Patent Trolls, as adquiram por forma a fazerem o trabalho sujo que a microsoft não pode fazer directamente por forma a manter o seu discurso hipócrita que vem sendo desmentido inclusive pela DELL.
Microsoft attack Linux at the retail level

Microsoft Linux-bashing hits a nerve

Inaccurate statements include the assertion that Linux vendors offer no authorized support, and that iPod or video chat support is not available on Linux. One particularly laughable statement is that Linux is not as secure as Windows 7.

In fact, security continues to be a problem for Windows, as reported by our sister site, eWEEK, yesterday. Redmond is now trying to assure nervous customers that the serious bug that recently hit the Windows 7 Release Candidate will be fixed by the time of next month’s product release, says the story.

Microsoft Linux-bashing hits a nerve

Yesterday, Linux Foundation executive director Jim Zemlin was more forthright in making this allegation. In a blog entry, Zemlin writes, “Thus, by selling patents that target Linux, Microsoft could help generate fear, uncertainty, and doubt about Linux, without needing to attack the Linux community directly in their own name.” He goes on to write, “It’s time for Microsoft to stop secretly attacking Linux while publicly claiming to want interoperability.”

Google arranja ms-IExplorer

Para terminar aqui fica uma notícia que deve ter provocado mais uns quantos lançamentos de cadeiras pelo campeão deste tipo de desporto, o senhor Steve Ballmer.

Parece que o google em vez de estar a bater sempre na mesma tecla de ter de desenvolver código para os browsers como devem de ser e que seguem os padrões como o seu Chrome, o Firefox, Opera e Safari, resolveu arranjar o ms-IExplorer com vista a este passar a ter uma máquina de javascript a sério e cumprir com alguns dos critérios das tags HTML5.

É claro que isto não é inocente mas de qualquer forma a todos nós beneficia, incluindo as pessoas que já viram a luz e que há muito que não usam a trampa do browser da microsoft ou nem sequer qualquer coisa que de lá venha como os sistemas operativos, preferindo usar Software Livre e formatos e protocolos livre e abertos.

Como dizia, esta atitude da google não é inocente, mas como a google quer fazer evoluir a rede usando padrões livres e abertos que tanto têm dado à google (google funciona sobre gnu/linux entre outro software livre), precisa que todos nós tenhamos à disposição ferramentas que possam cumprir com esses requisitos, como tal e em virtude do seu fabuloso projecto Google Wave, vai de arranjar o ms-IE.

Microsoft howls as Google turns IE into Chrome • The Register

Updated Google is offering a new Internet Explorer plug-in that turns Microsoft’s browser into a Google browser. And in predictable fashion, Microsoft is peeved.

As it prepares to grant widespread access to the preview version of Google Wave – its new-age communications platform
Google has fashioned an IE plug-in that equips Microsoft’s
future-challenged browser with the rendering and JavaScript engines at
the heart of Google Chrome. Among other things, this introduces IE to
the world of HTML5
, the next generation hypertext markup language that
Microsoft is, shall we say, rather slow to adopt.

Resumo ‘VII Encontro Nacional de Tecnologia Aberta’ – o Software Livre em Português

[update: vídeo da apresentação de Paulo Trezentos da CM, O Adepto do Software Livre]

Ontem decorreu no auditório da Lispólis, Forum Tecnológico de Lisboa mais um encontro da comunidade do Software Livre em Portugal, especialmente a comunidade empresarial, com a Caixa Mágica, Sybase e ESOP na linha da frente.

De linux2009

Entre os presentes estavam para além, da Caixa Mágica e Sybase que organizam já há 7 anos este encontro, a Red Hat, Novell, Nokia, Scalix, e algumas das empresas que compõem a ESOP, como a Ângulo Sólido e a DRI, entre outras.

De linux2009

Infelizmente não deu para estar em todo o lado 😦 e como os tempos das diversas apresentações nunca são cumpridos, nem sequer o início do encontro, lá perdi a apresentação da ANSOL :(, uma vez que penso que esta terá ocorrido a quando da apresentação da Nokia e do seu N900 bem como da IPBRICK no andar de cima.

Fazendo um pequeno apanhado do que por lá se passou e deixando por aqui algumas fotos é o meu objectivo….

De linux2009

Ora lá vamos!

De linux2009

Infelizmente a apresentação de abertura foi muito mas muito má, e teria tudo para ser muito interessante se por acaso tivessem escolhido a pessoa certa para a apresentar, o que não foi o caso.

A apresentação era sobre um estudo levado a cabo em Espanha em que se pretendia obter informação sobre as potencialidades do software livre na criação de riqueza, emprego e conhecimento.
O estudo ainda não está online e supostamente foi ontem apresentado em 1ª mão, nada vos posso dizer sobre ele,porque sinceramente não percebi patavina do que o representante da CENATIC disse!
A apresentação foi feita em inglês por Pop Ramsamy, que deverá ser uma óptima pessoa, provavelmente um excelente técnico, mas falar perante o público para fazer uma apresentação de nada sabe….

Do muito pouco que percebi é que o CENATIC é um projecto estratégico do governo espanhol para o Open Source, i think!!!
Nele o Ministério da Indústria deverá apostar até 10 milhões de euros.

De linux2009

De seguida e já muito habituado a estas andanças foi a apresentação de Paulo Trezentos o CTO da Caixa Mágica.
As suas apresentações são sempre, pelo menos as que tenho assistido, rápidas e elucidativas, não perde tempo com com nada do que não interesse.

Falou-nos do enorme sucesso da CM já com cerca de 650.000 sistemas instalados e do grande sucesso que têm sido os portáteis do programa e-escolas onde cerca de 10% estão a usar continuamente GNU/Linux, isto tendo em conta a info obtida pelos diversos updates da CM.

A sua apresentação começou com um toque de humor ao apresentar uma vídeo montagem com imagens do debate dos blogs em que teve como protagonista o putativo engº Sócrates, usando para tal uma pergunta do próprio Paulo Trezentos também ele presente nesse debate e ao qual e sobre uma pergunta relativa ao Software Livre em Portugal, Sócrates resolve falar bem da microsoft e dos famosos acordos entre o nosso desgoverno e a dita empresa.

Paulo Trezentos falou ainda das parcerias com o projecto Ensino Livre e a ESE (Escola Superior de Educação de Santarém) bem como de uma parceria com o governo de São Tomé e Principe relativa ao OpenOffice o qual lá se chama STP Office por forma a aproximá-lo mais do coração das pessoas e tendo em vista a ser adoptado pela Administração Pública daquele país.

Falou ainda sobre um novo projecto da CM, o dudf.caixamagica.pt, o qual é baseado no projecto da UE, MANCOOSI que tem como objectivo definir um formato específico de relatório para os problemas resultantes de uma instalação defeituosa de pacotes.

De linux2009

Seguiu-se Eduardo Taborda da Sybase, o qual colocou mais em foco a área comercial do Software Livre, mais concretamente a questão,

“Como Optar”….
– cumpre requisitos funcionais da organização?
– serve os utilizadores?
– é o mais económico?
– integra com os já existentes

O representante da Sybase afirmou que a “principal dificuldade é a resistência à mudança”.
Para a Sybase o mote é, INTEROPERABILIDADE=LIBERDADE

Falou do exemplo da mudança de software proprietário para livre na cidade de Munique e da apresentação interessante que Florian Schiessl havia feito no ano anterior, sobre o projecto LiMux.


Florian Schiessl: LiMux & WollMux: Free Software in Munich

“O pessimista queixa-se do vento, o optimista espera que mude, o realista ajusta as velas” – William Ward

Depois de um intervalo, foi a vez de Pascal Lauria da Scalix fazer a questão “Is there a real alternative to ms-exchange?”

Segundo a Forrester, cerca de 49% das empresas estão a avaliar alternativas ao ms-exchange, especialmente as alternativas livres.
Outra questão que há anos nem sequer se equacionava era o outsourcing do mail interno de uma empresa, cerca de 28% das empresas já colocam essa possibilidade, daí se compreender de alguma forma a previsão da Gartner que em 2012 cerca de 20% das empresas terão migrado para esse tipo de infraestrutura.
Mais um meio de quebrar o lockin que o representante da Scalix tão bem explicou, a verdadeira dependência que o software da microsoft promove, e os seus elevadissimos custos.
A recomendação da microsoft para o ms-exchange pode custar até 200mil dólares.

De linux2009

Um exemplo dessa mudança ocorreu ainda há pouco tempo com o grupo dos serviços postais da Nova Zelândia a mudar da microsoft para o google Apps.

Um dos sucessos da Scalix em Portugal é o INE.

De linux2009

Depois da Scalix seguiu-se a apresentação interessante e bem apresentada, por parte do representante da Red Hat, Jan Wildeboer, um holandês.
A malta da Red Hat não brinca em serviço e veste literalmente a camisa, o Jan andava com uma camisa branca da Red Hat e claro o famoso Fedora, o chapéu vermelho da RH.

O Jan começou por falar dos números da Gartner a qual não tem em muito crédito uma vez que afirmou que a Gartner diz o que quem paga os seus serviços quer ouvir, de qualquer forma e segundo esta de 2008 a 2011, 85% das empresas usam Open Source.

Mencionou o OpenMAPI, e reforçou a ideia, se dúvidas existissem, que todo o software que a Red Hat desenvolve é 100% Open Source.
Passou ainda ao de leve pelas peripécias daquilo a que chamou o ohhh ohhh xml (ms-ooxml), e das suas 7.228 páginas para o implementar bem como da palhaçada que foi a implementação da microsoft do formato aberto e livre ODF, no seu SP2 do ms-office 2007, o qual como por aqui escrevi, é uma autêntica fraude da microsoft, mais uma vez provando que a sua ideia de interoperabilidade é apenas e só relações públicas para pseudo jornalistas mal informados.

O representante da RH sendo holandês afirmou ainda que a Holanda tem uma política que obriga a usar padrões abertos, o projecto Noiv, uma lista de padrões abertos.

Falou ainda do que se passou em Munique, relativamente à sua mudança da microsoft para o seu projecto livre baseado em Debian GNU/Linux, o LiMux e de como os custos das migrações são devidos às anteriores aplicações proprietárias e não devido às novas que seguem padrões.
Para reforçar esta ideia indicou mesmo que a quando do inicio da mudança em Munique, ao serem contactadas as empresas das quais a cidade de Munique tinha aplicações, 75% destas não responderam e 15% já nem sequer existiam.

Lá se vai mais um mito de que se pode confiar nas empresas de software proprietário e no seus produtos e de que estes estarão sempre aqui.

De linux2009

Logo a seguir à RH veio o senhor da m$-Novell, é mesmo assim como escrevo, a Novell já é mais microsoft que outra coisa qualquer, o caro João Batista mais parecia o putativo engº Sócrates, falava mais da microsoft e do ms-novell-mono do que de Software Livre e Open Source.
Teve mesmo um lapsus linguae, tendo numa parte da sua apresentação trocado Novell por microsoft….
Eles lá sabem!

A única coisa que interessou da apresentação foi mesmo saber a distinção entre o SLES/SLED e o OpenSuSE, este último é uma versão BETA, de desenvolvimento tipo a Fedora para a RH.
De qualquer forma quer o SLES quer o SLED podem ser usados sem qualquer custo tendo mesmo 60 dias de suporte grátis, a única diferença é que caso não se pague o suporte os upgrades têm de ser feitos à manápula, sem aplicação automática para os fazer.

Um conselho de amigo, querem realmente usar Software Livre, quer em Desktop quer em Servidores, fiquem-se pela Debian, Red Hat, CentOS, Whitebox, *buntu, Fedora.

De linux2009

Antes do almoço foi a vez do pequeno debate sobre estas coisas do Software Livre e da INTEROPERABILIDADE e PADRÕES, moderado pelo Paulo Querido, ao qual também esteve presente um representante da microsoft e um dos boss da Novell, infelizmente não fixei o nome destas criaturas!

Uma critica à organização, não creio que o debate deva acontecer a meio do encontro, não sei se existe disponibilidade de agenda das pessoas convidadas, mas o melhor seria que ficasse para o fim, para não se estar à pressa e as pessoas fazerem perguntas.

Do debate destacam-se as perguntas e criticas acertadas quer de pessoas da plateia incluindo um dos representantes da ESOP, o Gustavo Homem da Ângulo Sólido quer do representante da Scalix e da Red Hat.

As criticas andaram à volta da Interoperabilidade ou ausência dela, das muitas palavras e poucas acções da microsoft nesse sentido, do porquê da RH achar que o ms-novell-mono é um perigo, uma vez que só é coberto pelo acordo ms-novell e toda a restante comunidade fica a um passo de ser processada;
Jan da RH afirma que as usar software da parceria ms-novell, podem existir problemas legais no uso e correcções que a RH possa ter de efectuar, por isso mesmo não usa nem recomenda o ms-novell-mono.

Outra pergunta foi relativa à ausência de substitutos do autocad e ms-project, ao qual o representante da RH afirmou que esta está mais focada na Infraestrutura do que no mercado de aplicações e que não é fácil aparecer de um dia para o outro alternativas a estes programas com anos de existência, de qualquer forma segundo a RH o importante é focarmo-nos na utilização de padrões.

Já agora relembro que existem alternativas a estes dois programas, o problema é que as pessoas estão tão viciadas no software proprietário que fomenta a dependência que nem sequer se dão ao trabalho de experimentarem e habituarem-se a alternativas, incluindo até outras proprietárias, como o ARCAD.

Do lado da microsoft esteve sempre presente a banha da cobra, bla blabla interoperabilidade,bla bla bla 20mil linhas de código para o kernel linux, mas claro o caro representante de Bill Gates e companhia esqueceu-se de mencionar que A boa vontade da microsoft afinal deveu-se à batota desta, mais uma vez!

Como bons cachorrinhos os senhores da Novell lá batiam a pala ao dono e mais bla bla sobre o ms-novell-mono…

De linux2009

Depois de uma questão levantada por um dos participantes na plateia, a RH afirma que é muito bonito toda a gente dizer que suporta e apoia padrões e interoperabilidade, mas a verdade e que quando existem concursos que permitam oportunidades iguais lá se vai a boa vontade, e é aqui que os politicos têm uma palavra a dizer.

Afirmou ainda que se a microsoft se preocupa tanto com a Interoperabilidade porque razão no seu SP2 do ms-office 2007, não foram ‘capazes’ sequer de implementar o ODF como deve de ser?!

O representante da Scalix que foi um dos mais aplaudidos durante o debate por afirmar de modo sarcástico que todos nós da plateia deveria-mos aceitar a proposta da microsoft e começar a submeter projectos de interoperabilidade à microsoft já que esta estava com tão boa vontade.

De linux2009

Gustavo Homem também levantou a sua voz ao afirmar que na realidade nunca existiu por parte da microsoft uma verdadeira vontade para a interoperabilidade, a microsoft segundo Gustavo Homem apenas faz o minimo para servir apenas como relações públicas, exemplo disso é a implementação do ODF onde não são implementadas as fórmulas.

De linux2009

Paulo Trezentos afirmou sem qualquer margem para dúvidas que durante a proposta do PCP para o uso de Software Livre na AR e na AP, a microsoft fez lobby contra essa iniciativa e que ele teve conhecimento disso enquanto membro da ESOP.

Finalizo esta parte do debate com uma questão que veio da plateia sobre o porquê de não poder-mos adquirir netbooks com software livre, ao que Paulo Trezentos acrescentou que não faz qualquer sentido que isso não aconteça uma vez que no projecto e-escolas 10% dos utilizadores usam gnu/linux, logo existe mercado.

Só não os vemos à venda exactamente pela deturpação que a microsoft faz do mercado, acrescento eu, ou como o representante da Scalix afirmou, não existe competição porque a microsoft pressiona os vendedores para que assim não aconteça.

E como isto já vai longo como tudo, termino por aqui o meu relato do que pude assistir neste encontro, ressalvando que ainda assisti à cool sessions da Nokia com o seu N900 o qual tive na mão e pude brincar um pouco com ele, é sem dúvida um smartphone fabuloso com capacidades ainda mais fabulosas, o processador ARM consegue estar a correr um video flash no firefox ao mesmo tempo que estamos a correr um jogo e tudo fluído.
Podemos ainda usar os repositórios da Debian para instalar software como por exemplo o OpenOffice, segundo uma das pessoas da Nokia, ele próprio tem configurados os repositórios para usar o poderoso APT.

Por último assisti ainda à pequena apresentação do Nuno Pinheiro e o seu Oxygen do KDE 4.X.

De linux2009

Se quiserem ver algumas fotos do encontro, dêem salto até à minha conta do google picasa.

Para o ano há mais!

De linux2009